É ler para crer!

Tal mãe, tal filha

A mãe: Assembléia Cristã de Chicago

O movimento pentecostal que envolveu as igrejas da colônia italiana pode ser visto como um rebentamento do avivamento de Azuza. Neste contexto, em 1907, nasceu a Assembléia Cristã de Chicago – ACC, organizada por Luigi Francescon, G. Beretta, Pietro Mecoconi e Pietro Ottolini.

Os primeiros anos transcorreram na mais perfeita harmonia e o movimento pentecostal ítalo-americano se expandiu para a América do sul e Itália, mas entre 1914 e 1925, duas crises doutrinárias abateram a ACC.

Sem o batismo do Espírito Santo com evidência inicial de falar novas línguas se pode ser salvo? Esta foi a primeira questão que trouxe divergência entre os líderes. Pietro Ottolini rompe com a Assembléia Cristã e funda a Italian Evangelical Church.

Depois disso, as opiniões de Giuseppe Petrelli passaram a divergir com aquilo que era aceito por Luigi Francescon que escreveu uma circular a toda a igreja intitulada “Risposta a Giuseppe Petrelli”, os embates dos líderes promoveram um grande cisma e a Assembléia Crisã de Chicago divide-se, sendo que a facção que apoiou Petrelli, ficou com o edifício e o direito do uso do nome Assembléia Cristã (Christian Assembly), enquanto Francescon organiza outra comunidade com o nome de Congregazione Cristiana (Christian Congregation). A CC move ação judicial contra a AC para indenização ou recuperação da posse do prédio.

Como ocorreu em Chicago, aconteceu com outras igrejas da comunidade italiana de outras localidades, por este motivo Luigi Francescon, Massimiliano Tosetto e Michele Palma convocaram para o dia 30 de abril a 01 maio de 1927, uma assembléia geral das igrejas italianas dos EUA, cujo resoluções foram muito comemoradas. Tosseto redigiu um credo os 12 pontos de fé e doutrina. No ano seguinte foi elaborado um hinário comum.

A Assemblea Cristiana de Chicago seguiu de forma independente e foi a primeira a americanizar o nome para Christian Assembly, em 1965 adotada o nome de Belmont Evangelical Church. No ano de 1995 juntou-se as Assemblies of God americanas, e o nome atual da nova denominação é Belmont Assembly of God.

Por último a questão sobre a administração, se igreja local deveriam submeter-se a uma sede geral e sobre a organização da igreja como pessoa jurídica promoveu novos debates que terminaram no isolamento de Francescon em Chicago.

As irmãs [da CCB]: Impulsionados pelo avivamento missionários italianos, entre eles Francescon, viajam para a Itália e organizam em 1908 a Assembléia Cristã da Itália (atual: Assembléia de Deus da itália). No ano seguinte (1909) a pátria de pavilhão branco e azul celeste recebe os missionários Luigi Francescon, Giacomo Lombardi e Lucia Menna e surge a Assembléia Cristã Argentina.


A filha: Congregação Cristã no Brasil

Guiado por um ardente vigor missionário, Luigi Francescon, desembarcou em solo tupiniquim no ano de 1910. Até 1936 o grupo organizado por Francescon no Brasil permaneceu com o nome de Assembléia Christã Reunidos em Nome do Senhor Jesus, mas as cisões em Chicago repercutiram por aqui levando-o a adotar o nome de Congregação Cristã no Brasil.

O isolamento do líder em Chicago pode ter feito os brasileiros desenvolveram um orgulho denominacional e se tornaram exclusivistas. Em 1960 aproximaram-se dos irmãos argentinos e os aliciaram para mudarem o nome de Assembléia para Congregação e se colocarem debaixo da sua liderança. Como a proposta indecente foi recusada, o ancião Miguel Spina fundou a Congregação Cristã na Argentina.  Em 1970 foi a vez dos italianos receberem a proposta, negá-la e conhecerem a Congregação Cristã na Itália.

Ao mesmo tempo em que impunha um imperialismo a CCB começa a sofrer divisões internas. A primeira foi na década de 50; o cooperador Aldo Ferretti escandalizou-se ao ver anciães consumindo bebidas alcoólicas e passou a defender costumes rigorosos, acabou se desligando e fundando a Igreja Renovadora Cristã. No final da década de 60 surge a Igreja Cristã Remanescente fundada pelo ancião Nilson Santos na cidade de Telêmaco Borba – PR.

Diferenciando-se destes dois dissidentes que saíram e fundaram igrejas com outros nomes, José Valério no ano de 1991 organiza a CCB-Renovada e atrai muitos ministros para o seu grupo fazendo as estruturas do Brás estremecerem, mas o movimento que parecia promissor se dissolveu em poucos anos e se reintegrou a CCB, inclusive, o patrimônio construído pela CCB-Renovada foi incorporado ao da CCB.

O ancião Luiz Bento Machado divergiu com a liderança sobre a questão do sábado e iniciou no ano de 1993 a Congregação Cristã do Sétimo Dia no Estado de Santa Catarina. A Congregação Cristã Apostólica pode ter se iniciado na questão do rebatismo: Antônio Silvério Pereira aproximou-se da Igreja Renovação Cristã que era pastoreada por Fleury Rodrigues de Oliveira e teria os convencido de se juntarem à CCB que os teria obrigado a rebatizar. Como discordaram do pensamento da CCB que prega um batismo salvífico – e não rebatizaram – organizaram a CCA, e a CCB que ganharia alguns, perdeu alguns membros.

Questionamentos ideológicos levaram alguns irmãos a organizarem a Associação de Membros da Congregação Cristã no Brasil – AMCCB. Depois houve indefinição sobre a postura do movimento, e aqueles que queriam uma oposição à CCB deixaram a AMCCB que em 2010 uniu-se ao Ministério de Jandira que tem a liderança de Samuel Trevisan. Uma batalha judicial tem início e a conjuração jandirense saiu vitoriosa podendo usara integralmente o nome Congregação Cristã no Brasil.

Comentário:

As divisões ocorridas na Asembléia Cristã de Chigaco por motivos pessoais, doutrinais e administrativos também se sucederam na Congregação Cristã no Brasil.

A caçula nascida em 1910 desenvolveu um orgulho denominacional, desejou imperar sobre as outras Assembléias Cristãs. Não reconheceu e não respeitou a hegemonia desses grupos iniciando uma expansão por seus territórios promovendo a desunião.

Por não dar atenção às leis Francescon perdeu o prédio e a placa (nome); por não ter dado atenção à AMCCB a Congregação Cristã no Brasil terá que conviver com um ministério.

O Conselho de Anciães do Brás passa-nos a impressão de que não aprendeu com as cisões, atitude que poderá acarretar em mais divisões – Alguém tem dúvidas disso?

Anúncios

Comentários em: "Tal mãe, tal filha" (9)

  1. Márcio José Sérgio Ermida (Colecionador de Bíblias de Estudo CCB) disse:

    Nenhuma.

    Ou o Brás aprende de uma vez por todas, ou a CCB vai se isolar igual a uma seita.

    Triste.

    Márcio – CCB

  2. Cristão Ortodoxo disse:

    Queridos irmãos em Cristo, as divisões ocorridas na CCB e simplesmente uma herança do cristianismo. Tais cisões vislumbra pontos positivos e negativos, que geram bons resultados. Estas divisões geram questionamentos e pressupõe que haja erros a ser corrigidos pela ala dissidente ou pela ala concordante. É lógico que há interesses em ambas partes, desde religiosos até pessoais, mas é uma reação de mudança. Creio que isto não remete ao conselho de anciães alguma lição de aprendizado, pois tais divisões são consequências de insatisfação de partes de grupos que querem uma gestão religiosa diferente ou ao seu gosto e convicção.

    Deus vos abençoe.

  3. Márcio José Sérgio Ermida (Colecionador de Bíblias de Estudo CCB) disse:

    Concordo, irmão Cristão Ortodoxo.

    Mas se o Conselho de Anciães não tiver predisposição para não aprender nada com uma situação dessas, isso só ratifica a arrogância em que se mergulhou nossa denominação, que faz mais ou menos 50 anos (ou metade de sua existência) que afirma ser a única, etc.

    Isso é falta de humildade. E o pior é que muitos acreditam em doutrinas erradas e se afundam nesse isolamento denominacional, afastando todas as outras denominações da CCB, criando o conceito inverso de que nós sofremos ou sofreremos algum tipo de perseguição por sermos a única igreja certa. E ainda tem gente que crê que tudo isso tem a guia do ES.

    Como um Conselho de Anciães sem nenhuma formação teológica para embasar suas opiniões pode se posicionar de tal forma que nada sirva de lição para eles? Ou será que vão afirmar que tudo isso só confirma a suposta superioridade ccbiana em relação aos outros?

    O único bom resultado de todas as cisões seria a CCB repensar seus pontos de vista não bíblicos e começar a mudar para melhor, adequando-se realmente à Bíblia e sistematizando melhor sua doutina.

    Amém.

    Márcio – CCB…

  4. Simone Faith disse:

    A Paz de Deus, irmãos.

    Cisões, cisões, cisões… E o ministério (que tem agido realmente como um “Corpo Governante” à la Testemunhas-de-Jeová, inquestionáveis, intocáveis etc.) realmente demonstra que não aprendeu nada com isso! =(

    Como bem disse o irmão Márcio, é falta de humildade… E tende a piorar, depois dessa nefasta ideia de reduzir a Bíblia a um livro que “contém” a Palavra de Deus…
    E a irmandade não se posiciona, não protesta, não questiona. Que quadro triste. Eu fico TRISTE com isso, tenho absoluta certeza de que não é isso que Deus quer para Seus filhos.

    Meu desejo é que essa mentalidade dos irmãos CCB mude e que os irmãos das demais dissidências não repitam esses mesmos erros.

    Assina aqui alguém que tem um coração farto de ver tanta divisão em um CORPO que não deve ser dividido.

    Simone Faith
    Congregação Cristã do Sétimo Dia.

  5. Republicou isso em dariorei43e comentado:
    veja este artigo e descubra as origens da congregação cristã no brasil

  6. Evangelista Cristão

    Aqueles que pertencem a CCB acreditam na biblia e aprendem o novo testamento.

    Nossa interpretação vem daquilo que o ministério interpreta.

    Acreditamos que o Espirito Santo guiou os antigos entre 1920 e 1948 onde fizeram um resumo dos pontos doutrinais do novo testamento e respeitamos estes pontos.

    Aqueles na NET que discordam com tais pontos doutrinais é só ir para uma denominação que tem pontos doutrinais que achem ser mais perfeitos do que os da CCB.

    O ministério da CCB é constituido de homens na sua maioria com pouca cultura e, acreditam que devem passar para o povo somente a doutrina de Cristo, reportada por ELE e por alguns aposotolos na biblia. .

    Existem denominações que tem Reverendos, papas, pastores, mestres, sendo formados em cursos teológicos e até seminários.

    Aqueles que desejarem doutrina aperfeiçoadas por outros livros e até pela grande estudo destes MESTRES, poderão seguir para suas denominações..

    Eu particularmente, meus filhos(as) sobrinhos(as) netos(as) acreditamos que a doutrina melhor interpretada está na CCB, gostaríamos que respeitassem nossa forma de pensar..

    Respeitamos os que acreditam nas doutrinas dos tais MESTRES (embora discordamos)

    Evangelista Cristão simplificando para os que não concordam com a CCB.
    ..

    • Márcio José Sérgio Ermida (Colecionador de Bíblias de Estudo CCB) disse:

      – ICAR não é denominação, é a abominação que gerou as 95 teses de Martinho Lutero; então não se encaixa como parâmetro para as outras denominações;

      – O Ministério nunca interprtou nada, escrever 12 pontos de doutrina e não explicá-los não é interpretar; quando a interprtação se fecha como num ciclo para alguns do ministério, isso não é interpretação para a igreja;

      – Doutrina não se aperfeiçoa por estudos ou livros de grandes MESTRES; a Bíblia se prova sozinha; falar de MESTRES em caixa alta é ironizar e fugir do debate, pois todo mundo sabe que ninguém nunca quis tomar o lugar de Cristo, isso chega a ser ridículo.

  7. Márcio José Sérgio Ermida (Colecionador de Bíblias de Estudo CCB) disse:

    – A doutrina não é dos tais mestres, está na Bíblia, é do Mestre Jesus, tanto quanto a que seguimos;

    – Não vou sair da CCB, e assim como respeito o ponto de vista de quem pensa diferente e isola versos para definir doutrina, também peço que me respeitem, pois por enquanto não saio da CCB;

    – Se aceitamos os pontos doutrinais, temos que recusar sua mudança, e qualquer “justificativa”;

    – Se tem anticristos por aí, precisamos crescer em conhecimento na Palavra de Deus para nos afastarmos deles;

    -Deus abençoe.

    – Márcio

    – CCB

    – ainda.

  8. NÃO CONSIGO ENTENDER A DISPUTA DE PODER DENTRO DE UMA INSTITUIÇÃO QUE Á DEZENAS DE ANOS TEM SE DEDICADO A CONVERTER ALMAS A SERVIREM A DEUS COM AMOR, ABOMINANDO ÁS VAIDADES SOCIAIS, TENDO COMO OBJETIVO MAIOR A HUMILDADE E A SUBMISSÃO AOS ENSINAMENTOS INSPIRADOS NOS ENSINAMENTOS BÍBLICOS ! QUE COMPORTAMENTO HORRÍVEL ESSE EXEMPLO DE IGUALDADE A PARTIDOS POLÍTICOS CORRUPTOS…..CALUNIADORES E A SEITAS DIABÓLICAS ! AFINAL SERVEM A DEUS OU A SATANÁZ ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: