É ler para crer!

Bem-vindo!

Obrigado por acessar o BEREIANO, nele encontrará artigos concernetes à Congregação Cristã no Brasil e outros. Os textos aqui postados são mais reflexivos que conclusivos, no entanto, fornecem mais repostas do que geram questões; você ficará mais esclarecido que confundido.
Participe! Ficarei honrado com o seu comentário.
Boa leitura!

Anúncios

Comentários em: "Bem-vindo!" (14)

  1. Romário N. Cardoso disse:

    A Paz de Deus, irmão Ricardo Alexandre.

    Gostei muitíssimo daquela foto da mulher com o véu na cabeça, ilustrando a minha matéria ” O FUNDAMENTO DO USO DO VÉU”.

    Parabéns! Ficou 10 !!!

    Um abraço fraternal.

    Romário N. Cardoso

  2. Romário N. Cardoso disse:

    Ah! Também sou músico, casado e pai de três filhos.

  3. SEVERINO DELMIRO disse:

    Esste comentário sobre o uso do véu é um dos melhores e mais bem elaborados que eu conheço até agora.
    Devo lembrar aqui, que essas mesmas igrejas que classificam a CCB dentre as seitas héréticas no Brasil pelo uso do véu, são as mesmas que usam o véu nas suas igrejas fundadas no exterior, como é o caso da Assembléia de Deus na Itália etc.

  4. Romário N. Cardoso disse:

    A Santa paz de Deus.
    Caríssimo, notifico-lhe que fiz algumas revisões e acréscimos ao texto a fim de melhorá-lo ainda mais.

    Peço-lhe que envie o texto pela internet afora(sempre que puder), pois, o meu desejo é que ela venha obter o seu efeito desejado, contrapor às matérias existentes sobre o assunto.

    Eis a matéria com revisões atualizadas:

    O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O FUNDAMENTO DO USO DO VÉU

    INTRODUÇÃO

    As igrejas cristãs de todas as épocas e em todos os lugares são concordantes entre si, afirmando ser o nosso Senhor Jesus Cristo o “cabeça”(autoridade) da igreja de Deus (Rm. 12.5; 1º Cor. 12.13-27; Cl. 1.18). Esse mesmo ensino pode ser observado nas cartas de Paulo às igrejas. Todas as denominações Cristãs professam essa fé, entretanto, pergunto: Onde, nas Escrituras Cristãs esse mesmo ensino (doutrina) é desenvolvido dando esclarecimentos tão profundos em seu significado?

    A resposta óbvia é… “1° Coríntios 11.1-16”.

    Paulo, o apóstolo dos gentios, fez saber aos Coríntios por intermédio de timóteo, sobre os seus caminhos em Cristo e o “ensino” (singular, único) em cada igreja (1º Cor. 4.17) que Cristo Jesus era (e sempre será) a única “cabeça”(autoridade) da igreja. Naquela época, não havia Igrejas cristãs com doutrinas divergentes nos moldes de hoje.

    O assunto do uso do véu pelas irmãs deve, não só ser aplicado, pois, também envolve o interesse Divino em que seus filhos “saibam” ( I Cor. 11.3 ) da importância da figura ou significado existente em 1º Cor.11.1-16, e o que isso representa para Deus, para os anjos, à igreja e para a doutrina apostólica, pelo fato de escrever tal ensino ocupando mais da metade do capítulo onze, tratando somente do assunto, o ato do homem “descobrir” a cabeça, enquanto a mulher “cobre” a sua, o que isso representa ? Afinal, na concepção Divina, o que estamos dizendo ou proclamando quando obedecemos ou desobedecemos tal mandamento? – É isso mesmo o que veremos logo a seguir.

    Antes de examinarmos 1º Cor. 11.1-16, devemos tomar cuidado, pois que tal epístola também é estendível aos Cristãos de todos os lugares, 1º Cor. 1: 1-2, (ARC-ARA-NTLH). Caso o contexto acima apontado esteja obscuro, que venha a dificultar o entendimento para algum irmão, irei expor aqui , uma tradução de fácil compreensão, isto é, a Nova Tradução na Linguagem de Hoje :

    “ Eu, Paulo, que fui chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Cristo Jesus, escrevo, junto com o irmão Sóstenes, esta carta à igreja de Deus que está na cidade de Corinto. Escrevo a todos os que, pela sua união com Cristo Jesus, foram chamados para pertencerem ao povo de Deus. Esta carta é também para aqueles que em ( gr. en = dentro de) todos os lugares adoram o nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso” (1º Cor.1:1-2, Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH – SBB ).(grifo meu).

    11.1 – “Sede meus imitadores, como também eu, de Cristo.
    11.2 – E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim e retendes os preceitos como vo-los entreguei.”

    Vs.1-2. – Nos versos 1-2, Paulo apresenta a necessidade de imitarmos o apóstolo em seu zelo de seguir a Cristo e seu ensino, devemos imitá-lo, fazer como ele. Exortando ainda, deu-lhes o dever de “reter” (segurar firme, não abrir mão)dos“preceitos ou tradições”(gr. paradosis = tradição ), que é o mesmo que “receber e transmitir ensinamentos à geração seguinte”; assim, ele recebeu do Senhor e transmitiu à igreja.

    11.3 –“Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo varão, e o varão, a cabeça da mulher; e Deus, a cabeça de Cristo.”

    V. 3 – Principiando a aplicação do ensino, Paulo, sob a atuação do Espírito Santo, revela que a vontade de Deus é que “saibamos”, isto é, não sejamos “ignorantes” do significado daquilo que o Senhor havia ordenado. O primeiro significado importante, é o simbolismo do vocábulo “cabeça”(gr. kephalê ): – “ Cristo é a cabeça de todo varão, e o varão, a cabeça da mulher, e Deus ,a cabeça de Cristo”. Neste simbolismo de “cabeça,” se entende e interpreta por “chefia” ou “autoridade,“ assim, Cristo é a “autoridade”(cabeça) do homem, o homem “autoridade” (cabeça) da mulher, e Deus é a “ autoridade”(cabeça) de Cristo.

    11.4 –“Todo homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça.”

    V.4 – Nesse verso, é ensino do Espírito Santo, que “todo homem que ora ou profetiza tendo a cabeça coberta, desonra a própria cabeça”. Sendo, portanto, “cabeça” figura de “autoridade”, o homem cobrindo-a, estará “cobrindo” ou “escondendo” no culto, aquele que exerce autoridade sobre si,isto é, CRISTO ; estará proclamando(simbolicamente) que a autoridade dEle não está sendo reconhecida ali; expondo-o à “desonra”(gr.kataischunõ = confundir, humilhar, desonrar, envergonhar). Com esse ato, pergunto : – Quem estará exercendo a autoridade no culto se, simbolicamente, essa autoridade está “coberta, escondida” ?
    Certamente a resposta por trás desse ato é que há uma “outra”(gr. heteros) autoridade “descoberta” na igreja que não seja a de Cristo. Assim, é bom voltarmos ao verso 3 e lermos, “ mas quero que saibais” !

    11.5 – “Mas toda mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta desonra a sua própria cabeça, porque é como se estivesse rapada.
    11.6 – Portanto, se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também. Mas, se para a mulher é coisa indecente tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu.”

    Vs. 5-6 – Dando prosseguimento, nestes versos, o Espírito Santo nos transmite um ensino muito importante, o qual devemos tomar todo o cuidado para que em nada possamos ofender a Deus e sua “Sabedoria” (Cristo). O Senhor, na sua onisciência, não nos deixou um estatuto imperfeito. “Mas toda mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta, desonra sua própria “cabeça” ( v.5); isto é, o “homem” !
    Assim, a mulher estará proclamando através desse ato exterior, que está desonrando o homem, sua “cabeça” ou autoridade, tudo isso no culto, que deveria ser para honra e glória de Deus, quem isso afirma é a “Escritura” e não o servo de Deus que faz este comentário! Então, como anteriormente foi feito uma pergunta sobre quem estaria exercendo a “ autoridade” no culto, a resposta é que, no ato do homem cobrir a sua “cabeça”(autoridade) e a mulher descobrir a sua “cabeça” (autoridade); irrefutavelmente, a própria Escritura está ensinando que “não só” o homem está exercendo sua “autoridade”(cabeça da mulher descoberta), mas a mulher está manifestando a sua própria “glória”( v.14), enquanto a autoridade de Cristo e glória de Deus que deveria ser “descoberta e manifestada”, foi coberta, ocultada!

    Ficaria incompleta esta matéria, se não fosse exposta aqui uma questão : – “Quando o homem está com a sua cabeça“ descoberta” e da mesma forma a mulher se apresentar com a cabeça “descoberta” na reunião de adoração, fica claro que, duas cabeças estão descobertas, assumindo ( figurativamente) a autoridade na igreja” !! Quanto a isso, Deus deixou claro ao ordenar ao homem descobrir a cabeça e a mulher cobrir a sua. Para a igreja reunida, em culto de adoração a Deus, o Senhor estabeleceu, somente uma “cabeça” (autoridade) sobre a igreja, a de Cristo Jesus, seu Filho amado ! Portanto, prezado irmão, não cubra sua “cabeça” na reunião dos santos, e você irmã, cubra a sua “cabeça” no culto, para que a “autoridade” do homem seja coberta, escondida, diante da supremacia de Cristo, com este ato, você está também cobrindo sua “glória”(cabelo comprido) e somente é manifesta “uma” glória, a de Deus, e somente “uma” autoridade, a de Cristo Jesus, nosso Senhor! Aleluia!

    Porém, se a mulher não se cobrir com véu, há o IMPERATIVO que “rape” ou que se “tosquie” ! Esse imperativo é que, pelo fato dela não se cobrir, estará expondo sua “cabeça” (ou autoridade) à vergonha, desonra; assim, “rapando” a cabeça também estará destituída de “glória”(cabelo comprido), tornando assim, como as que rapam a cabeça , significando sem autoridade e sem glória . Destarte, se para ela é coisa indecente o tosquiar-se ou rapar, “que se cubra”, isto é, use véu .

    “ Que se cubra, ” no original grego é “ katakaluptesthô, ” cujo verbo é “ katakaluptô ” o qual está na 3ª pessoa do singular, no tempo PRESENTE do IMPERATIVO . Assim, o véu de que aqui se fala não é o “cabelo” do verso 15; pois, presentemente, Paulo não iria ordenar às nossas irmãs a pôr “ cabelo ” (?) quando estavam na reunião de adoração, naquela época, creio eu, não existia implante de “cabelo” como nos dia atuais ( só se for peruca) . Assim, como o verbo está no modo IMPERATIVO, é uma ordem ou mandato ! Este ensinamento de 1° Coríntios 11. 1-16, contém doutrina para o homem e para a mulher, e se opõe ao que alguns intérpretes sugerem, dizendo ser um “ costume ” puramente oriental.

    A Escritura contradiz abertamente esses intérpretes, ao dizer : “ O homem, pois, não deve cobrir a cabeça” ( gr. ouk opheilei katakaluptesthai ), significa literalmente “ não deve trazer algo sobre ( a cabeça ). “Acompanhado de um advérbio de negação “ouk,” o presente do imperativo proíbe uma ação que está em andamento, ou que está se repetindo, deve cessar, deve acabar!” ( Noções do Grego Bíblico – Gramática Fundamental, pág. 269).

    “Não pode haver verdadeira teologia bíblica, a menos que seja baseada em exegese bíblica sã, e não pode haver exegese bíblica sã, a menos que seja posto um firme fundamento textual e gramatical.” ( F. F. Bruce – Chefe do Departamento de Literatura de História Bíblica da Universidade de Sheffield – Dicionário Vine). (A ênfase é minha).

    Tal mandamento proibitivo ocorreu pela presença de Cristãos judeus ( Atos 18. 4 ), pois, estes, segundo o costume e ensino rabínico “cobriam” ( e cobrem) suas cabeças quando oravam, vejam, 1º Cor.11.1-16 não está transmitindo “costume” do judaísmo aos gregos; pois, aqueles cobriam e cobrem a cabeça, até ao dia de hoje, no entanto, 1º Cor.11.1-16 contrariando tal costume… “ PRO-Í-BE” !!!

    Quem realmente conhece os costumes do judaísmo e até mesmo entre os muçulmanos, sabem que estou falando a verdade , os ensinos do apóstolo à igreja difere dos costumes da época, aliás, é nova, pois faz parte da “boas novas”. Em a “Nova Enciclopédia
    Barsa, volume 13, pág. 458 ” no assunto “Talmude,” observa-se os rabinos “lendo”(ensinando) o Talmude com a “cabeça” coberta, como um reflexo de que não reconhecem a “autoridade” (cabeça) Messiânica de Jesus !
    Destarte, no “ Dicionário Vine, “ que mostra o significado Exegético e Expositivo das palavras do Antigo e Novo Testamento, no vocábulo “ descoberta,” contém as seguintes afirmações :

    Descoberta

    akatakaluptos, “descoberta” ( fornecido de a, elemento de negação, e katakaluptô, “cobrir”), é usado em I Cor. 11.5,13 (“descoberta”), com referência à injunção proibindo as mulheres estarem sem “véu” ou “ descobertas “ nas reuniões da igreja. || Pouco importando que tipo de cobertura seja, deve estar na cabeça como “ sinal de poderio” ( I Cor.11.10), cujo significado é indicado em 1 Cor. 11.3 no assunto de supremacia, e cujas razões são dadas em 1 Cor. 11.7-9 e na frase “por causa dos anjos”(1 Cor. 11.10), intimando o testemunho e interesse deles naquilo que indica a supremacia de Cristo. As injunções não era nem judaicas, que exigiam que os homens cobrissem a cabeça na oração, nem gregas, pelas quais homens e mulheres ficavam igualmente com a cabeça “descoberta”. As instruções do apóstolo Paulo eram “ mandamentos do Senhor”(1 Cor.14.37) e eram para todas as igrejas ( 1 Cor. 14.33,34).“ (Dicionário Vine-CPAD, pág. 547) .

    P.s.: O Dicionário Vine é aprovado pelo “Conselho de Doutrina da CPAD.“

    Para quem ignora o significado de “injunção” é MAN-DA-MEN-TO !

    Em o “Manual da Escola Dominical ”(publicação da CPAD) pág. 81, o qual ensina a diferênça entre “ costume e doutrina, “ ensina que um costume é LOCAL, mas uma doutrina é GERAL ! Conforme demonstrado no início da matéria a epístola aos Coríntios é estendível aos cristãos de TODOS os lugares; também, demonstrado pelo Dicionário Vine, as instruções do apóstolo Paulo, no assunto supracitado, eram para TODAS AS IGREJAS !!
    Como já demonstrado acima pelo “Dicionário Vine”, as mulheres no mundo grego pagão não cobriam as cabeças ( igualzinho nos dias de hoje), nos cultos, e ordena as que estão em Cristo para “cobrir”( v.6), Ora, a mulher que verdadeiramente está revestida de submissão interior, não se revestirá de submissão exterior ao mandamento Divino ( escreveu sob inspiração) em cobrir a “cabeça” (autoridade) na reunião de adoração ? Outrossim , no mundo oriental judaico e árabe, as mulheres são proibidas ao saírem de casa ( Nova Enciclopédia Barsa , volume 8, pág. 226, vocábulo “ Israel ” ) seja onde for, de se apresentar em público com a cabeça “descoberta” ( amostra em figura ).
    O Espírito Santo em 1 Cor. 11.1-16, ensina totalmente diferente, quando não estiverem no ajuntamento santo (seja onde for) o cabelo é dado em lugar de véu, ocupando o lugar, não orando ou profetizando ( v.15).

    A prova do que estou afirmando? É a Escritura, única fonte da verdade que emana de Deus! Ao ordenar “que ponha o véu”, o verbo“ pôr” está na 3ª pessoa, no modo imperativo do presente, impossível maior clareza! Isso mostra e indica que “antes” de estar no culto, no ajuntamento santo, a mulher se encontrava sem o véu, o cabelo, como diz o texto, estava ocupando o lugar, para isso foi dado em lugar, mas quando ora ou profetiza, “que ponha” o véu, já não é o cabelo, isso já foi esmiuçado anteriormente, assim, a conclusão é : A Escritura não diria ” que ponha” se elas viessem de fora com o “véu” (mantilha), mas que “ permaneça ou continue” ! “Katakaluptesthô,” cujo verbo é “katakaluptô”, está no modo imperativo, aqui, ”o modo imperativo expressa uma ordem ou mandato.

    Nesta passagem, a vontade apela direta e afirmativamente à outra” ( Noções do Grego Bíblico). O tempo verbal grego koinê PRESENTE, indica que o verbo no caso acima, não está ligado, preso ao passado, mas “que está acontecendo, estado incompleto, em andamento” ( onde ? )

    Nos países onde a mulher é proibida em sair de casa tendo a cabeça descoberta, não há problema algum em obedecer, uma vez que a palavra de Deus está regulando um problema interno, o modo do homem e da mulher se apresentar na reunião de adoração, referente ao culto, e não de um problema externo.

    ENTENDENDO A QUESTÃO DA GLÓRIA

    11.7 -“O varão, pois, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus, mas a mulher é a glória do varão.”

    V .7 – Da mesma forma que a mulher tem mandamento de cobrir a “cabeça”(autoridade), o homem tem igual mandamento de “descobrir” a sua “cabeça”(autoridade) por ser “ imagem e glória de Deus”, mas a mulher é a “glória do varão”; de fato, a “glória de Deus” não pode ser “coberta” ou “escondida” na igreja, mas descoberta e manifestada ! O ato do homem não cobrir sua cabeça física, é um reflexo espiritual de que a glória de Deus , juntamente com a autoridade de Cristo se faz presente, quando nos reunimos para adorá-lo. Irmãos, o significado do ensino de 1° Cor. 11.1-16, é mui belo e maravilhoso, nos trás conhecimento daquilo que foi dito no princípio : “ Quero que saibais”(…) .

    11.8 – “Porque o varão não provém da mulher, mas a mulher, do varão.
    11.9 – Porque também o varão não foi criado por causa da mulher, mas a mulher, por causa do varão.”

    Vs . 8-9 – Os versos 8 e 9, nos leva de volta à narração da criação, em Gênesis, não para mostrar “superioridade” do varão em relação à mulher; pois, diante de Deus, homem e mulher são iguais em valor, em importância; todos foram comprados pelo mesmo preço de Sangue ( Gl 3.28; I Cor. 12.13), o ensino é que, numa adoração conjunta, ambos tem “funções” representativos na igreja concernente à “cabeça” (autoridade), funções estas que devem ser respeitadas à luz da palavra de Deus .

    11.10 – “Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos.”

    V. 10 – Assim, amados, o uso do véu também tem uma “causa”, essa causa são os “anjos”; “deve”(gr. opheilei) vem de “dever”, obrigação resultante dos preceitos ou mandamentos da honra. Essa afirmação da Escritura derriba por terra o fraco argumento ou disfarce da “cultura” como muitos afirmam. Pois, os anjos são celestiais. Destarte, eles já presenciaram insubordinação no céu ( João 8.44; Ap.12.7-8-9) como também na terra ( Gn 3.11-Vs). Ou pensa o caro leitor que os anjos não estão mais ativos na igreja do séc. XXI, nos dias atuais, observando-nos ( Lc 1.19; Hb 1.14; Sl 34.7) ? Essa subordinação à autoridade de Cristo no culto, é algo que os próprios anjos compreendem quando a mulher cobre e o homem descobre a sua cabeça, que são simbologia de autoridades e glórias.

    Há os que afirmam que o uso do véu era por “causa” das prostitutas cultuais existentes em Corinto; tal interpretação é uma aberração à regra fundamental da hermenêutica:

    ”A bíblia interpreta a própria Bíblia, ou seja, a Bíblia por si mesma se explica”!

    E, a bíblia se explicando, diz que é por “causa”dos anjos, nós na Congregação Cristâ no Brasil, não temos o “costume” de confundir “anjos” com “prostitutas,” o que é uma “o-fen-sa” à palavra de Deus e aos anjos !!! Assim, chega a ser hilário nos acusarem chamando-nos de “ignorantes” no assunto citado. Bela comparação a deles, associar o uso do véu com as “prostitutas” de Corinto.

    Outrossim, a autoridade de Cristo e a glória de Deus manifestas como únicas descobertas na reunião de adoração, que deveriam estar realçadas em tais estudos, é substituída por “cultura, costume, e prostitutas de Corinto,” como… ‘causa'(?) do uso do véu!!!

    Senhor, Jesus, perdoa-lhes, porque não sabem nem o que dizem nem o que afirmam !!

    Com efeito:

    “A Bíblia é toda a revelação Divina que necessitamos. Tudo o que for revelado sem o apoio das Escrituras é falso.”( O pregador eficaz, pág. 72 – CPAD).

    Desde quando os ensinos de Paulo referente à autoridade de Cristo e glória de Deus faziam parte da ‘cultura’ ou ‘costume’ na cidade pagâ de Corinto? Não é disso que o apóstolo está tratando na passagem de 1º Cor. 11.1-16?

    Só faltam afirmar que Paulo era “ministro da cultura”; já, em outro assunto em que o mesmo apóstolo fala sobre os “atletas que correm no estádio,” (1º Cor. 9.24-25) será que ele era “ministro dos esportes”?

    E, no tocante à “coleta para os Cristãos pobres da Judéia” (1º Cor.16.1-2)? Será que Paulo era “ministro da economia”?

    Destarte, com esse ato de submissão por parte da igreja à Cristo, os anjos se regozijam ao contemplarem que a igreja reconhece unicamente a autoridade de Cristo e uma glória, a glória de Deus sendo manifestada no ato de cobrir (a mulher) e descobrir(o homem) a cabeça na reunião de adoração e, o nosso Deus é glorificado.

    11.11 – “Todavia, nem o varão é sem a mulher, nem a mulher, sem o varão, no Senhor.
    11.12 – Porque, como a mulher provém do varão, assim também o varão provém da mulher, mas tudo vem de Deus.”

    Vs. 11–12 – Dando continuidade, os versos 11 e 12, nos ensina que tanto homem quanto mulher provém um do outro, dependendo assim mutuamente no Senhor, e que todas as coisas provém de Deus; isto é, o nosso Deus é Soberano e independente .

    11.13 – “Julgai entre vós mesmos: é decente que a mulher ore a Deus descoberta?”

    V. 13 – No verso 13, a igreja que estava em Corinto deveria julgar a questão do véu, entre eles mesmos, porém, sempre pautados nos ensinos do apóstolo, tanto é que, a mesma igreja precisava de suas orientações, sobre várias “coisas”( 1º Cor. 7) não tendo, portanto, como resolver por si própria, assuntos doutrinários. E a resposta esperada seria um “não”, pois caso pendessem para as mulheres estarem com a cabeça “descoberta” na reunião de adoração, deveriam “rapar ou tosquiar” a cabeça (1º Cor. 11.6), o que seria uma desonra ou ausência de glória, portanto uma ordem para a mulher rapar ou tosquiar-se caso contendessem o ensino apostólico.

    11.14 – “Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o varão ter cabelo crescido?
    11.15 – Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.”

    Vs. 14-15 – É ensino apostólico o homem não usar “cabelo comprido” (gr. komaô) por ser “desonroso”, por outro lado para a mulher o usar “cabelo comprido” ( gr. komaô) lhe é uma “glória” ou “honra”(gr. doxa = honra , glória). Por isso mesmo o cabelo lhe foi dado em lugar de véu. Ora, sendo o homem a “glória de Deus”, e a mulher “glória” do homem, porventura a mulher ficará sem “glória” ? É óbvio que não. Pois, o texto afirma que o cabelo comprido lhe é uma “glória”. Por essa razão mesmo, de ser para ela uma glória, no culto ela tem de “cobri-la,” e quando se cobre, estará cobrindo a “glória do homem” juntamente com sua própria glória; Deus é glorificado tendo a sua glória descoberta na igreja, pois essa glória mediante esse ensino, indica que Ele não quer dividir com ninguém !

    O cabelo (gr. komê) lhe foi dado em lugar de véu, quando a sua cabeça se encontrar descoberta, não na reunião de culto e adoração a Deus. O Senhor, em sua sabedoria, não deixou um tamanho padrão para o comprimento do cabelo, pois, o crescimento do cabelo pode variar de mulher para mulher, sou cabeleireiro e falo com conhecimento de causa; “komaô”, indica não pôr empecilho ou obstáculo para impedir que o cabelo seja crescido ou comprido.

    Também, é digno de nota atentarmos para a expressão do verso 15 que diz, “ foi dado em lugar de “cobertura” (véu ); esse “foi dado” (gr. dedotai) indica o tempo “passado”, anterior à reunião de adoração a Deus; enquanto o verbo “cobrir” ou “pôr”( verso 6) indica o tempo “presente,” encontrando-se no ajuntamento santo . Assim, o cabelo é dado em lugar de véu não estando a mulher na reunião da igreja, no caso de se encontrar a igreja reunida, eis o mandamento para a mulher, que se encontra no tempo presente, “QUE SE CUBRA”. Tem mais, ainda não acabei, a expressão “ cobrir”(gr. katakaluptô)a qual se encontra no verso 6, referente em cobrir-se com véu, difere da expressão em lugar de “cobertura” (gr. peribolaion), o substantivo deverbativo “peribolaion” remete para o verbo “perilabô” que significa “lançar ,colocar ao redor”.

    11.16 – “Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus.”

    V. 16 – “Se alguém quiser ser contencioso, saiba que nós não temos tal costume e nem as igrejas (gr. hai ekklêsiai) de Deus.” (grifo meu).

    Ora, “CONTENCIOSO”, nada mais é do que aquele que não está revestido de submissão ao ensino supracitado. “Contencioso” (gr. philoneikos) é o mesmo que “ amante da contenda, litigioso, brigão.“ Paulo encerra o assunto, dizendo que “ nós “ ( ministério) não temos tal ” costume ” e nem as “igrejas” ( plural) de Deus .

    Assim, é verídico o que escreveu o nosso amado irmão Ismael, dizendo: “A correta aplicação deste ensino nos remete à relação de autoridade que existe entre Deus e os homens. O véu ilustra um ensino de Deus, é símbolo de algo maior e ilustra uma relação de ordem na criação de Deus.”(Ismael)

    “O véu cobria a cabeça, e não o rosto. Era, ao mesmo tempo, símbolo da subordinação da mulher ao homem e do respeito que a mulher merece. As mulheres cristãs de Corínto, no entanto, mui naturalmente estavam seguindo os costumes das mulheres gregas, as quais conservavam a cabeça descoberta quando adoravam. Por conseguinte, Paulo assevera que é vergonhoso uma mulher cristã orar ou profetizar na igreja com a cabeça sem véu. Por outro lado, Paulo se manifesta contrariamente à prática dos homens judeus e romanos, os quais oravam com a cabeça coberta, e ordena que os varôes crentes orem e profetizem de cabeça descoberta, como sinal da autoridade de que estão investidos”. ( Panorama do Novo Testamento – Robert H. Gundry, Ph. D. – pág. 314).(grifo meu).

    Alguns comentaristas afirmam que o significado “interno” da submissão contida em I Cor. 11.1-16 permanece; enquanto o ato “externo” do uso do véu “não é válido”(?) para os dias atuais. Tais comentaristas se encontram revestidos de tamanha “autoridade” (?) que se acham no direito de suprimir este ou aquele MANDAMENTO , suplantando assim, a autoridade da própria SAGRADA ESCRITURA, definindo assim, qual mandamento é válido ou … “vencido” (?). Destarte, ignorais, que a ” insubmissão do ato ” externo , não põe a descoberto a insubmissão do homem interior, do coração ( MT. 15.18-19) ? Irrefutalvelmente, SIM! “Será, que a “autoridade” (?) deles é superior à autoridade apostólica ?

    Vejamos, pois, a “origem” do que Paulo ensinava e pregava : “ Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não recebi nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo”.( Gl 1.11-12; I Cor. 14.37 – ARC). Assim, essas “coisas” que Paulo escreveu, era, e é destinada aos Cristãos de “TODOS” os lugares. Esse mandamento do Senhor é para a mulher se “cobrir” no culto de adoração, mas a “astúcia e artimanha” dos homens ( Ef. 4.14) ensina na “contramão” da palavra de Deus, dizendo que…“não precisa”ou “não é válido” para os dias atuais(?).

    CONCLUSÃO :

    Prezado leitor(a), deixo aqui uma pergunta:

    “A quem tu serves e procuras agradar, a “homens ou a Deus” ( Gl. 1.10) ?

    Pense nisso!!

    A matéria acima, foi elaborada para mostrar que o ensino de 1° Coríntios 11.1-16, não se coaduna com o “costume” da época, é diferente, “santo” (separado) e NOVO !

    “E ele é a cabeça (gr.kephalê = autoridade) do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.”(Colossenses 1.18). (grifo meu).

    Caríssimos e mui queridos irmãos, o uso do véu na igreja transmite uma mensagem mui gloriosa: – Cristo é a ÚNICA cabeça (autoridade) descoberta em nossa reunião de adoração a Deus.

    Eis uma advertência apostólica à igreja: “Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vâs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;”[…]. (Colossenses 2.8).

    “E porque me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo?”(palavras de Cristo no evangelho).

    Peço aos leitores que comparem esta matéria com outras que estão espalhadas pela internet, e tirem vossas conclusões.

    Que Deus vos abençoe ricamente.

    Sobre o autor: Romário N. Cardoso é membro e músico da Congregação Cristã no Brasil desde a data de 11 de julho de 1993, sendo chamado às fileiras do Exército do Senhor Jesus para “combater pela fé que uma vez foi dada aos santos”.

    Que a paz de Deus, a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, e a comunhão do Espírito Santo, seja convosco. Amém .

    Romário N. Cardoso

    BIBLIOGRAFIA:

    Novo Testamento Interlinear Grego-Português – SBB;
    Dicionário do Grego do Novo Testamento – Paulus;
    Noções do Grego Bíblico – Gramática fundamental – Vida nova;
    Dicionário Vine -O Significado Exegético e Expositivo das Palavras do Antigo e Novo Testamento – CPAD;
    O Pregador Eficaz, pág. 72 – CPAD;
    Panorama do Novo Testamento-Robert H. Gundry, PH. D.;
    Manual da Escola Dominical – CPAD;
    Dicionário da Bíblia John D. Davis;
    Nova Enciclopédia Barsa.

  5. Agenor Soldi Junior disse:

    Graça e Paz da parte de Deus e de Nosso Senhor Jesus Cristo!
    Ricardo, parabéns pelo Blog, muito bom os assuntos abordados, fazendo jus ao nome “bereiano” que é aquele que não se conforma com o descaso com a palavra de Deus.
    Soli Deo Gloria

  6. A paz de Deus!

    Parabéns pelo blog, Deus abençoe!

    Abraço fraternal,

    Mario

  7. Romário N. Cardoso disse:

    A paz de Deus.

    Querido irmão Ricardo.

    Estou enviando um pequeno comentário e gostaria que o nobre irmão examinasse, se achar interessante pode postar em seu blog.

    COLOSSENSES 2.14

    “Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.”(Cl 2.14).
    __________________________________________________________

    Em nossa bíblia ARC diz ‘riscado a cédula’, porém, analizando o original não encontrei o verbo ‘riscar’, mas o verbo “apagar”!

    Conferindo:

    “εξαλειψας το καθ ημων χειρογραφον τοις δογμασιν ο ην υπεναντιον ημιν και αυτο ηρκεν εκ του μεσου προσηλωσας αυτο τω σταυρω.” (texto grego do Novo Testamento).

    Portanto, “exaleipsas”(gr.εξαλειψας) significa “APAGADO”, e não riscado.

    Riscar é fazer um X atravessando toda a cédula, “chizein”, vem da letra grega X(quí) significando fazer um X.

    Ora, irmãos, “riscar” e “apagar” são termos distintos, se o homem ‘riscar'(gr.chizein) alguma dívida pendente, a mesma continua escrita em sua memória; porém, Deus é diferente, ele nos prometeu que iria “apagar” , sendo removido completamente.

    O homem pode perdoar e, contudo, não consegue “apagar” a ofensa que continua escrita em sua memória; mas Deus prometeu apagar, removendo-a completamente de seu memorial!

    Vede quão grandes coisas fez o Senhor à nós!

    Outrossim, os documentos nos tempos dos apóstolos eram escritos em papiro, e a tinta que era escrita nesse material não tinha em sua composição nenhum produto que continha ácido.

    Em outras palavras, a tinta não tinha o poder de “penetração” no papiro, sendo a mesma removida completamente por alguma esponja umidecida em água da mesma forma com que o “apagador” do professor remove completamente a escrita em giz… da lousa.

    Pelo Sangue do Concerto Eterno, os nossos pecados foram apagados completamente da cédula que nos era contrária, assim, Deus mesmo foi quem disse:

    “E dos seus pecados não me lembrarei mais”[…].

    Não é maravilhoso?

    Ps. Consultei para elaborar este pequeno estudo :”Palavras Chaves do Novo Testamento – William Barclay”.

    Um abraço a todos.

  8. Não Julgueis para não serdes julgados, com o mesmo Juízo que julgardes aos outros, havereis de seres julgado, com a mesma medida que medir aos outros, haverá de serdes medidos a Voz. Eu sou o Caminho a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai; a não ser por MIM (JESUS), Bem aventurado será voz; quando mentindo disseres todo o mau contra voz, Grande é o Vosso Galardão. Apenas o justo se Salva; onde aparecera o Ímpio e o pecador. O Justo faça justiça ainda, e o sujo; suje se ainda, não esta longe o Juízo Final Apocalipse Cap. 20, Mantenha sua consciência pura, ela indicara o lado que devera assumir no Tribunal do Cordeiro, Nem todos que dirão Senhor, Senhor entrara no Reino do Céus, Exercite a Excelência da Caridade que é o AMOR, Primeiro aos Coríntios cap. 13, Faça a sua parte, antes que o Livro feche, é não tenha mais o que fazer; tudo estará consumado. (Amem a Igreja; como é a sua ORGANIZAÇÃO, nem de longe é o caminho e a ninguém pode justificar Somente JESUS Salva).

    08 – Amai Voz uns aos outros, como eu Vos tenho amado disse o mestre JESUS, vou ao Pai preparar-vos lugar, virei outra vez como CRISTO E LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ, e levarei para que onde eu estiver estejam todos aqueles que guardam os meus mandamentos. Senhor confirmando este amor abençoa todos que estão lendo esta mensagem, livra de todo o mau, cura a suas enfermidades, abençoa o seu trabalho, abra as portas fechadas, abrace quem está deprimido, coloque a Paz no conjugue e abençoa sua família, uma vez abençoado é sempre próspero, com apenas um toque o MAR se abre, com uma única Palavra na sua boca HAJA, é suficiente para que tudo lhes obedeça, seja possível a todos os que Crerem e confia em seu filho Jesus Cristo, tenha um ótimo dia na Paz de Deus. http://congregacaocristaapostolica.blogspot.com http://www.bispopaulino.webnode.com.pt http://www.ccapocalipse.webnode.com.pt

  9. Olá caro irmão, a paz de Deus
    Gostaria de enviar um tópico a respeito do hinário 5 e sugerir que publique em seu site.

    Aguardo seu contato.

    Saudações em afeto cristão,

    Marcos Oliveira
    http://www.escolinhamusical.com.br
    faleconosco@escolinhamusical.com.br

  10. nao acho certo expor a ccb na internet com tanta coisa pra publica deixa a ccb fora disso somos um povo limpo zeloso e de baos obra e nao pensem q postando isso ou aquilo da ccb vcs estao ajudando pq nao estao

  11. Luiz Costa De Andrade disse:

    A paz de Deus a todos irmãos e irmãs em Cristo..

  12. KD VC?

  13. peço-lhe que coloquem os tópicos da ccb ano 2015,que seja este site o primeiro a colocar pois assim fizeram em 2014,fiquem com a paz de Deus.

  14. Lindivane Ramos disse:

    Você participa de alguma rede social? Outra? Facebook, instagram, enfim para compartilhamos essas informações tão necessárias…

    Obrigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: