É ler para crer!

1.2 – SOBRE O ESTUDO DA BÍBLIA:

1.2.1 Cremos na necessidade da leitura e estudo sistemático das Sagradas Escrituras por todo o cristão desde a mais tenra idade. Entendemos não haver outra forma de crescimento espiritual fora da Bíblia.

1.2.4  Assim devemos seguir o exemplo da Igreja de Beréia, considerada nobre, por examinar nas escrituras as palavras que Paulo pregava.

1.4 –  SOBRE A SALVAÇÃO:

1.4.3  Nenhuma organização religiosa pode oferecer salvação em si mesma, pois a Bíblia nos diz: “Porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos”.

1.5  – SOBRE A GRAÇA:

1.5.3  A Graça de Deus nada mais é do que a pessoa de Jesus Cristo (…).

1.5.4  Nenhuma organização religiosa tem o direito de auto denominar “A Graça de Deus”.

1.6 – SOBRE A IGREJA:

1.6.2 Diante da grandeza do sacrifício de Jesus no Calvário, realizado em benefício de todos os homens, não é bíblico uma igreja, denominação ou grupo religioso auto-intitular-se: “A única e verdadeira Igreja” ou “O único e verdadeiro caminho”, usurpando um lugar que é exclusivamente de Cristo (…).

1.6.5 Entendemos que, as igrejas que professam a mesma fé e doutrina, são aquelas que estão fundamentadas nos mesmos princípios de fé, e não aquelas que são pertencentes a uma mesma denominação religiosa.

1.8 – SOBRE A SEGURANÇA DA SALVAÇÃO:

1.8.2 Diante de afirmativas tão claras, o cristão pode gozar da felicidade de se chamado “salvo”, com a garantia do próprio Senhor de que nada mais o separará do Seu Amor. A Bíblia nos diz: “Portanto agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”.

1.9 – SOBRE O PECADO:

1.9.3 Definitivamente não se faz aqui uma apologia ao pecado, haja vista as graves conseqüências causadas por ele ao ser humano. Afirmamos, porém que nenhum pecado pode ser maior do que o sacrifício de Cristo. Nada que o homem faça poderá anular o que Cristo fez por ele na Cruz.

1.10 – SOBRE A BLASFÊMIA OU PECADO DE MORTE:

1.10.2  Negamos que o adultério matrimonial seja o pecado de morte (…)

1.10.3 Entendemos que sustentar tal ensinamento, ou seja, que o adultério matrimonial é o pecado imperdoável, a CCB tem condenado inúmeras vidas à perdição e as tem privado de uma reconciliação com Deus, impedindo que as mesmas possam ser restauradas pelo arrependimento e confissão de seus pecados diante de Deus.

1.11 – SOBRE O BATISMO:

1.11.2 Entendemos que este ritual em si, não é dotado de nenhum poder. As águas batismais não podem perdoar, lavar ou regenerar o homem dos seus pecados. Esse benefício só é conseguido através do lavar regenerador do Sangue de Cristo, mediante a fé de quem o deseja.

1.11.4 Entendemos como válido o batismo realizado por outras denominações evangélicas na forma do exposto acima, não sendo necessário que o fiel seja rebatizado ao mudar de denominação, a menos que manifeste esse desejo.

2.3 – SOBRE O VÉU E O ÓSCULO SANTO:

2.3.3 Não vemos na observação desses costumes nenhum problema em relação à fé cristã, porém não os reconhecemos como doutrinas bíblicas, ordenanças ou mandamentos obrigatórios à salvação.

2.4 – SOBRE A OBSERVAÇÃO DE COSTUMES:

2.4.1 Cremos que toda questão secundária a salvação deve ser estabelecida mediante apelo ao bom senso da consciência do cristão. A Bíblia não legisla sobre roupas, cortes de cabelo, uso de jóias e outros tantos costumes.

2.6 – SOBRE A ORAÇÃO:

2.6.3 No culto público não vemos problema em se fazer orações de joelhos. Entendemos ser um problema a afirmativa de que somente nessa posição corporal é possível ser ouvido por Deus, o que atenta contra as Escrituras e contra a razão simples.

2.8 – SOBRE BEBIDAS ALCOÓLICAS:

2.8.3 Assim, uma organização chamada cristã não pode abrir concessões quanto ao uso de bebidas alcoólicas por seus membros, muito menos por sua liderança.

2.10 – SOBRE O OFÍCIO E O SUSTENTO PASTORAL:

2.10.4 Entendemos que os termos: pastor, Ancião, presbítero, Bispo, Reverendo etc, são semelhantes entre si, sendo adotados por cada denominação o que mais lhe agrada.

2.11 – SOBRE A ORDENAÇÃO DE NOVOS OBREIROS:

2.11.4 Assim, acreditamos que a indicação de parentes para cargos e ministérios numa denominação sem que esses tenham sido efetivamente chamados e capacitados pelo próprio Senhor, torna-se algo imoral e vergonhoso. Até mesmo os ímpios entendem que esta prática pode contribuir para desvios de conduta. Muito mais a igreja de Cristo deve se guardar desta nódoa.

2.12 – SOBRE O DÍZIMO:

     2.12.1 Cremos ser o dízimo uma ferramenta aprovada por Deus para a manutenção física da igreja (…).

2.13 – SOBRE EVANGELISMO E MISSÕES:

2.13.1 Cremos que todo o cristão é chamado para o evangelismo (…)

2.13.2 Não há respaldo bíblico para o ensinamento de que Deus enviará os pecadores a uma igreja para que sejam salvos.

CONCLUSÃO:

Teríamos ainda muitos outros pontos a considerar, porém nos limitamos a ests, por entendermos que já nos fizemos compreendidos.

Não é de nossa plena satisfação tal ato, dado a incontáveis bênçãos recebidas de Deus na CCB, bem como a comunhão que mantivemos com nossos irmãos durante os muitos anos de nossa freqüência.

Mas como citamos na apresentação, não podemos trair nossa consciência, pois a mesma é cativa a Palavra de Deus.

Nossa oração é que esta confissão traga frutos de reflexão, e que os irmãos realmente comprometidos com esta obra de Deus possam rever conceitos e práticas.

Não consideramos as interpretações aqui expressadas, a ultima palavra em matéria de fé, estaremos sempre abertos ao diálogo. Reservamo-nos também o direito de mudar de opinião, sempre que for provado pela Palavra de Deus e pela razão que estamos equivocados.

Por força do exposto acima, abrimos mão de todos os direitos a nós concedidos nesta instituição durante o tempo em que nela comungamos como membros.

Também nos fazemos livres de quaisquer obrigações, votos ou juramentos aos quais venhamos a ter nos submetidos durante esse período.

Manifestamos aqui toda nossa gratidão pelos esforços por nós realizados pela CCB e desejamos que o Senhor vos recompense com toda sorte de bênçãos espirituais.

Finalmente, entendemos que com este ato, estamos realizando um serviço para o qual fomos chamados por Deus já há alguns anos. A Ele tributamos todas honra, glória, louvor, poder e adoração, pelos séculos dos séculos. Amém!

Filipenses 4:7 – “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus”.

ASSINAM:

 “Aqueles”

 sombra

Posts relacionados:

Quem são estes?”

“O que ‘aqueles’ falaram sobre a mulher na igreja”

Anúncios

Comentários em: "O que mais disseram “aqueles”" (150)

  1. Ricardo,

    Tem como voce me mandar por email a cópia integral desta carta?

    Deus abencoe!

  2. Teologo disse:

    Caro irmao autor deste site, o senhor nao irá falar sobre os autores do hinário 5 da nossa denominação?

    Aguardo seus ponderamentos e pronunciamento sobre o caso.

    • Teologo disse:

      Irmão dono do site, o senhor vai dar resposta a esta pergunta ou não?

      Deus abencoe e Paz de Deus

      • bereiano disse:

        Estou me inteirando do assunto. Sei que foi registrado em nome de pessoas e não no nome da CCB. Eu não entendo como é feito o registro, não sei se foi uma exigência ou um ato malicioso destes irmãos, mas é de conhecimento do ministério em geral.

      • bereiano disse:

        Autores:
        I – JORGE COURI

        II – VENUSTA OLIVA COURI

        III – ANNA SPINA FINOTTI

        IV – GERBES OLIVA

        V – ELEAZAR OLIVA

        VI – AMADOR RUBIO

        VII – MARIE LOUISE LUCIENNE GONZALEZ

        VIII – RENATO CARLOS NOGUEIRA FIGUEIREDO

        IX – SILAS DE OLIVEIRA

        X – MIDIAN JOEZER LAVANDER PUOZZO

        XI – DIVANIR DEPRET VIEIRA

        XII – IRICLÉIA BITTAR FERNANDES

        XIII – FERNANDO SAMAAN GRANZOTE

        XIV – DEVANIR MARTINEZ

        XV – NEIDE ESPERIDIÃO

        ______________________________
        *sob o registro 546522, 30/12/2011.

  3. Márcio Jose Sergio Ermida disse:

    Paz de Deus.

    Venho perguntar ao irmão Bereiano sobre meus comentários, que não estou vendo. Vim por aqui porque não sabia onde fazer essa pergunta.

    Deus abençoe.

  4. Irmãos, essas reivindicações foram muito bem elaboradas, usando-se de supostos erros ou escândalos que acontecem em nosso meio para melhor fundamentá-las. Diante disso, sinto de fazer as minhas ponderações a respeito deste assunto.

    1- ESTUDO DA BÍBLIA:
    Nós também cremos na necessidade de lermos e examinarmos a Bíblia desde a mais tenra idade, não havendo outra forma de crescimento espiritual fora da Palavra de Deus. No entanto, não devemos buscar sabedoria humana para entender e ensinar o que Deus já tem revelado em sua Palavra. Continuemos preocupados em nos separar da corrupção mundana através do temor e simplicidade de Cristo.

    Jo 28:28 ” E disse ao homem: Eis que o temor do Senhor é a sabedoria, e apartar-se do mal é a inteligência. ”

    Se estudo sistemático impedisse heresia a maior seita cristã não seria o que é hoje; os principais das sinagogas teriam reconhecido Jesus Cristo como filho de Deus, visto que as Escrituras testificavam Dele; Saulo não teria consentido na morte de Estevão e, por fim, os teólogos não estariam perdidos entre si. Separei alguns versículos que explicam melhor essa parte, mesmo que alguns possam dizer que são versículos isolados, e não explicam nada:

    Th 1:5 ” E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.”

    Agora eu pergunto, que sabedoria é essa? Paulo explica melhor:

    I Co 1:30 ” Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; ”

    I Jo 2:27 ” E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis. ”
    I Co 2:13 “As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. ”
    I Co 2: 16 ” Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo. ”

    2- SALVAÇÃO:
    Toda organização que prega os ensinos verdadeiros da Bíblia pode oferecer salvação, a saber : o verdadeiro Jesus Cristo.

    3- GRAÇA:
    Os teólogos dizem que não podemos dizer que e a CCB é a verdadeira graça de Deus, a qual segue os mesmos ensinamentos e costumes das igrejas cristãs do passado, pois, assim sendo, estamos nos fazendo iguais a Cristo, porta da salvação. No entanto, se lermos a Bíblia mais atentamente veremos que Jesus foi condenado por conta de uma acusação parecida, vejam:
    Jo 10:33 “Os judeus responderam, dizendo-lhe: Não te apedrejamos por alguma obra boa, mas pela blasfêmia; porque, sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo.”
    Jo 10:34 “Respondeu-lhes Jesus: Não está escrito na vossa lei: Eu disse: Sois deuses?”
    Portanto, se Deus considerou deuses a quem a sua palavra foi dirigida, é blasfêmia dizer que a CCB, igreja que se guarda da corrupção mundana, é a graça de Deus. Devemos ter a certeza de que a doutrina que seguimos é da verdadeira graça de Deus.
    I Pe 5:12 “Por Silvano, vosso fiel irmão, como cuido, escrevi abreviadamente, exortando e testificando que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes.”

    4- SEGURANÇA DA SALVAÇÃO:
    De fato, a fome, a nudez, a tempestade, as lutas, nada disso nos separa da certeza da salvação. Porém, o pecado nos distancia de Cristo e, consequentemente, da salvação que está no Mesmo.

    5- SOBRE O PECADO:
    É verdade, nada que o homem faça poderá anular o que Jesus fez por nós na cruz. O que está feito, está feito. Porém, o homem pode escolher, depois de ter sido salvo pela graça, as concupiscências do mundo, condenando a si próprio.

    Th 1:5 “Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.”

    6- A BLASFÊMIA OU PECADO DE MORTE:
    O adultério (quando há consumação do ato sexual) pode ser sim um pecado de morte ou uma blasfêmia contra o templo de Deus. Segundo Jesus Cristo, quando atentamos para uma mulher para cobiçá-la já cometemos adultério. Sendo assim, o ato sexual é a consumação do adultério que vinha ocorrendo há dias, meses ou anos.
    Th 1:5 “Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.”
    Agora, se adultério não fosse uma blasfêmia contra o Espírito Santo, por que a Bíblia fala que ao cometermos esse pecado atentamos contra o templo de Deus?
    I Co 6:18 “Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.”
    Por fim, o batismo nos torna uma nova criatura pois, depois dele, o nosso corpo vira templo de Deus. Da mesma forma o adultério nos torna uma outra criatura, pois, depois de consumado, podemos modificar o templo de Deus porque está escrito: ” o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela.”

    Obs.: Quem caiu nesse pecado não deve desviar do Caminho e, com humildade, recorrer à muitíssima misericórdia Deus, pois está escrito: ” Quem crer Nele mesmo que esteja morto viverá ” ou ainda “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.”

    Deus vos abençoe.

  5. Discordo apenas do ponto 3.
    Cristo é a graça de Deus. Favor imerecido concebido ao ser humano.
    A CCB é agraciada por Deus, porém acredito que apenas cristo é a Graça.

    • Na verdade, eu devia apenas dizer que quando o povo fala “essa é verdadeira graça” está dizendo ser a congregação cristã primitiva, que foi guiada pelo Espírito Santo de Deus no passado.Não se perdeu. Reflete hoje em dia nos ensinamentos que a CCB encontra na Bíblia, nos quais estamos firmes.
      Dizer que queremos tomar o lugar de Cristo é faltar com a verdade.

      Deus o abençoe.

  6. Concordo com o texto do tópico, exceto no que se refere ao véu, pois como Deus fez a mulher incompleta, o véu sobre sua cabeça lhe torna uma pessoa de verdade, tal como sabiamente dizia uma lei antiga de outros povos que ainda está em vigência no Brasil, quanto aos demais itens estou de acordo.

    A criação de obstáculos à pregação do Evangelho, só podemos crer ser obra de exclusivistas querendo usurpar o sacrifício de Cristo.

    A Paz.

    Claudio (ovelha, CCB Brás)

  7. Evangelista Cristão, véu não é costume e sim DOUTRINA.

    Em 1 Cor. 11.1-16,
    Ao ordenar “que ponha o véu”, o verbo“ pôr” está na 3ª pessoa, no modo imperativo do presente. Isso mostra e indica que “antes” de estar no culto, no ajuntamento santo, a mulher se encontrava sem o véu, o cabelo, como diz o texto, estava ocupando o lugar, para isso foi dado em lugar, mas quando ora ou profetiza, “que ponha” o véu, já não é o cabelo. A Escritura não diria ” que ponha” se elas viessem de fora com o “véu” (mantilha), mas que “ permaneça ou continue” ! “Katakaluptesthô,” cujo verbo é “katakaluptô”, está no modo imperativo, aqui, ”o modo imperativo expressa uma ordem ou mandato.
    O tempo verbal grego koinê PRESENTE, indica que o verbo no caso acima, não está ligado, preso ao passado, mas “que está acontecendo, estado incompleto, em andamento” ( onde ? )
    Nos países onde a mulher é proibida em sair de casa tendo a cabeça descoberta, não há problema algum em obedecer, uma vez que a palavra de Deus está regulando um problema interno, o modo do homem e da mulher se apresentar na reunião de adoração.
    11.10 – “Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos.”
    V. 10 – O uso do véu também tem uma “causa”, essa causa são os “anjos”; “deve”(gr. opheilei) vem de “dever”, obrigação resultante dos preceitos ou mandamentos da honra, os anjos são celestiais. Há os que afirmam que o uso do véu era por “causa” das prostitutas existentes em Corinto; tal interpretação é uma aberração aos anjos.

    A Bíblia por si mesma se explica”!
    E, a bíblia se explicando, diz que é por “causa”dos anjos,não“costume”.
    Confundir “anjos” com “prostitutas,” o que é uma “o-fen-sa” à palavra de Deus e aos anjos !!!

    Vs. 14-15 – É ensino apostólico o homem não usar “cabelo comprido” (gr. komaô) por ser “desonroso”, por outro lado para a mulher o usar “cabelo comprido” ( gr. komaô) lhe é uma “glória” ou “honra”(gr. doxa = honra , glória). Por isso mesmo o cabelo lhe foi dado em lugar de véu. Ora, sendo o homem a “glória de Deus”, e a mulher “glória” do homem, porventura a mulher ficará sem “glória” ? É óbvio que não. Pois, o texto afirma que o cabelo comprido lhe é uma “glória”. Por essa razão mesmo, de ser para ela uma glória, no culto ela tem de “cobri-la,” e quando se cobre, estará cobrindo a “glória do homem” juntamente com sua própria glória; O Cabelo (gr. komê) lhe foi dado em lugar de véu, quando a sua cabeça se encontrar descoberta, não na reunião de culto e adoração a Deus. O Senhor, em sua sabedoria, não deixou um tamanho padrão para o comprimento do cabelo, pois, o crescimento do cabelo pode variar de mulher para mulher.

    Evangelista Cristão

  8. Sobre registro das poesias dos novos hinos

    Quando huma instituição registra poesias é necessário indicar o nome do compositôr. Sendo que em seguida aquela poesia pertencerá ao CNPJ da referida institução.

    Isto se dá pelo motivo que CNPJ não compôe poesia de hinos e ou músicas. É claro que o compositôr é um ser humano racional e, CNPJ não raciocina e,nem tem criatividade.

    Evangelista Cristão postando com fundamento.

  9. Continuação:

    7- SOBRE O BATISMO:

    A obra do batismo feita através da fé no Espírito, em nome de Jesus Cristo e da unidade que está em Deus pode perdoar pecados e gerar o nascimento, assim como o vinho e o pão na Santa Ceia podem regenerar e fazer com que tenhamos vida em Cristo, quando participamos dela dignamente. Não duvidemos, as obras de justiça feitas em nome de Jesus Cristo carregam o poder do Espírito de Deus. Jo 14:13 “E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
    Em I Jo 5:8 é explicado melhor sobre a essa mistura poderosa: “E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num.” Ou seja, tudo liga num, a saber: Jesus Cristo.

    Sendo assim, se segundo a nossa fé (porque tudo depende da fé) o batismo perdoa pecados, aqueles a quem o Pai trouxe a nós devem ser batizados segundo a nossa fé e doutrina.
    Quem ainda não creu nisto, peça de Deus um maior esclarecimento desta parte: Atos 2:38 “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;

    8-SOBRE O VÉU E O ÓSCULO SANTO:

    Também entendemos que não é um mandamento obrigatório a salvação, mas obrigatório às Congregações Cristãs Primitivas. Dizer que esses mandamentos são costumes locais, é enaltecer o conhecimento dos homens em detrimento da Palavra de Deus. A Bíblia é completa, e se auto explica.

    9-SOBRE A OBSERVAÇÃO DE COSTUMES:

    É claro que toda questão secundária a salvação deve ser estabelecida mediante apelo ao bom senso da consciência do cristão (exceto para quem ocupa cargo de notoriedade na igreja).Com a exceção da mulher ter o cabelo comprido, a Bíblia não legisla sobre roupas, uso de joias e outros tantos costumes, no entanto, prega contra a vaidade e contaminação que estão embutidas, de forma velada, nestes costumes mundanos.

    10- SOBRE A ORAÇÃO:

    Sobre a oração de joelhos, fica evidente que eles, mesmo tendo muito tempo em nosso meio, nunca foram de nós, pois se fossem de nós não diriam isso.
    Se a nossa crença fosse essa de que somente poderemos ser ouvidos por Deus de joelhos, então como é que o ancião ora de pé nas águas do batismo? Ou como é que conversamos com Deus deitado em nossa cama, sentados no ónibus, de pé lavando roupa e etc.?

    Deus o abençoe.

  10. Testemunho “curtinho”:

    Alguns me chocam.

    Conheço uma senhora irmã nossa, tem 91 ou 92 anos de idade, uma pessoa muito digna e tal.

    Sempre quando nos encontramos na casa de uma parente minha, e isso é muito comum, ela à mesa começa a contar sobre palavras que ouviu desde jovem na igreja, ela conta inúmeros testemunhos da sua vida pessoal.

    Pautou toda sua vida e decisões por palavras ditas no púlpito, busca sempre a palavra em seus negócios, vez ou outra recorda de cooperadores e anciãos já falecidos, que eram muito usados, outra vez ela disse assim:

    “Lembro-me do ancião fulano de tal, olha, agente sentava no culto e na hora da palavra ele dizia tudo o que agente tinha feito durante o dia, era impressionante, parece que estava conosco durante o dia todo vendo o que agente fazia.”

    Essa senhora é viúva, casou-se muito cedo e quando tinha 40 anos de idade mais ou menos, o marido faleceu aos 50 de uma causa desconhecida, e ela resolveu não se casar novamente.

    Ela foi uma pessoa riquíssima, era dona de fazenda aqui na minha região, grande quantidade de gado, enfim, uma vida muito próspera até o marido falecer.

    Logo após ter perdido o marido, resolveu partir os bens entre os filhos, e ficou com uma parte.

    Tempos depois um de seus filhos, casado e com filhos, irmão nosso, trabalhava com viagens e numa destas, indo até, salvo engano, o Pagaguai, nunca mais voltou, a partir dai inúmeras foram as profecias que essa irmã recebeu, umas diziam que ele estava vivo num estado do Brasil, outras diziam que ele estava pra voltar, já algumas línguas mais afiadas diziam que ele não vivia bem com a mulher e aproveitou a viagem para sumir de vez, outros dizem que ele caiu numa cova e fora devorado por leões, tem pra todo gosto e lá se vão 30 e poucos anos.

    Bom, resumo do que conheço hoje dela, em se tratando de bens materiais perdeu tudo, tanto ela quanto os filhos, e não fosse um deles hoje ela sequer teria casa pra morar, conta com a companhia desta nossa parente para conversar após o culto, vai à casa dela, enfim, uma vida triste, mas apesar de tudo se mostra firme e forte.

    Nunca perguntei a ela isso, mas tenho a certeza de que ela trocaria todas as “palavras” que recebeu que inclusive a levaram para a quase miséria por uma apenas que a revelasse para não ter deixado o filho viajar naquela data.

    Claro que essa irmã tem inúmeras bençãos para contar de sua vida, só que eu nunca ouvi dela uma sequer, apenas cita que do púlpito ouve e fica impressionada como é revelada a vida dela ali.

    Davi em Sl. 73 se indignou com a prosperidade do ímpio frente à desilusão do justo, mas depois dá um resposta a isso dizendo que o ímpio está em lugar escorregadio, mas tem tambem um lugar no mesmo Salmo dizendo que Deus se alegra na prosperidade do justo.

    Tipo de fruto que produzimos, uma fé desviada do seu propósito.

    O Ap Paulo como gostamos, em Atos 17 falou ao povo ateniense sobre esse comichão nos ouvidos, esse tipo de seperticiosos.

    Eu quando cheguei na CCB foi difícil acostumar com essa superstição do povo quanto à estas “revelações”, pois em casa vi como uma pessoa muito querida minha era presa ao horóscopo, nunca fez nada e jamais saiu de casa sem antes consultar os atros, é uma prisão, uma espécie de cadeia que só Cristo para libertar, desconheço outra saída ou remédio, tenho uma tia nossa CCB que a primeira coisa que pergunta quando conhece alguem é seu signo, e a partir dai começa a descrever como a pessoa é ou não é, triste, mas é isso.

    É a Bíblia a palavra.

    Os irmãos do tópico, disseram bem em tudo.

    Impressionante como mesmo diante de obstáculos colocados, tantos nobres Bereianos surgem em nosso meio, fazendo valer a palavra de Deus.

    “Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” 1 Jo 4:1.

    (Muitos substituem falsos profetas por “denominação religiosa” e acham que estão protegidos.)

    Certo que o testemunho acima sirva de edificação para alguns.

    Graça e Paz como dizia o Ap São Paulo ao saudar as igrejas.

    Claudio (ovelha, CCB Min Brás, por enquanto)

    • Irmão, Claudio, o que você descreve, superstição e falsas profecias, é combatido pelo nosso ministério.
      A falsa profecia sempre foi um empecilho no meio do povo de Deus. Já a superstição sempre acompanhará os fracos de entendimento.

      Deus o abençoe.

      • Por falar em combate não se esqueça da espada, mesmo que o ministério se esqueça de avisá-lo.

        Fruto que produzimos.

        A Paz.

        Claudio.

  11. Evangelista Cristão sobre revelações e falsas profecias

    Na bíblia é dado dversos alertas sobre falsas revelações,mas, afirma existir a verdadeira revelação.

    O que sempre aprendi é que devemos nos preocupar com a vida eterna nos céu, ou seja buscai o reino do céu e sua justiça as demais coisas vos serão acrescentadas.

    Por outro lado, ouvi pregações proféticas que cumpriram, certa vez numa pregação foi dito; Meu povo levanta nas madrugadas dos domingos por causa de tal idolo,mas, por estes dias vou tirar a vida dele numa curva e, meu povo saberá que não deve idolatrar ninguém. Menos de um mês o tal ídolo morreu.

    Num outro culto pregou-se; Minhas criancas estão cantando músicas com vocabulário imundo e, nem percebem e esta banda está enganando meu povo, por estes dias minha mão os pegará nos ares. Voce que está aí fora e é empresário deles, saiba que estás aqui porque Deus ouviu a oração da tua mãe, não viaje com eles. Aquele empresário crêu e, na viagem seguinte a banda morreu num vôo. Hoje este ex empresário é da CCB.
    Citei fatos conhecidos,mas, nas pregações já ouvi profecias prometendo coisas boas também. Eu mesmo passava por uma fase ruim e, na pregação foi dito; Teus filhos terão formação superior e, jamais imaginava que isso acontecería, porque sempre fui pobre. Hoje todos meus filhos tem formação superior e, Deus movimentou as coisas para que isso acontecesse. Minha filha não engravidava e foi dito. Ventre engravide e, em breve terás um casal com tais características e, passado alguns meses tudo cumpriu e hoje olho para meus netos e louvo a Deus.

    Podería citar várias revelações que cumpriram,mas, sei que pouco resolverá para aqueles que não acreditam, embora sei que diante de Deus estou mostrando que existem crentes que ainda acreditam na força do Espírito Santo e, que partem para defendê-lo. No céu o que estou
    postando ficará registrado e, isso é o que me importa !!!

    Minha família continuará abençoada e próspera, porque eu como patriarca de minha família, sempre respeitarei o poder de Deus e o operar do Espírito Santo, os demais que zombarão do que postei, por certo não terão a proteção de Deus para com os seus familiares.

    Evangelista Cristão afirmando existir a Revelação verdadeira

    • Que “Deus” vingativo o teu né, Eliotério?

      Cristo era igualzinho, né? Ele matou vários né? Me diga uma parte nos Evangelhos que Cristo matou alguém.

      Que Deus me livre do teu Evangelho macabro. Para vc, Cristo deveria ter brigado com Pedro por ter acertado apenas a orelha de Malco, pois Pedro deveria ter matado e esquartejado o coitado.

      Mas o que o Senhor Jesus fez mesmo? Curou a orelha de Malco, que tinha vindo o prender!!!

      Que Deus me livre do teu Evangelho, Eleotério! Que Deus tenha misericórdia de quem ouviu o Evangelho pela tua boca!

    • Caramba!

      Como bem diz o próprio narrador acima no seu terceiro parágrafo:

      POR OUTRO LADO MESMO!!!

      Outro lado completamente diferente do que diz Jesus:

      ‘Buscai o reino do céu e sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas’.

      E isso, Ele não diz isoladamente, mas diz dentro de um contexto onde nos ensina a não permitir que a ansiedade tome conta da nossa mente, pois que nos coloca longe da confiança de um Pai que não nos desampara.

      De arrepiar essa narrativa! Só não me arrepia nem me impressiona porque já morri em Cristo pra todos esses charlatanismos espiritualóides.

      Ora, não sejamos tolos. Ficamos velhos e nunca aprendemos acerca do Evangelho!

      Quantos idólatras por aí ‘supervivos’, idolatrando igrejas, líderes, templos, locais, coisas, tudo em nome de Jesus!

      Quantas milhares e milhares de famílias pobres e sem estudo veem seus filhos sendo realizados na vida acadêmica!

      Quantas milhares de bandas por aí afora contribuindo para o vocabulário chulo das nossas crianças. Já imaginou se Deus saísse por aí derrubando todos os aviões de pessoas que contribuem para isso?!

      Quantas mulheres estéreis que bendizem o nome de Deus!

      Tantos idosos que não têm ou perderam seus netos e continuam bendizendo a Deus!

      Então se vier bênção é porque é queridinho de Deus? Se vier dor e sofrimento não é?

      E tem profetadas pra todo gosto: tem da boa e tem da ruim.

      Tem da pior possível: a que ameaça quem se opõe ao que foi dito.

      E o mais absurdo (se é que se pode eleger uma citação como mais absurda, mas vamos lá: ‘No céu o que estou postando ficará registrado e, isso é o que me importa !!!’

      Ou seja: já tem uma bonificação garantida. E eu chamo isso de negociata!

      Vou te contar, bateu o recorde de tudo que já vi, não pela originalidade mas pelo pacote completo num só discurso dúbio e terrivelmente distorcido.

      E pior do que macumba! Pelo menos na macumba não é usado o nome de Deus!

      Isso me lembra o que disse Jesus – Por muito menos!!!- AOS PRÓPRIOS DISCÍPULOS que queriam pregar um discurso intimidador ‘com fogo do céu consumidor’ para acabar com aqueles que não lhes queriam dar hospitalidade:

      ‘Vós não sabeis de que espírito sois. Porque o Filho do homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las’.

      Como disse agora há pouco ‘em off’ um servo de Deus ao ler tanto ‘revelamento’:

      Deus me livre desse evangelho macabro!

      É bem como eu coloquei hoje pela manhã (por favor, não é adivinhação nem ‘revelamento’ rss mas tem tudo a ver)

      Religioso rejeita a existência que nos desnuda e nos tira do nosso ‘eu’ .
      É mais cômodo seguir uma dúzia de regrinhas religiosas.
      É mais fácil a religiosidade que aprisiona a mente.
      Porque amar dá um trabalho enorme à desconstrução das sistematizações.
      É bem melhor ( e mais visível) exibir filactérios.
      Por isso o religioso diz:
      ‘Quem não se converter, segundo o nosso padrão, vai ser queimado’.
      E Jesus lhes diz:
      Vocês não sabem de que espírito são.

      E ainda hoje pela manhã trocava ideia por e-mail com um irmão sobre o caráter de Deus, onde eu dizia:

      Quando os supostos advogados de Deus detonaram Jó, avaliando seu sofrimento pela tosca medida deles, com argumentos injustos e cheios de vaidade, O Senhor disse:

      ‘O meu servo Jó orará por vós; porque dele aceitarei a intercessão, para que eu não vos trate segundo a vossa loucura; porque vós não dissestes de mim o que era reto, como o meu servo Jó’.

      Deus é tão maravilhoso que ainda aceita que se interceda por aqueles ‘malas’ arrogantes, vaidosos, cheios de si mesmos usando o Seu Santo Nome.

      Eu não costumo me impressionar com muita coisa, mas a falsa piedade sempre me impressionou naqueles que usam o nome de Deus para aterrorizar com seus discursos distorcidos. A ‘sorte’ é que a misericórdia de Deus dura para sempre.

      Deixo claro que não conheço essa pessoa e nada do que eu disse aqui tem a ver com a sua vida pessoal mas tão somente em relação ao que ele expôs.

      E, embora, de antemão, ele já tenha tratado de ‘amaldiçoar’ a família de quem se manifeste em oposição ao que ele disse, eu deixo bastante claro que não tenho nenhuma questão com a vida pessoal dele nem de seus familiares. Que isso fique bastante claro porque muitos fundamentalistas têm o hábito de levar para o âmbito pessoal, esquecendo-se que aqui se trata de colocar os pensamentos de cada um. E que respeito pela pessoa não significa, necessariamente, concordar com o que foi dito.

    • Irmão Eleotério,

      O irmão caiu no conto do testemunho falso. O empresário dessa banda que morreu com a queda do avião, continua sendo empresário de outras bandas e não é da CCB. Veja:

      http://www.bemparana.com.br/noticia/100632/empresario-dos-mamonas-assassinas-agora-produz-disco-dos-titas

      Se o irmão seguisse os ensinamentos, não contaria testemunho de terceiros (sem procedência) e evitaria de cair em descrédito como agora.

      Esse testemunho da banda que morreu na queda do avião é FALSO! Circula em várias denominações evangelicas, só que em cada uma torcem um pouquinho para puxar sardinha para sua denominação. Esse testemunho da morte do piloto brasileiro de formula 1 já ouvi outras versões.

      Não conte testemunho de terceiros por favor… Me faz sentir vergonha alheia…

      Deus o abençoe!

    • Olha o peso e gravidade do que foi dito: “No céu o que estou postando ficará registrado e, isso é o que me importa !!!”

      Teria no céu uma mentira, como a exposta pelo irmão Samuel acima?


      Prefiro terminar a discussão aqui e também esquecer a verborragia que li no original postado pelo ir Eliotério, que muito entristeceu minha alma, por não ver em momento nenhum o amor de Cristo nas palavras proferidas. Mas coloquemos uma pedra em cima deste assunto.

      Permaneçamos no amor de Cristo.

      Deus abençoe a todos.

      • Somente esclarecendo, pois acho que não fui claro: “Uma mentira anterior que foi desmentida pelo irmão Samuel”.

  12. E sobre falsos profetas tem alguns requisitos que eu li:

    – “em meu nome”

    – dizendo “Eu sou”

    Hum…

    Ao pé da letra:

    A lei e os profetas duraram até João. Lc 16:16 1a. parte.

    Seguir a Igreja primitiva ?

    Não sei pra onde foram “aqueles” do tópico, eu pelo menos tô com vontade de largar tudo e seguir a Jesus, quem quiser se salvar que tente.

    Claudio (ovelha CCB ministério Brás)

    • Irmão Claudio,

      Concordo. O que temos hoje em dia são irmãos e irmãs com dom de profecia. Não temos mais profetas.

      Com relação aos irmãos do pulpito falarem como se Deus estivesse falando pela boca deles, recentemente o Brás emitiu um ensinamento para parar com essa prática. Mas o povo não obedece.

      Os “aqueles” do tópico foram para a Presbiteriana Independente. E hoje por exemplo, concordam com a lei do dízimo…

      Deus o abençoe.!

  13. Então, Cláudio!

    Isso de se dizer que tal instituição religiosa vive conforme a Igreja Primitiva é de uma tolice sem dimensão. O cristão moderno, por mais que seja bem intencionado, jamais alcançará aqueles moldes. E não é porque naquela época houvesse perfeição. Lembremos que eram homens com a mesmíssima natureza humana de qualquer época! A natureza humana era a mesma de hoje: pessoas ‘normais’ que mesmo tendo andado, literalmente, com Jesus, ouvindo Seus ensinamentos de Sua própria boca, mesmo assim vacilaram na fé, erraram feio no caminho, se equivocaram nos ensinamentos, pregaram o (des)evangelho. Discípulos que se apartaram por divergirem e outros que receberam puxões de orelha no momento certo.

    Ainda assim, muitos líderes e fiéis dos dias de hoje jamais alcançarão aquele estilo de vida, e não apenas porque tudo aconteceu em outra realidade completamente diferente da atualidade. Não apenas porque era outro o contexto em que os primeiros cristãos se convertiam em meio a rígidas exigências de uma lei que, à época, era meramente religiosa. A ousadia e a autoridade conferidas por Deus, de unir judeus e gentios em um mesmo ‘compartilhar do pão e do vinho’, era o propósito de uma nova existência, um novo caminho jamais imaginado e que lhes rendeu mudanças e alterações radicais nas suas convicções, nos seus costumes e cerimonialismos vãos e totalmente desnecessários.

    Mas não, não é ‘apenas’ por isso que há enorme diferença.

    Para mim, além de tudo isso que citei, a grande diferença que os coloca a anos luz de distância dos cristãos da igreja primitiva é porque muitos destes que se arrogam seguir esse molde, nunca saíram do seu pedestal, não tiveram a HUMILDADE daqueles que erraram, vacilaram, se equivocaram e VOLTARAM atrás em suas convicções. Estes, ao contrário, continuam com dura cerviz, batendo no peito e dizendo ‘eu sou a igreja verdadeira’!

    Diga-se de passagem, que essa metáfora do pão e do vinho para uma genuína e concreta vida cristã primitiva em comunhão (comum união) foi determinante para anunciar o Evangelho que ‘se propagou de forma milagrosa desde suas raízes judaicas em Jerusalém até o centro do Império Romano’. UNINDO judeus e gentios – inimigos ferrenhos de longa data, com costumes e crenças completamente diferentes – em uma mesma ‘igreja’. Pelo poder da Cruz!

    Enquanto nos dias atuais se vê algo completamente diferente, onde doutrinas estranhas baseadas em versículos soltos são introduzidas na ‘igreja’ para separar as pessoas…

    O Livro de Atos (além dos 4 evangelhos) nos conta coisas incríveis de como Deus agiu no meio do Seu povo para colocar abaixo os empecilhos religiosos que impediam os discípulos de agir como cristãos genuínos. Como na maravilhosa passagem em que Pedro, com suas rígidas regras judaicas enraizadas no coração, é favorecido três vezes com a mesma visão em que não há nada impuro! Porque todas as coisas que há, foi Deus que as fez, todas!. Ainda que o homem, em seu limitado pensar, considere algumas coisas ‘impuras’.

    Observe-se que, no mesmo Livro de Atos, ao visitar os novos cristãos GENTIOS, Tiago adverte-os acerca daquelas práticas de idolatrias da sua antiga cultura religiosa. Mas principalmente advertindo-os de que nada daquele esforço religioso e cultural serviria para a salvação. Da mesma forma que, ao longo de suas cartas, Paulo trata com os judeus e os gentios, conforme suas raízes culturais, com muita habilidade e sabedoria, sempre no intento de levá-los a um denominador comum, uma convivência em amor e comunhão.

    Vejamos, portanto, o contexto de tudo que é narrado, para não cairmos na cilada de elaborar uma doutrina baseada em versículos isolados. E, principalmente, termos bastante cuidado e responsabilidade ao dizer que tem o ‘aval’ de Deus.

    Finalmente, na Igreja Primitiva não havia um poder centralizado. Jesus jamais ‘comissionou’ seus discípulos a saírem em cada lugar implantando uma igreja e determinando um chefe. Tudo acontecia naturalmente, sem evangelismos programados, no nível do coração, da mudança constante no ser, no pensar, no agir, nas ações continuadas que beneficiassem toda a comunidade como um ajuntamento para adoração e para compartilhar a vida terrena da forma menos desigual possível.

    Não havia um Vaticano, um Brás, um trono, uma cidade santificada ou uma Nova Jerusalém.

    E quem deu introdução a tudo isso que se vê hoje em dia não foi Paulo. Não, não foram os discípulos. Foi todo um conjunto de práticas humanas com forte influência no sistema romano e nos costumes gregos

    Não, decididamente, não imitamos a Igreja Primitiva. Infelizmente…

    Mas sempre há tempo de se buscar lá dentro do próprio coração, resgatar a fé simples e original que deu início à Igreja Primitiva. Começando a quebrar os velhos paradigmas que se formaram a partir da religiosidade enraizada. Sair do ‘corpo de doutrinas’ e OUSAR na desconstrução e no retorno à singeleza na qual Jesus dizia a pagãos de todos os tipos:

    “A tua fé te salvou!”

    E todas as vezes em que a ‘minha igreja’ disser que ‘os de fora’ estão todos perdidos, irei me lembrar que JESUS DISSE que muitos publicanos, pecadores e meretrizes precederiam os mais rigorosos filhos da mais estrita e legalista religião da terra – o judaísmo dos dias de Jesus e dos dias atuais nas mentes de muitos ‘crentes’.

    E que também ELE DISSE que muitos haveriam de vir dos quatro cantos da terra a fim de assentarem-se com Abraão, Isaque e Jacó na mesa da Festa do Reino, enquanto muita gente com pedigree religioso ficaria de fora.

    ‘Porque Jesus é SUMO SACERDOTE segundo uma Ordem sacerdotal não religiosa, e que não se prende a nenhuma genealogia sacerdotal, cultural, étnica, moral ou religiosa’.

    É assim que eu creio.

    No amor de Cristo que nos uniu a todos,

    R.

    • amém!

    • Irmã Regina.

      Aos despidos de preconceito, que pertencem à igreja “eu sou”, que conseguem ler seu comentário, da próxima vez que falar da igreja primitiva apresentem os certificados, o tal “pedigree”.

      Gente tentando salvar-se a si mesmo.

      Que Deus continue a abençoando, ore por nós.

      A Paz.

      Claudio (ovelha, CCB min Brás)

      • Cláudio,
        O preconceito religioso é o pior empecilho para uma leitura desarmada e proveitosa.
        A pessoa já está tão tendenciosa, tão travada, tão formatada que pode até ler, mas não consegue assimilar. Já começa achando que é porque se está sendo perseguido, porque estão querendo manchar a imagem da instituição, etc.
        Não consegue entender que o que provoca esta mancha cada vez mais visível e questionável na instituição é a postura dos seus próprios componentes. E que são outros componentes da mesma instituição, no uso de total lucidez, prudência e sensatez. que não estão mais suportando tamanha estupidez.
        Oremos todos!!!
        E que Deus tenha misericórdia de nós todos!
        R.

    • Por que uma igreja que busca está debaixo do temor de Deus para entender a Sua vontade e guardar-se da contaminação do mundo estará há anos luz da congregação primitiva? Por que não tem comunhão com que se dizem crentes, e não são? Porventura todos os que dizem Senhor, Senhor entrarão no reino dos céus? Por que será que quando algum pecador encontrava-se com Jesus, recebia logo o conselho, não peques mais?

      Desculpe, mas esse discurso fingido de caridade não me convence, pois busca, de maneira velada, a exaltação daqueles que vivem dissolutamente em seu pecado, e não voltam atrás no seu erro, achando que não é preciso mais lutar contra o mal nos lugares celestiais, pois Deus tudo perdoa. É notório que os discípulos combatiam veemente os que pensavam diferente deles, ou seja, os que achavam que o evangelho deveria ser diferente do que era pregado por eles. Não voltaram atrás no que criam, apesar dos pesares, ficaram firmes na sua fé.

      Olha, a doutrina cristã verdadeira não separa os servos de Deus dos que vivem no pecado, pois seria necessário sair do mundo. Muito pelo contrário, somos amigos de pecadores, só que vivemos no meio deles como óleo e água, sempre resplandecendo a nossa luz. O que vocês não conseguem entender é que devemos nos separar dos que se dizem irmãos, mas mentem com a suas obras.

      Obs.: Só vira servo do inimigo, quem não anda armado contra suas sutilezas.

      Deus abençoe.

  14. Algo que achei estranho nessa carta de desligamento do tópico (eu a li na íntegra, pois está disponível na internet), é que ao mesmo tempo que apontaram os erros doutrinários existentes na CCB (alguns mencionados por eles realmente existem), os mesmos ignoraram e passaram a apoiar os erros doutrinários presentes na atual denominação. Eles não se “libertaram” do julgo denominacional, pois continuaram seguindo uma outra denominação e apoiando os erros presentes.

    Como exemplo, cito o dízimo, que faz parte da lei, e em nenhum momento do novo testamento é citada a obrigação do mesmo. Após mudar de denominação, esse grupo deixou de lado alguns erros da CCB e passaram a apoiar os erros da nova denominação.

    Eu como cristão, sinto a necessidade de cultuar a Deus em conjunto, através de uma denominação. É possível fazer isso sem uma denominação, desde que faça isso em casa com a minha esposa por exemplo. Porém, tenho certeza que não terei essa disciplina ficando em casa, e ao invés disso ficarei assistindo televisão.

    Me sinto muito bem louvando a Deus com a liturgia da CCB, e por isso ficarei na CCB. Aprendo muito com pregações inspiradas por Deus e graças a Deus consigo filtrar eventuais besteiras que posso ouvir vindo do pulpito. Mas JAMAIS compactuarei com os erros presentes na cultura oral da mesma. Compactuar com esses erros, é simplesmente coorporativismo religioso. Disso eu estou fora. Se for para continuar sendo coorporativista e aceitar os erros da outra denominação, esses irmãos que sairam da CCB trocaram seis por meia dúzia.

    Deus os abençoe!

    • Irmão Samuca.

      Tenho que me curvar diante de seus argumentos e de sua sinceridade, de fato agente ia ficar mesmo assistindo TV ou navegando na net, heheh é isso ai.

      Mas, pra o irmão depois não reclamar que não o contrariei, o dízimo tá sim no NT, veja lá em Hebreus, mas dá quem quer, obrigação, boleto com direito a SPC não encontrei fundamento na Bíblia nem na minha vivência.

      E dar dízimo, coleta, oferta alçada etc é um privilégio de quem dá não da obra de Deus que vai crescer independentemente da contribuição do muquirana, não falo de vc irmão Samuel – pelo amor de Deus, mas digo dessa turma que não dá nada na igreja e fica tomando água e usando aquele monte de copinho e papel que agente vê no lixo do templo, e acham que é tudo de graça ali.

      A Paz.

      Claudio (ovelha, CCB Min Brás, por enquanto)

    • Irmão Samuel.

      Fiquei contente com teu relato. É bom ver pessoas que sabem “filtrar” o que é Evangelho do que é Tradição, vindo de um púlpito. Deus te abençoe.

      Ore por mim que estou atrás de um púlpito… Peço ajuda em oração… mesmo.

      Deus te abençoe.

  15. Esta semana mesmo, uma pessoa muito querida minha, me disse que estava no culto no Jd. Paulista de onde fora proferida essa “profecia” sobre as criancinhas, aproximadamente um mês ou uns dias antes da tragédia do avião.

    O testemunho do Eleotério é de fato verdadeiro, já sobre o empresário da banda, é aquela história, que quem conta um conto sempre aumenta um ponto.

    Bom, sendo num culto nosso achei plausível a história.

    O vocalista da banda foi membro da Assembléia de Deus em Guarulhos.

    Sua mãe muito dedicada às coisas de Deus.

    Consegue você imaginar uma mãe o quanto se entristece ao ver seu filho deixar de servir a Deus ? Tem ideia do conteúdo de suas orações ? E com a morte desse filho tal como foi, pode você associar esse sofrimento ao de Jacó quando soube da suposta morte de José ? E o de Deus ao ver seu filho na cruz? Pense de onde você tirará forças para continuar servindo a Deus, esse Deus que disse que ainda que uma mãe se esquecesse do seu filho, Ele não se esqueceria de vós ?

    Se não cai uma folha sequer sem anuência de Deus, quanto mais um avião.

    Eu já disse aqui que dia desses fui a um culto em que fora lido em Lucas 8, sobre a filha de Jairo e a mulher que tinha um fluxo de sangue.

    Logo após a leitura, na exortação fora mais ou menos assim: “Vc que não acredita nas coisas que ouve aqui, nos testemunhos daqui, não crê, nem que for para eu marcar sua carne essa semana você vai crer, e oxalá o zombador de você, irmão, não precise da sua oração”.

    Veja que curioso, nessa passagem de Jairo, quando Jesus disse que a menina dormia, muitos zombaram, e o que Ele fez? Curou a menina e ao caminho da casa de Jairo curou ainda uma mulher.

    Voltando à banda.

    Os desígnos de Deus são por vezes desconhecidos.

    Mas Deus zela pela sua palavra.

    A nós “os santos, os queridinhos e escolhidinhos” como diz nossa irmã Regina, só nos resta tudo que é de Deus, sei que é pouco pra nós, mas vamos tomar posse, e participar da festa.

    E não se encha de inveja quando voltar o filho pródigo e a festa se tornar mais alegre, alegre-se tambem, pois o pai o aguardava ansioso.

    Haverá mais alegria no céu por uma ovelha perdida e encontrada do que pelas 99.

    A Deus o juízo, e Ele não tem prazer na destruição do ímpio, sem fazer aqui julgamentos sobre os cantores.

    Resolvi comentar sobre isso pois como todos sabem eu frequentei a Assembléia de Deus quando criança, e fui amigo do vocalista dessa banda, de seus pais e dos dois irmãos, à exceção do pai, todos iam à igreja, me lembro da escola dominical, nós aprendendo sobre a Bíblia, ele muito irreverente, sempre muito engraçado, perturbava demais na aula, mas fazia a parte dele, muito talentoso, tinha uma paisagem na parede da igreja que fora escolhida numa disputa entre alguns grupos, o nosso ganhou, mas lembro-me que o desenho foi todo das mãos desse rapaz, estudamos nos primeiro anos do primário, ele era impossível, daquele jeito que o Brasil todo o conheceu.

    Sua mãe, uma pessoa demais por dedicada na igreja, na Assembléia tem grupos de oração de irmãs, e ela fazia parte, era pelas manhãs, ficávamos na sua casa jogando video-game, enquanto ela subia o morro e ia para a igreja orar.

    Após ele deixar de ir à igreja, nos encontrávamos algumas vezes pelas ruas da cidade, ele sempre da mesma forma, nunca perdeu aquele jeito.

    Não sei quem faz doutrina desse tipo de negócio, que Deus vai permitir isso, vai te colocar numa cadeira de rodas, vai matar tal pessoa, e por ai vai.

    Estou convencido de uma coisa, se Deus resolver permitir mesmo, não vai sobrar muita gente por ai, afinal não foi pra evitar isso que ele deu seu único filho ? Qual o texto áureo da Bíblia ? João 3:16 é o que eu creio.

    Sou pelo Evangelho de Boas Novas, não excluindo falar do inferno, pois Cristo quando esteve entre nós falou mais do inferno do que do céu, mas foi para nos alertar do perigo de ir pra lá, afinal Ele veio pra salvar o mundo.

    Tem gente famosa ai falando a respeito dessa tragédia, na ambição de explicar um fato, fala tolices, mas pior é o que diz falar em Nome do Senhor, aqueles de cujas palavras ditas “incontestáveis”, não podemos nós sequer confrontar com a Bíblia, pois se dizem acima dela, aqueles acréscimos que Deus se esqueceu de nos dizer.

    Tragédias anunciadas e “profecias” despropositais, que ao mais interessado não se incumbiu de avisar, quem são esses ai para eu ficar longe tal como os do tópico, atendendo a um ensinamento do Ap Paulo?

    Laranja azeda ? Não muito obrigado.

    Bíblia diariamente.

    A Paz.

    Claudio (ovelha, CCB Min Brás, por enquanto)

  16. Evangelista Cristão provando que o que postei é bíblico.

    Voce hp, postou; Me diga uma parte no novo testamento que fala de morte…….

    Segue tua resposta; Atos 5 vs. 9 – História de Ananias e Safira (cônjuges). Pedro apóstolo de Cristo disse; Eis ai a porta os pés dos que sepultaram o teu marido, e também te levarão a ti. E logo caiu aos seus pés, e expirou (morreu). A Palavra de morte cumpriu na hora !!

    Lembra quando o Apóstolo Paulo chamou aquela pessoa de filho do diabo?

    Leia também, Apocalipse 2 vs.22 e 23 Ferirei de morte a seus filhos, etc…… Para a Igreja de Tiatira !!

    Fora estes capítulos, tem outros no novo testamento, que mostra pessoas amaldiçoadas e que morreram.

    Sobre tua crítica em ter dó daqueles que ouvem o evangelho da minha boca, eu sinto-me feliz pois foi falando a verdade que Deus converteu alguns, pois a verdade liberta.

    A voce Samuel quero afirmar que não contei testemunho de terceiro e, sim ouví no culto em SP o que narrei acima, junto comigo tinha 3 pessoas idôneas que ao sairmos do culto ficamos alerta se a pregação cumpriria e, hoje estes cidadãos estão vivos e 1 deles por sinal é avô de 7 netos (não é criança), o outro é Major em guarulhos e está na ativa.(pessoa idônea também com 54 anos). Comentamos este fato várias vezes.

    Sobre o ex empresário da banda ele é da CCB e, no término do culto jantei com ele.

    Voce esqueceu que numa empresa pode ter sócios. Sendo assim,um dos sócios que foi empresário da tal banda não é da CCB.

    Fiquem tranquilos que eu não levarei para o lado pessoal, afinal de contas estou acostumado no campo da evangelização a lidar com pessoas iguais a voces, que lêem a bíblia e não enxergam o que está nítido e claro.

    Caso precisem estarei disposto a descrever outros pontos da bíblia que talvez abrirá vosso entendimento.
    Como voces postaram acima; Nada pessoal… o que postei é BIBLICO !!

    Evangelista Cristão pronto a esclarecer !!!

    • Evangelhos eleoterio. Evangelhos. Jesus Cristo.

      Ai ai.

    • Bem, como eu pedi, “Evangelhos” e se Jesus matou alguém, nao teve resposta, no lugar do Evangelho Macabro, que tal o Evangelho verdadeiro?

      Evangelho verdadeiro há sim uma coisa horripilante, que várias vezes Cristo pregou: Inferno. Só que “Inferno” é um tema pouco pregado. Daí no lugar disso é mais fácil pregar “Vai destruir”, “vai matar”…

      • HP

        Acho muito interessante e oportuno esse alerta que você faz em se dar essa ‘checada’ nos evangelhos. Pois só serve para confirmar que, em momento algum, Jesus fez discurso de morte, de destruição.

        Assustadoramente, se bate sempre na tecla da condenação. E o mais grave de tudo é que quem assim insiste, ou não entende, ou se faz que não entende quando você fala que Jesus não compactua com esse ministério de morte. Impressionante como tem tudo a ver com aquele video que você postou em seu blog ontem.

        Pois, observando os quatro evangelhos que narram o ministério terreno de Jesus não encontramos nenhuma condenação. Muito pelo contrário!!! E o mais curioso é que a indignação de Jesus era toda voltada justamente para os religiosos inflexíveis que usavam de justiça própria. Igualzinho aos dias atuais!

        Podemos observar, claramente, que apenas duas coisas mexiam com a raiva de Jesus: a postura ‘espiritual’ arrogante dos religiosos e a falta de compaixão justamente por causa dessa arrogância. Só isso mexia com sua raiva!

        O que diriam esses inflexíveis atuais sobre o marginal ao lado de Jesus que ganhou o paraíso como prêmio? Ora, ele reconheceu o senhorio de Jesus no seu ‘último suspiro’ mas isso não desmanchou todo o estrago que fez em vida, o mal terrível que certamente ele causou a inúmeras famílias e que o levou a morte de crucificação. Você sabe que esse tipo de condenação era para o criminoso de mais alta periculosidade.

        É exatamente como diz no video que você postou ontem. Muitos pregam de púlpito um ministério de morte. Parece que têm um prazer mórbido! E o que me deixa mais indignada é que é ‘em nome do Senhor Jesus’. Como assim, em nome de Jesus, se Ele não pregou esse evangelho aterrorizante?! Além de totalmente contraditório, é uma tremenda falta de respeito e temor (reverência) para com o senhorio de Jesus e propósito da Sua Nova e Eterna Aliança! Uma aliança poderosa que triunfa até mesmo sobre essa morte física que tantos pregadores sádicos aterrorizam as pessoas.

        Revira-me o estômago de tanta indignação!

        Se fosse outra crença eu até ficaria calada, mas alguém que se diz cristão, se usar da bíblia para aterrorizar, assustar, coibir, pressionar é coisa muito séria!

        Jesus jamais faria isso. Jesus nunca fez isso! Ao contrário!

        E veja você a ironia: ele foi duro APENAS com religiosos dessa categoria.

        Acho que passou da hora de se rever convicções e começar a mudar o discurso de púlpito. Até porque, se observarmos bem, a dureza de Jesus não foi para com os pecadores. E sim, com os que se arrogam santinhos e irrepreensíveis.

        Repetindo o que disse Jesus sobre querer lançar pessoas no fogo:

        “Vós não sabeis de que espírito sois”.

        R.

    • Irmão Eleotério,

      Esse testemunho sobre o grupo musical foi espalhado pelo Brasil inteiro e em outras denominações pelos irmãos da sua comum??? Eu já ouvi esse testemunho em outras regiões do Brasil e com versões diferentes. Como não sei a procedência desse testemunho, tenho o direito de não acreditar. Inclusive a irmã Regina postou um link no qual o atual deputado presidente da CDHM da câmara (que é pastor) contou esse mesmo testemunho, dizendo que esse grupo colocava palavras torpes na boca das crianças e que Deus derrubou o avião… Estranho isso né???

      Fora isso, ainda hoje, temos INÚMEROS grupos e cantores de sucesso colocam palavras torpes e danças obcenas no meio de nossas crianças. Tempos atrás, meu sobrinho que frequenta as RJM’s, estava dançando com um gesto obceno, pra lá de inapropriado para uma criança de 8 anos, ao som de uma música sertaneja FAMOSÍSSIMA (enquanto isso a avó, também membra da CCB, observava e achava bonitinho). Isso sem falar na moda do FUNK, que faz crianças dançar ao som de músicas que depreciam as mulheres e banalizam a promiscuidade. Se Deus tiver que matar todas as bandas que fazem isso, não vai sobrar avião no céu. Fora isso, existem grupos fundamentalistas que torturam, estupram e queimam pessoas (incluindo crianças) vivas. Muitas grupos inclusive queimam cristãos vivos. Por que Deus se preocuparia em matar uma banda enquanto gente que faz coisas HORRÍVEIS E CRUÉIS no mundo inteiro está “vivinho da silva”?

      Há algo de muito errado neste testemunho.

      Com relação ao piloto de fórmula 1, já ouvi várias versões, e em outras denominações também. Ora, as pessoas idolatram MUITO mais times de futebol e até mesmo a seleção brasileira do que idolatravam o tal piloto (conheço irmãos que deixam de ir aos cultos para assistir as partidas). Deus vai ter que dar um jeito nesses times???
      Fora isso, a morte do tal piloto, fez com que o mesmo fosse idolatrado mais ainda. Ainda hoje, a emissora de televisão mais poderosa do Brasil ainda explora a imagem do falecido. Conheço gente que chorou mais pela morte desse piloto (que nunca conheceu) do que chorou pela morte da mãe.

      Há algo de muito errado nesses testemunhos. Um pouco de bom senso ajuda.

      Deus o abençoe!

      • E outra, com relação ao empresário da banda, fiz uma breve pesquisa no google e só era identificado aquele empresário famoso, incluindo no documentário deles. Segundo seu testemunho, o atual irmão da CCB que era empresário, ainda exercia a função pouco antes da morte dos integrantes, ou seja, os mesmos estavam no auge do sucesso. Seria difícil não ter registro do nome desse empresário, ainda mais um empresário importante a ponto de acompanhar a banda nas viagens de jatinho. A não ser que fosse um assessor de quinto escalão, sendo que o irmão disse que era empresário.

        Nesses testemunhos é sempre 1 a 0 para CCB. Ou seja, aquele que foi no culto e ouviu a palavra, se safou e virou membro da CCB. Os que não deram ouvidos morreram…

        • E eu nem gosto muito de falar do placar dessa disputa CCB x outras, senão aparece o fundamentalista que estuda arqueologia, latin, grego, hebraico, aramaico, árabe e Português arcaico, que tá prestes a mostrar a marca “CCB” registrada nas tábuas dos mandamentos, eu hein, fico por aqui !

          Claudio (ovelha)

      • Isso mesmo Samuca.

        Bom senso.

        E o que vão dizer esses “profetas” sobre aqueles aviões que destroçaram as Torres Gêmeas nos EUA? Onde estava esse “deus” ai pregado por eles? Afinal de contas aqueles terroristas fazem tudo em nome do “deus” deles.

        Um deus que é ativo para matar pq seria omisso em evitar tantas mortes?

        Veja, agente cai num desconhecido quando enveredamos por esses caminhos ai, deixa com Deus essa história.

        Sou do Evangelho que traz vida e transformação, aquele que revela o perdão de Deus a todo e qualquer pecado no sacrifício de Cristo na cruz, já que Jesus não nos deixou nenhuma lista de exceções.

        Como bem lembrado pela irmã Regina, um dos ladrões condenado e crucificado, foi para o Paraíso com Jesus no mesmo dia, aliás, condenaram até Jesus !

        Eita povo, depois reclamam quando agente desce a mamona.

        A Paz.

        Claudio (ovelha, CCB, min Brás, por enquanto)

      • Irmãos, por que não acreditar no vosso conservo? Já está provado pelo irmão Claudio que esse testemunho do avião saiu mesmo de uma palavra pregada por divina revelação, portanto, foi a vontade de Deus.

        A morte de um ser humano é triste e dolorosa é. Mas quem pode entender os pensamentos de Deus, quem é o homem? Aquele que dá a vida não tem o direito de tirá-la? O servo de Deus, a quem foi dada a revelação, errou ao pregar a vontade do Pai? Devia contender com o Senhor e pregar a sua própria vontade: ” Não Senhor, quem és tu para tirar a vida de alguém e causar dor nos seus entes queridos, teu Filho não matou ninguém?”

        Irmãos, perdoem-me, mas esses discursos de falsa caridade não me convece de que Deus não tem o direito de oprimir e exaltar a quem Ele quer.

        Deus vos abençoe.

  17. Evangelista Cristão para hp

    hp, peço que não desfaça de todos capítulos do novo testamento. Afinal neles expõe a diretriz de Deus e,de Cristo.

    Tudo que eu postei está no novo testamento, sendo assim temos que crer e respeitar o que alí está escrito.

    Voces querem encobrir a maldade que está no coração de alguns em criar novidades para ganhar dinheiro, destruindo a mente de crianças,fazendo o povo tornar-se idólatras, incentivando os jovens as drogas, fornicação.

    O dia que um neto vosso ou filho ou alguém da vossa estima se enterrar nas drogas ou ser assassinado ou vossa filha ser estrupada, veremos se voces terão esta compaixão.

    Será que se vossa família fosse morta num campo de concentração ou nas camaras de gás, pela persuasão de um demônio chamado hitler voces teriam este amorzinho com o hitler?

    Saibam que alguns famosos da TV e na mídia em geral, são verdadeiros servos do malígno, ensinando os jovens a desviarem da sã doutrina e,se destruirem.

    Será que voces teriam amor por aquele assassino que poucos dias atrás atirou num jovem na porta de seu prédio e, seus pais assistiram a filmagem.

    Eu estou do lado de Deus e de Cristo e do que está na biblia, em que de quando em quando Deus tem que matar mesmo, deixando sinais de que ele está vivo e, em breve será sua vingança e, aquele Espírito chamado ÍRA fará o que Cristo profetizou; Não ficará pedra sobre pedra que não seja derribada e, muitos vão para o fogo eterno. PALAVRAS DE CRISTO (NOVO TESTAMENTO)Vamos deixar a hipocrizia e,acreditar que o que está na bíblia tá certo e, muitos serão destruidos pela ordem Divina.

    Queria ver a reação de muitos se soubessem que um sacerdote estrupou vosso netinho numa sala de confessionário. Destruindo psicologicamente a mente daquela criança, para o resto da vida.

    Deus e Cristo nunca erraram em tomar medidas drásticas, porque ELES assistem estes fatos a todo instante e, conhecem a verdadeira maldade que está em alguns seres humanos.

    Evangelista Cristão postando realidade

    • Eleotério,

      Primeiramente não estou desfazendo dos capítulos do Novo testamento. Nunca desfiz da Bíblia. O problema da Bíblia sempre foi a interpretação dada a ela.

      Cristo foi o Verbo de Deus. O Verbo se encarnou e viveu entre nós. Cristo é a Palavra Viva.

      Tudo o que está escrito na Bíblia tem que ser lido com base em Cristo. As Leis e os Profetas (Velho Testamento) se cumpriram em Cristo. As cartas de Paulo e gerais sempre se referiam a Cristo. Apocalipse relata Cristo.

      Se você pegar versos bíblicos isolados, doutrinas de apanhados de versos bíblicos sem passar por Cristo, a Bíblia para você vira um livro de lei que nada mais gera do que morte.

      Digo isso sem medo de errar. Na Idade Média o povo não tinha acesso a Bíblia e sofria. No Renascimento com a Reforma Protestante a Bíblia teve livre acesso, foi traduzida para compreensão geral do povo e te pergunto: Mudou alguma coisa? O povo em geral continua sofrendo, “matando e morrendo em nome de Jesus”.

      Daí eu pergunto novamente: Porque? Porque enxergam um manual de regras em vez de enxergar JESUS CRISTO, autor e consumador da fé.

      Por isso creio na inteira Bíblia como Palavra de Deus, infalível e perfeita. Só que minha interpretação deve ser CRISTO sempre, senão viro um idólatra, um fariseu do século 21, um xiita evangélico.


      Quanto aos exemplos citados, não encubro pecado de jeito nenhum, mas vejo uma igreja infelizmente não firmada no fundamento chamado Cristo. Eu achava o Ayrton Senna um grande piloto de F1. Achava os Mamonas Assassinas irreverentes, mas NADA disso muda a minha fé em Jesus Cristo. Você pode me ver um dia assistindo uma corrida do Senna e vibrando com a habilidade dele, ou me ver ouvindo uma música dos Mamonas Assassinas e rir dela, mas NADA disso muda a minha fé em Cristo.

      Esse é o problema da CCB atual. Não sabe o que é pecado, não entende o que é fé em Cristo, não compreende o que Cristo fez na Cruz, não tem medo do inferno, mas morre de medo e temem de testemunhos que contam desgraças. E o povo vai caminhando assim, sem entender a graça de Cristo, como você facilmente expos acima, exalando raiva, ira e tudo mais, quando Cristo nos exortou a ORARMOS PELOS NOSSOS INIMIGOS.

      Sei que sou pecador e sei que a ira pode me tomar qualquer dia. Não sei como reagiria a nenhum dos cenários propostos por você, por isso confio à Cristo a minha salvação, mas não posso viver numa paranóia como a exposta por você como “Famosos da TV são verdadeiros servos do maligno”. Sei que todos os homens estão debaixo do pecado, mas Cristo disse que somos SAL DA TERRA, e não sal dentro de saleiro. Posso assistir a um filme com “Famosos da TV”, rir de alguma piada, chorar com alguma cena comovente, mas o FILTRO chamado GRAÇA DE CRISTO rapidamente entra em ação. Se algo é contra o Evangelho, simplesmente eu ignoro, quando muito escrevo um artigo refutando.

      Do resto, ainda vejo beleza em muita coisa que Deus fez e está neste mundo. Uma criança sorrindo, um jovem apaixonado, uma moça desejosa em conhecer mais a Deus, um casal unido, um senhor (como você) preocupado com a juventude, É apenas uma questão de foco. Prefiro focalizar o que é bom, o que é belo.

      Abraços amado. Deus te abençoe.

      • “Nisso reconhecerão todos que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros”. (João 13, 35)

  18. Evangelista Cristão

    Errei ao digitar estupro. Escrevi estrupo.

  19. Ezequias morreu, mesmo Deus tendo-lhe acrescentado aqueles quinze anos e lá se vão quantos anos?

    Os “eternos” que “profetizam” sobre a morte de outrem, falam do óbvio, se limitassem a repetirem apenas os versos lidos na Bíblia seriam mais didáticos.

    E Jesus ?

    “Vim para que tenham vida…”, ressuscitou Lázaro e a filha de Jairo, só não fez mais naquela época por causa da intervenção dos escribas e fariseus que tambem queriam a morte de todo mundo que contrariavam eles, bom tudo era plano de Deus.

    Uma mensagem que ouvi num culto da AD quando era adolescente.

    Um irmão nosso, Agostinho o nome dele, era desses irmãos simples, muito usado por Deus, bom conhecedor das Escrituras e tal, naquela época Michael Jackson bombava com o Thriller e outras canções, ele sempre teve muita fama como sabemos, eu mesmo gostava dele, e até dançava um pouco.

    Na época uma publicação da CPAD, uma espécie de jornalzinho, tinha em sua capa uma pergunta assim: “Quem é mais famoso, Jesus ou Michael Jackson?

    Pois bem, o irmão subiu ao púlpito, com aquela publicação nas mãos, muito indignado, e dizia mais ou menos assim: “Um dia esse ídolo se vai, mas Jesus, que ressuscitou, continuará sentado à destra de Deus”, ele disse bem mais, mas foi o que me lembro do que disse, fazem muitos anos.

    E na CCB outro dia ouvi de um cooperador que Deus é de Boas novas, esse negócio de vai por doença aqui e ali não é coisa de Deus, ali era para se ouvir e contar coisas boas, inclusive nos testemunhos, nada de ficar falando que Deus tinha colocado uma doença em ti pra isso, aquilo, pra te provar etc, achei bonito da parte do irmão dizer isso.

    Bastou Josué despedir o povo para eles levantarem outro tempo, foram advertidos por Finéias, que não brincava em serviço, mas Josué morreu, e logo o povo passou a adorar outros deuses, Deus se irou, eles viraram servos de reis e Deus se arrependeu e levantou outros para os livrarem, e vieram os juízes que Deus levantava, e esses se corrompiam, e cá estamos nós.

    Jesus veio quebrar essa maldição, tente você ressuscitar ela não, crê e sê liberto disso, o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele.

    É fácil agente amar quem nos ama, o difícil é amar uma pessoa como eu, é ou não é?

    A Paz.

    Ah! Aquela publicação da CPAD tb não existe mais, mas Jesus continua lá e aqui.

    Claudio (ovelha, CCB Min Brás por enquanto)

  20. Evangelista Cristão expondo fatos ocorridos !!

    Quando posto alguma coisa, falo daquilo que ví e, muitos aqui postam teorias. Postaram que eu disse (TODOS) da TV e eu postei com cautela; ALGUNS e foi por diversas vezes a frase ALGUNS.

    No desejo de desfazer meu texto alguém postou que eu disse todos da TV.

    Esta história de falar que Cristo é amor é o que escuto também em algumas programações e até na NET, quando pecadores dizem que Cristo salvará pelo amor e que Ele olha (SÓ) o coração.

    Esta é a chave do malígno para enganar que a doutrina proferida por Cristo e posteriormente por Paulo é só para encher capítulos bíblicos e, formar os livros do novo testamento.

    Eu prefiro ensinar meus parentes e amigos que a salvação se dá pela obediência a Sã doutrina e, lógicamente pela misericordia Divina, sendo que a misericordia Divina implica no juízo Divino em olhar a intenção do espirito,(ESFORÇO) dentro de cada coração.

    Agora dizer que todos serão salvos pela misericordia, apenas, ???

    Isso é absurdo e anti -bíblico e, ao mesmo tempo pisar no sangue que Cristo derramou por todos na cruz.

    Outra coisa é saber que Cristo veio anunciar vida eterna em glória, no céu e, o deportador da Doutrina pela inspiração do Espírito Santo foi Paulo.

    Sendo assim para salvar-nos dependerá da misericordia Divina e Pelo menos a intenção(ESFORÇO) de obedecer a doutrina e, pelo que vejo na prática os tais que voces protegeram dizendo que, Cristo os salvará, em nenhum momento os vejo esforçsndo-se a obedecer a doutrina, pelo contrário (ALGUNS),alguns,zombam da doutrina usando a força da mídia, inclusive em algumas novelas ridicularizam alguns Cristãos.

    Voce Samuel disse que talves o que sobreviveu fosse de quinto escalão na banda. Para mim em que escalão ele estava não importa, o que mostra o poder da revelação é que ele viajava com o grupo e,após ouvir a Palavra, não foi mais e, na primeira viagem o avião caiu.

    Se para voce foi coincidência, para mim foi cumprimento do que eu ouvi no culto, afinal na primeira viagem aconteceu, não foi 1 ano depois.

    Dizer que Deus tería que matar a todos que propagam o mal e, que cantam músicas malígnas, ou todos que perventem o povo pela TV, demonstra a tua falata de sabedoria.

    O que Deus faz é de quando em quando dar sinais de que ele está vivo e, algumas vezes revela a seus servos o que vai acontecer com um pervertido famoso. Deus assim fazendo aumenta a fé naqueles que NELE
    CRÊ E CONTINUAM OBEDECENDO A DOUTRINA.

    No meu caso ao ouvir aquelas profecias a minha fé e meu respeito por Deus permaneceu e, percebi que quando ELE quer, os veiculadores do mal são destruidos.

    Outros exemplos para voce e todos que não crêem que Deus entrega a pessoa na mão do malígno e, o próprio malígno que os coloca nas alturas da fama, da glória, os destroi.MATA !!!

    Lembram do Elvis PresleY, Michael Jackson, Quin, Cazuza, Mané Garrincha, Elis Regina,Marylin Monroe,Wytney,Chorão,Jim Morysom,Renato Russo, Se desejarem postarei mais umas dezenas de nomes.

    Deus e Cristo os entregou na mão do malígno e morreram nas drogas e, com isso Deus despertou em quem está na sã conciência que não vale a pena a glória da TV, shows, prostituição, orgias e, que nos Cristão poderemos até termos uma morte desastrosa,mas,nunca pelas mãos do malígno, nunca pelas drogas e, que vale a pena respeitar a doutrina, pois ela faz bem para alma e até para saúde do corpo.

    Acredito que o que postei não é teoria igual (ALGUNS), alguns, postam na NET, tipo; Cristo é amor, olha o bom coração, entre outras tolíces malígnas divulgadas na TV, NET, mídia.

    Lembrando que citei que Cristo salva pela misericordia,mas, desde que haja intenção do espírito, ou seja, a pessoa se esforce !!!

    Se forem postar algo contra, favor descrever fatos atuais e, não pegarem versículos soltos do novo testamento, lembrando que o que realmente mostra a realidade são os fatos.

    CONTRA FATOS NÃO EXISTEM ARGUMENTOS !! O que tenho postado são fatos.

    Será que as coisas que acontecem na terra são ou não permissão de Deus ?

    Evangelista Cristão provando que Deus e Cristo matam……

    • Eleotério,

      Tuas palavras “Eu prefiro ensinar meus parentes e amigos que a salvação se dá pela obediência a Sã doutrina”

      Segundo tuas palavras, salvação é por mérito em obedecer a Sã doutrina.


      Me explique por favor então:

      “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
      NAO vem das obras, para que NINGUÉM se glorie;
      Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.”
      Efésios 2:8-10


      Sabe porque procuro andar nos Ensinamentos de Cristo? Porque recebi o amor de Cristo. Amor esse que como diz na própria Bíblia, tem a perfeição, pois o amor é perfeito.

      Se é perfeito, logo não tem erros. Quem verdadeiramente ama, não trai, não suspeita mal, sofre, é bom, não tem inveja, não se orgulha, não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda mágoa ou rancor. Não tem alegria na injustiça, mas se alegra na verdade, crê, espera, suporta, de modo que profecias, línguas e conhecimento cessam diante dela. (1 Cor 13)

      Tenho fé em Cristo. Fé que meus pecados foram perdoados e NADA me separa do Amor de Cristo, nem a tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura me poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus meu Senhor. Romanos 8:35-39

      Tenho esperança que um dia estarei com Cristo eternamente desfrutando de Vida em abundancia na glória e tenhamos o Amor Dele nos nossos corações. Amor que foi tão grande que amou o mundo.

      E que o maior de todos estes seja o amor. (1 Cor 13:13).


      Depois dessa eu me calo. Prefiro ficar no amor que Cristo me amou.

      Abraços e que Deus te abençoe

    • Somente para deixar claro: Não disse que Cristo salvará ou não salvará. Quem sou eu para querer me sentar no trono que pertence APENAS a Cristo?

      Abs!

  21. 11- SOBRE BEBIDAS ALCOÓLICAS:

    Aqui parece que eles arranjaram um jeito de chamar-nos de “congregação cristã do barril” de uma maneira mais educada e, assim, arranhar a nossa imagem.

    Olha, se a CCB não pregasse contra o alcoolismo, meu pai que era pinguço não largaria o vício da bebida há 25 anos atrás, e tantos outros mais também não largariam quando se converteram a Jesus Cristo através da CCB.

    Caso a Santa Ceia original celebrada por Cristo não contivesse vinho, o tradutor da Bíblia deveria colocar no lugar do vocábulo vinho “suco de uva”. Mas, neste caso, o mesmo estaria defraudando a Palavra de Deus, e isso sim seria anticristão.

    12- SOBRE A ORDENAÇÃO DE NOVOS OBREIROS:

    Mais uma vez eles tentam, de maneira sutil, dizer que nosso ministério é corrompido, e faz uso de métodos criminosos para eleger os seus sucessores.
    Pode até ser que um e outro ancião tomado pelo inimigo tenha-se usado de favoritismo para ordenar um parente ou até mesmo amigo, é possível não vou negar. Eles são homens sujeitos a erros como qualquer outro. No entanto, deixar entender que a instituição é conivente com isso é uma tremenda mentira.

    É notório que temos vários parentes no ministério, mas isso é facilmente justificável, visto que não casamos com estranhos a nossa fé. Então pode ocorrer que, em uma região de cerca de 3000 crentes em Jesus que professam a sua fé através da CCB, pelo menos uns 250 sejam parentes diretos ou indiretos.

    Outro fato que desmente essa mentira deslavada é que o cargo de ministério na CCB não traz nenhum benefício material, ao contrário, muito trabalho, insônia e fadiga. Poucos são os que almejam o dom do ministério.

    13- SOBRE O DÍZIMO:

    Cremos que essa ferramenta foi usada para trazer alimento ao templo de Deus. Visto que na Graça o templo agora é totalmente espiritual não estamos mais sujeitos a essa ordenança, assim como as demais ordenanças dadas ao povo judeu como guarda de meses, dias e anos. No entanto, temos casas de oração que precisam ser construídas e mantidas, temos os pobres que precisamos atender; e outras necessidades mais. Assim sendo, cremos no amor da querida irmandade para atender tais necessidades, pois o amor é o único dom que permanece para sempre e, se permanece para sempre, é uma ferramenta infalível dada por Deus.

    14- SOBRE EVANGELISMO E MISSÕES:

    É notório que temos evangelizado boa parte do país, no entanto, cremos por fé que foi Deus que, por predestinação e graça, mandou os que haviam de se salvar em nosso meio. A capacidade não é nossa, e sim de Deus. Mesmo tendo feito muito, devemos nos considerar servos inúteis na presença do Altíssimo.

    Deus vos abençoe.

    • “cremos por fé que foi Deus que, por predestinação e graça, mandou os que haviam de se salvar em nosso meio. A capacidade não é nossa, e sim de Deus.”

      João, caro, “me inclua fora dessa” crença!!

      “Deus mandou os que haviam de se salvar até nós?”

      Peraí! Tá escrito em qual versão Bíblica isso?


      Jesus disse na oração à Deus: “Tenho guardado aqueles que Tu me deste, e nenhum deles se perdeu (João 17:12)”

      Daí vem uma denominação evangélica, presente no Brasil apenas a partir de 1910 e USURPA o lugar de CRISTO???

      DEUS deu a CRISTO aqueles que haviam de se salvar. Pelo amor de Deus não USURPE o lugar de Cristo com entidade/denominação/associação nenhuma, por mais amor que você tenha em teu coração por essa denominação.


      Tinha mais a falar sobre teus pontos, mas este compungiu minha alma. Perdoe-me, mas não posso aceitar que CRISTO seja demerecido em favor de uma denominação.

      Abraços e que Deus te abençoe.

      • Irmão Hp, irmão Hp? Vieste a graça de Deus para ser salvo pelo batismo da fé em Cristo através de graça e predestinação ou pelos pés e merecimento unicamente teus? Porventura não está escrito que Cornélio foi enviado a Pedro, não para que fosse salvo por ele, mas que ouvisse dele a palavra da vida, e fosse batizado para perdão dos seus pecados.

        “Respondeu, então, Pedro: Pode alguém porventura recusar a água, para que não sejam batizados estes, que também receberam como nós o Espírito Santo?”

        A CCB não salva ninguém, porém, através dela, ouve-se a Palavra que leva a salvação que está na fé em Cristo e, além disso, o pecador cumpre um mandamento de justiça divina chamado batismo.

        Ou será que para ti o batismo é apenas um ritual qualquer sem a presença do Espírito Santo, e não pode perdoar pecados?

        “Àqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos.”

        Deus o abençoe.

        • Irmão Joao1

          Se dependesse da CCB para alguem ouvir a palavra e ser levado à salvação a humanidade estaria perdida.

          E se o irmão tem evangelizado por ai alguem, está fazendo contra os ensinamentos CCBeianos, pois, “não devemos jogar pérolas aos porcos” não é assim?

          Como sabemos, nossos ensinamento é no sentido de que se alguem é escolhido, de alguma forma “deus” irá lhe apresentar a CCB.

          A Paz.

          Claudio (ovelha, CCB Min Brás, por enquanto)

      • Acrescentando:
        Veja que em nenhum momento coloquei o crédito da salvação nas mãos da CCB. Das duas uma. Ou o irmão distorce a minhas palavras maliciosamente ou não entendeu o que eu disse, o que é perfeitamente compreensível, visto que não me expresso com muita maestria. Vindo de um irmão meu na fé, prefiro acreditar na segunda opção.

        Obs.: Para que não haja dúvidas e novas distorções, quem perdoa pecados é Cristo, cremos que o perdão de Jesus Cristo está presente no nosso batismo.

        Deus o abençoe.

    • Sobre o dízimo. Você disse que “essa ferramenta foi usada para trazer alimento ao templo de Deus.”

      Me explica, por gentileza, as passagens abaixo:

      Abrão quando encontrou Melquisedeque, deu dízimo de tudo que tinha.Gênesis 14:20
      Jacó prometeu dar dízimo ao Senhor logo após ter o sonho com a Escada. Gênesis 28:22

      Ambos acontecimentos acima, foram antes da Lei.
      A Lei estabeleceu o dízimo a todos os filhos de Israel. Levítico 27:32

      O templo foi construído por Salomão cerca de 600-700 anos depois da Lei (por volta de 1000 aC).


      Tô confuso… cronologicamente falando.

      • Só um detalhe. O dízimo veio antes da lei e depois foi incorporado a mesma. Se utilizarmos esse argumento para desvincular o dízimo da lei, deveremos também continuar com a circuncisão, com a primogenitude, com o sacrifício de animais e etc. Estes e outros também eram práticas antes da lei e foram incorporadas posteriormente na lei. Com a vinda de Jesus, a lei acabou (mesmo as práticas anteriores à lei e que foram incorporadas a mesma).

        Os que utilizam esse argumento, deveriam também valorizar os primogênitos, sacrificar animais (coisa que Abel, bem antes de Abraão fez), circuncisar os bebês e etc.

        • Irmao Samuel,

          Minha dúvida foi apenas cronológica. O dizimo em Cristo foi aperfeiçoado. Cristo não quer 10% do que você ganha. Ele quer um coração pronto para servi-lo, dando a Ele as primicias da tua inteligência, força física, tempo, educação, trabalho e não apenas da renda financeira.

          Discordo dos moldes atuais de dizimo que coloca o dinheiro na frente da comunhão com Cristo. Cada um contribui com o que pode. Seja uma moeda ou um cheque vultuoso. Mas lembremos de contribuir com a nossa vida inteira, com nosso tempo, sabedoria vigor físico etc. também

          Abraços amado.

          • De fato, irmão Hp, postei errado sobre o dízimo. O dízimo dos despojos de uma guerra foi dado ao sacerdote Melquisedeque e perdurou até Levi.
            Sendo assim, na assembleia feita em Jesuralém ficou estabelecido pelos anciãos e apóstolos que nenhum encargo mais seria posto sobre os que Deus trouxessem a igreja para que fossem salvos através da pregação da fé em nome de Jesus. Somente deveriam guardar-se da prostituição, idolatria e da carne sufocada.

            Obs.: O irmão difiniu muito bem o que é devido a Deus hoje em dia.

            Deus o abençoe.

        • Irmão Samuca e demais.

          Apesar da referência em Hebreus que muitos não gostam pois é de uma interpretação complicada e tal, o Ap. Paulo como gostamos:

          1-Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. 2 Co. 9:7

          2-No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que não se façam as coletas quando eu chegar. 1 Co. 16:2

          Do que ele fala nesses versos?

          1- Propor no seu coração (compromisso), e dar com alegria, o final do versículo diz que Deus ama ao que assim faz, perceba que o privilégio é de quem dá, pois Deus é Deus sempre.

          2-1º. dia da semana (periodicidade) e conforme sua prosperidade (proporcionalidade).

          Tá, não fala em 10% ok, mas se for proporcional tem que ser um valor justo pra todos, e que tal um percentual pra resolver essa matemática?

          Agora, resta-nos uma dúvida, que percentual seria esse?

          Se agente nunca tivesse tido um exemplo de Deus eu até entenderia os que querem dar 0%, 5%, 6%, 80%, 1000%, poxa irmãos, mas Deus mesmo aprovou o método de 10%, pq então nós vamos estipular outro, só pra contrariar os que adotam os 10%?

          E mais, vc não é obrigado a dar 10%, eu vim da AD, lá ninguém obriga nada, é pura lenda isso ai, só faz referência ao método utilizado pelo VT que inclusive Cristo não falou nada contra, senão o contrário, ele disse o q?

          O Senhor Jesus que eu prefiro:

          Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas. Mt 23:23.

          Isto é, de nada adianta dar o dízimo e esquecer o principal, todavia, não podemos omitir a contribuição.

          Por falar em AD, me lembro de um irmão lá, do ministério e tudo que andava com um livro contra o dízimo debaixo do braço, e insistia em dizer que era errado, e tal, pelo que sei, naquela época, ele teria saído da AD somente pq não concordava com o dízimo, mesmo sabendo que era voluntário, isso que é amor pela obra !

          E a principal parte, Jesus elogiou a viúva que deu tudo, hehe, e agora muquirana, vai dar do que sobra, 10% ou vai dar tudo? Quer novo testamento na veia tem que dar tudo.

          O dízimo fora utilizado por Abraão, Jacó, e recepcionado na lei de Moisés, isto é, tá aprovado o método, fale vc o que quiser contra.

          Ah! Pra usar o dízimo tem que sacrificar animais, voltar a circuncisão, acho que o bom senso ainda existe entre nós.

          E não é só, se agente ainda apedreja o adúltero pq não podemos dar o dízimo ?

          Utilize outro se vc quiser, tá liberado, mas demonstre amor pela obra de Deus, não é ficar barganhando com ele, mas demonstrando que vc reconhece que tudo que vc possui é DEle, vc só está tentando fazer sua parte e contribuindo com a obra de Deus, DEVOLVENDO, isso mesmo, DEVOLVENDO uma parte do que é do Senhor.

          A Paz.

          Claudio (ovelha, CCB Min Brás, por enquanto)

          • Irmão Claudio,

            Eu não sou contra o dízimo, desde que o mesmo seja considerado como um costume para manutenção da denominação e suas necessidades. E outra, na minha opinião, deveria ser feito de forma anônima e sem o registro do quanto foi pago, pois essas práticas constrangem a pessoa a contribuir com a obra, podendo até causar uma diferenciação com quem contribui mais.

            Acho errado dizer que o dízimo é uma ordenança de Deus e que deve ser cumprida, citando até Malaquias 3:10, no qual é informado que quem não dá o dízimo está roubando de Deus. Pior ainda é cobrar individualmente quem não está contribuindo, tendo até uma lista. Sei que não são todas, porém tenho conhecimento de alguns ministérios da AD que fazem isso, e até mesmo de igrejas tradicionais como a batista.

            Acho que o discurso deveria ser algo como:

            “Irmãos e Irmãs. Como sabem temos muitas despesas com nossa denominação. Inclusive precisamos de verba para o auxílio de irmãos e irmãs que se dedicam inteiramente na obra. Temos compromissos a cumprir e precisamos sempre ter uma estimativa dos ganhos que obteremos para assim fazer planejamentos. Por isso, pedimos aos irmãos que de bom grado, assumam o compromisso de contribuir mensalmente com 10% do seu salário. Essa quantia deverá ser colocada em um envelope, sem qualquer identificação, e colocado nas urnas que estão em alguns pontos do nosso prédio. Essas contribuições serão anônimas e pedimos que ninguém faça isso como obrigação. Se a sua renda estiver totalmente comprometida com contas ou outras obrigações, de prioridade a esses compromissos e só depois contribua. Caso as contribuições não estejam sendo suficientes, conversaremos denovo com todos, a fim de solicitar. Lembrem-se que temos compromisso de manter essa obra. Não devemos contribuir na esperança de recebermos retorno material”.

            Resumindo, o dízimo é APENAS uma ferramenta para disciplinar o povo a contribuir. Se bem usada, pode ser uma ferramenta útil e justa. Se mal usada, nada mais é que um jugo da lei sendo jogado em cima da irmandade.

            Vou citar um exemplo:

            Na minha comum, tínhamos a necessidade de comprar um terreno para estacionamento dos carros (havia muitos roubos, inclusive meu pai perdeu o carro dele durante o culto). Apareceu a oportunidade de um terreno ao lado. O dono concordou em vender o terreno dividido em 10 parcelas. Então o ancião explicou a situação aos irmãos e disse que aquele que pudesse contribuir com uma quantia fixa mensalmente, que escrevesse o valor em um papel, sem identificação, e que colocasse esse papel nas urnas. Então no final, os irmãos somaram todos os valores escritos no papel, e viram que o valor era suficiente para pagar o terreno. A compra foi feita e temos hoje o estacionamento.

            Esse é um bom exemplo de como podemos solicitar à igreja uma contribuição fixa mensal, de forma anônima e obter sucesso. Embora posso dizer que já observei irmãos na CCB utilizar de artifícios errados para obter contribuição para construção de igrejas, como culto de coletas repleto de testemunhos fantásticos de irmãos que contribuiram com a coleta e receberam bençãos de volta. Acho isso errado e imprudente.

            Deus o abençoe!

          • Samuca.

            Concordamos então quanto ao dízimo.

            Agora, vou dizer da AD que eu conheço um pouco.

            A AD é a maior Evangélica no Brasil, isso não é mérito pra ninguem, apenas um fato, portanto vamos nos basear nela que adota o dízimo.

            Não conheço esse ministério ai que o irmão cita que faz tais cobranças, parece até meio insensato pensar que isso ocorra, mas se o irmão está dizendo, sei la pode ser mesmo, tem louco em tudo que é lugar.

            Vou dizer dos maiores que conheço da AD:

            Min Belem, não faz.

            Min Brás, não faz.

            Min Madureira (outro grande) não faz.

            Min Vitória em Cristo (Silas Malafaia) tb não, ele mesmo fala isso claramente na TV, que apesar de não falar na TV em nome da AD que é Pastor, seria incoerente ele defender uma coisa na TV e a noite no culto falar coisa diversa.

            Min Avivamento – Feliciano, tb não.

            Igreja Adventista, sai muito novo de lá, parece que defendem a prática do dízimo, o que tenho conhecimento é que nada cobram das pessoas que não pagam, como é dito no púlpito da CCB.

            Não defendo denominação alguma pois nem tenho procuração pra isso, agora falar mal e inverdades de igrejas sérias que conheço de perto não vou tolerar.

            Nossa igreja CCB é muito séria tambem nesse trato financeiro.

            Só acho que se preocupam demais com coisas fúteis, pinturas de igreja, letreiros, templos, fica parecendo uma franquia do Mac, acho que o $ poderia ser melhor utilizado, vemos templos suntuosos que abrigam meia dúzia de irmãos, e vemos em outras comunidades templos menores necessitando de espaço, parece tudo mal planejado.

            Temos que ter fé e agir a encher os templos, tudo para honrar a Deus e levar o Evangelho ao maior número de pessoas que podemos, mas investir o $ da forma que fazemos acho pouco produtivo, vamos medir primeiro a nossa fé e depois fazer a planta, pra não acontecer o que vemos com frequência.

            Quanto a Malaquias 3:10 aquilo é profecia, está aquem de Lei, usos e costumes.

            Se você se conscientizar que tem o dever de contribuir para a obra, quando você não o faz, entendem que está roubando a Deus, só isso.É certo ? O que vc tem proposto no seu coração, contribuir ou não? Com quanto? Se não contribui é pq mesmo? Não sobrou nada ? Aprenda com a viúva, leia em Lucas 21:1-4, leia umas três vezes.

            Geralmente que ataca o dízimo é gente que não dá nada na igreja, até incrédulo fala mal, como se dessem algum dinheiro na igreja, ficam indignados pela oferta alheia, como se doesse no bolso dele, vamos orar.

            A Paz.

            Claudio (ovelha, CCB Min Brás, por enquanto)

          • Irmão Claudio,

            Todos esses ministérios da AD citados pelo irmão, não fazem registro do dízimo entregue à denominação? Nesses ministérios, a entrega do dízimo é feita de maneira anônima, no qual nem o tesoureiro e nem os líderes sabem quanto cada pessoa doa ou doou à igreja na forma de dízimo?

            Pode me garantir que nesses ministérios da AD citados pelo irmão, não é possível que os líderes saibam quem é ou não dizimista? Acho difícil que eles não tenham esse controle.

            É só procurar no google, que o irmão verá um monte de reclamações de membros de denominações que adotam o dízimo (incluindo AD), mencionando cobranças, registros, lista de atrasados, constrangimentos desnecessários e etc. Se o irmão quiser, posso postar vários links. Mas por favor, não venha dizer que isso é algo corriqueiro.

            Concordo que muitas das vezes exageramos, construindo edifícios enormes para pouca irmandade. Inclusive, recentemente houve ensinamento pedindo para parar com tal prática. Agora não vejo problema em querer padronizar as construções. Essa padronização não envolve luxo e/ou custos mais altos. Caprichar na manutenção também boa coisa é.

            Eu acho até que a gente pega bem leve. Veja a propaganda exagerada da tecnologia presente no edifício da AD Brás, isso no próprio site deles (leia o campo final sobre tecnologia):

            http://www.adbras.com.br/newsite/?page_id=368

            Fora isso na CCB, não gastamos com jatinhos (a AD Vitória em Cristo tem, o presidente da CGADB viaja de jatinhos), algo desnecessário nos dias de hoje, no qual temos diversos vôos comerciais para tudo quanto é canto do Brasil. Não gastamos com mercenários gospels que chegam a cobrar entre de 30 a 50 mil para um show, o que é um ABSURDO.

            O Líder da AD Vitória em Cristo mesmo disse, que pastores chegam a ganhar 20 mil reais por mês. Isso é salário para enriquecer. Sou a favor do obreiro receber um salário para ele e sua família ter uma vida digna e confortável, mas isso é exagero. Prova que os dízimos estão provendo mais dinheiro que o necessário para manutenção em muitas denominações.

            Com relação a Malaquias, é sim uma profecia. Uma profecia dirigida ao povo de Israel para que seguissem a Lei de Moisés. Como não estamos mais sob a Lei, não nos enquadramos.

            Deus abençoe!

  22. Márcio José Sérgio Ermida disse:

    Paz de Deus.

    Queria que os amados irmãos pesquisassem sobre Roy Pontoh. Não foi batizado na CCB, nunca nem soube o que era CCB. Será que Roy Pontoh e outros como ele vão para o céu? Ou não? Será que ele e outros como ele, que não vão ser batizados ou rebatizados na CCB herdarão a coroa da vida eterna?

    Uma dica: a história do Roy Pontoh foi publicada no Fanzine “Underground” do Ministério Portas Abertas, que tenho o prazer de ajudar sempre que Deus prepara. Talvez ainda dê tempo de ler essa história no sitewww.portasabertas.org.br ou no http://www.underground.org.br.

    Um dos meus sonhos com a CCB é que perca de vez essa pose de exclusivismo e possamos participar do DIP, Domingo da Igreja Perseguida, movimento organizado por esse maravilhoso ministério. Quem se interessar, no site dá para saber mais.

    Deus abençoe a todos.

    • Essa sua pergunta é simples de responder. O meu ex-cooperador sempre me respondia assim: Deus sabe todas a coisas, não tomará o inocente pelo culpado.

      Irmão Marcio, não se preocupe. nosso dever é julgar o que estão dentro da nossa fé e doutrina. ICo 5:13 “Mas Deus julga os que estão de fora.”

  23. Evangelista Cristão para hp

    Prezado hp, não repita o que postei pela metade, isso chama-se ASTÚCIA e, não provém de Deus.

    Leia novamente o que postei acima;

    Eu prefiro ensinar meus parentes e amigos que a salvação se dá pela obediência a Sã doutrina e, lógicamente pela misericordia Divina, sendo que a misericordia Divina implica no juízo Divino em olhar a intenção do espirito,(ESFORÇO) dentro de cada coração.

    Agora leia o que voce disse que eu postei;

    Eleotério,

    Tuas palavras “Eu prefiro ensinar meus parentes e amigos que a salvação se dá pela obediência a Sã doutrina”

    Segundo tuas palavras, salvação é por mérito em obedecer a Sã doutrina.

    hp, hp, hp, não use astúcia para desfazer o sentido daquilo que tenho postado, lembre-se que tudo que postamos fica no blog e, quando voce usa destes artifícios, todos que são sensatos percebem tua astúcia.

    Eu postei claramente que a salvação se dá; LÓGICAMENTE PELA MISERICORDIA DIVINA.

    No teu texto acima voce defende-se sobre tua salvação e, em nenhum momento meu assunto refería-se a tua pessoa e, sim, a (ALGUNS), alguns artistas, cantores entre outros famosos que são usados pelo malígno para induzir, crianças, mocidade e até idosos ao caminho das drogas e, outros pecados condenados por Cristo.

    A própria revista (veja) alerta sobre programações na mídia e ou nos shows, novelas, NET, que eles estão desemcaminhando a todos para auto destruição.

    Repito sobre a (veja), porque os editores não são fanáticos religiosos,mas, são pessoas sensatas e, que conseguem observar por onde está vindo a destruição das famílias, sendo que, se eu postar somente pessoas do âmbito espiritual vão dizer que eu sou fanático.

    Evangelista Cristão

    • Bem Eleoterio,

      Voce nao respondeu minha pergunta a respeito de Efesios e saiu pela tangente me acusando de “Astucioso”. Muito deselegante da tua parte.

      Para mim (e na Biblia) o sacrifício de Cristo é completo. Se para você, o sacrifício na Cruz precisa ser complementado com obras, tudo bem. Mas saiba que não é biblico.

      Não comentarei mais o assunto pois vejo que é infrutifero e porque estou saindo de férias.

      Deus abençoe a todos.

  24. Evangelista Cristão sobre dízimo

    Porque o dízimo foi destituído de lei pela Graça de Cristo.

    “O dizimo sempre foi estabelecido para Israel para o sustendo da ordem levítica para manutenção do templo, para distribuição aos pobres”;

    “Hoje por estarmos no tempo da Graça e não mais na Lei, nenhuma pessoa deve levar o dizimo a nenhum templo nem no, gasofilácio (CAIXA DE OFERTAS).

    Quem obriga dar dizimo, estará mentindo e realizando uma manipulação mental.(alguns usam curso de hipnose).

    Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria.” 2 Coríntios 9:7

    Temos liberdade para decidir com quanto desejamos contribuir financeiramente para pagto de luz, água, tel., mat. de limpeza, construções , atendimentos dos necessitados e tragédias.

    Em Cristo estamos livres das ordenanças da Lei, mas, (COMPROMETIDOS) no Seu amor!
    “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens” Colossenses 3:23

    (Tiago 1:5). “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria” (II Coríntios 9:7).

    Na assembléia de Jerusalem, 15 atos, não citou a continuidade do dízimo. Se é para continuar o dízimo teremos que cumprir toda lei.

    Sendo assim ficaremos na OFERTA VOLUNTÁRIA, que diferencia da obrigatoriedade, que constava na lei.

    Lembremo-nos; O que a mão direita fizer a esquerda não saiba.

    A maioria das igrejas tem cadastro com nomes e, qual valor o membro deverá dar.

    Quando não dá (ALGUNS),alguns pastores os chamam de ladrão de Cristo !!

    Evangelista falando o que consta na bíblia.

  25. Eleotério A paz de DEUS

    Desculpe a minha intromissão ,mas na minha humilde opinião é que muitos querem que as pessoas creiam em Deus através do MEDO , ou seja : Deus é bom , mas também é um fogo devorador! Fazem questão de afirmarem com todas as letras: DEUS È UM FOGO DEVORADOR! Por causa disso , morria de medo de Deus e isso me afastava Dele. Até que Ele apareceu na minha vida e deixou-me conhece-Lo um pouco . È um Deus cheio de amor , misericórdia , longânimo ,paciencioso , justo , que não obriga ninguém a crêr Nele, tem autoridade , embora só a use quando for necessário. Se permite alguma coisa na nossa vida , é por que é um Deus amoroso que quer ver o nosso crescimento.

  26. Acredito que o nosso amor e carinho pelas pessoas faz muito mais obras do que ameaças , julgamentos e condenações. Lembro-me de um trecho bíblico onde Jesus e os seus discípulos foram rejeitados em uma cidade , e alguém disse :”Faz descer fogo dos céus!” e Jesus o repreendeu : “Que espírito sois vós , eu vim para salvar e não para destruir!” Entendi também que Deus não obriga ninguém a crêr Nele ou em Jesus. Cada um tem o direito de crêr no que quiser. Devemos orar por todos e não condenar as pessoas.

  27. Evangelista Cristão provando que Cristo era enérgico e muito duro……

    Cuidais vós que vim trazer paz na terra?

    Não, eu vos digo, mas antes dissensão:

    Pois daqui em diante estarão cinco pessoas numa casa divididas, três contra duas, e duas contra três;

    Estarão divididos: pai contra filho, e filho contra pai; mãe contra filha, e filha contra mãe; sogra contra nora, e nora contra sogra.

    Estão vendo que ELE também era severo,duro e, exigia obediência a Sã doutrina, a ponto de haver divisão em familia pelo motivo de uns obedecerem e outros não se esforçarem.

    Tendo feito um azorrague de cordas, expulsou todos do templo,, virou as mesas e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio.” (João 2:14-16)

    Meditem o que ELE faria se chegasse nesta igrejas da TV que comercializam usando o SEU nome, enriquecendo com a simplicidade dos fiéis. Acredito que ele usaría armas fatais e destruiria os tais profissionais do evanhelho.

    6 de São João;

    Notamos que a multidão ao redor de Cristo começa a murmurar.

    Versículo 60 diz assim;

    “Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir?”

    Estes homens que diziam ser seguidores e discípulos de Cristo, estão ofendidos com a pregação de Cristo. Eles reclamam que as verdades que Cristo ensinava são duras, e difíceis de ouvir. Eles desejavam verdades mais suaves.

    Queriam que Cristo falasse sobre coisas mais confortáveis, mais bem aceitos entre os homens.

    Os apóstolos também acharam duro o discurso e, ELE logo lhes disse;

    “Quereis vós também retirar-vos?” As multidões estão indo embora, quereis vós também retirar-vos?

    Que vocabulário amoroso de Cristo, hem !!!

    Estes trechos respondem a vossa pergunta acima e ou afirmações sobre o verdadeiro procedimento de Cristo.

    Pelo que lí na biblia, Cristo era amor,mas, dependendo com quem estivesse era duro, firme, inflexivel, justo, severo e exigente na obediência a Sâ doutrina.

    Baseado nisso prefiro lutar e obedecer o máximo que eu puder, para ter o direito a salvação eterna. ATENÇÃO ! Obedecer o máximo, significa mostrar meu esforço e, jamais conseguirei obedecer a tudo, afinal a salvação depende da misericordia Divina.

    Evangelista Cristão, provando que Cristo é amor,mas, muito exigente a doutrina.

    • Há um risco enorme em se distorcer as palavras de alguém quando se coloca, convenientemente, apenas uma parte do que foi dito. Isso é muito grave, seja em que situação for, porque, conforme o que adicionamos quando vamos nos expressar, estamos levando adiante afirmações que podem influenciar de forma perversa na vida de alguém porque não tivemos o devido cuidado no manejo daquela palavra, acrescentando e subtraindo conforme a nossa limitada compreensão. Isso acontece numa conversa informal (gerando fofoca), por meio de uma informação técnica (cometendo um erro médico, por exemplo) num diálogo despretensioso do dia a dia (levando notícia deformada, tendenciosa). E, em relação às palavras de Jesus, não é diferente. Pegamos um punhadinho de versículos soltos e cometemos dois sérios erros: primeiro o da pretensão de traçar o caráter de Jesus; e, segundo, com esse perfil traçado, condenar as pessoas em Seu Nome.

      E os judaizantes de hoje continuam tão equivocados quanto a nação judaica à época de Jesus, que acreditavam que o Messias viria para derrotar seus inimigos e que reinaria a vitória e a paz ‘entre eles’, os supostos abençoadinhos que viviam se esforçando em performances para encobrir seu coração perverso. (Bem atual!)

      Naquele contexto, o povo já estava completamente corrompido: líderes aceitavam suborno, sacerdotes ministravam com olho no lucro, profeta fazendo comércio, oprimindo os pobres sem dó nem piedade. E todos praticando RELIGIOSAMENTE, as regrinhas que acreditavam agradar a Deus, enganando a si mesmo e aos outros com falsos sentimentos de segurança, fazendo as ofertas queimadas, seus azeites, seus sacrifícios religiosos conforme os cerimonialismos da época, enquanto o Senhor dizia que não queria nada daquilo, e sim, misericórdia, humildade, justiça, obediência, enfim tudo que estava faltando em Judá. E o profeta (Mq) falou de uma nova e eterna aliança que Deus faria em breve, conclamando a todos ao arrependimento sincero, pois a prosperidade havia endurecido a mente daqueles que se equivocaram com as falsas seguranças.

      Então (nessa passagem acima colocada isoladamente), Jesus esclareceu o que o profeta havia dito a respeito dessa onda de corrupção moral. Porque os homens falavam em paz quando eles mesmos – o povo de Deus – provocavam a dissensão e imoralidade ética e espiritual, não havendo um amigo sequer que se pudesse confiar, principalmente dentro da própria casa, da própria família, entre os próprios componentes, onde filho desprezava pai, filha se levantava contra a mãe, contra a nora e a sogra, mostrando que não havia confiança e amizade nem mesmo dentro da própria casa de tão corrompido que o povo estava. E o profeta (Mq) já falava dessa paz que haveria de vir, com restauração e bênçaos aos arrependidos sinceros (referindo-se ao nascimento do Messias e do seu reinado).
      ………..

      Tendo feito um azorrague de cordas, expulsou todos do templo,, virou as mesas e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio. (João 2:14-16)

      Essa passagem é emblemática, denunciando o que vinha acontecendo há muito tempo no meio do povo de Deus que havia se corrompido por completo. Os comerciantes vendendo ‘gato por lebre’ pois o cordeiro imaculado era o único que servia para a queima. Estes desonestos estavam ludibriando os pobres ignorantes e oferecendo cordeiros ‘manchados’, e isso levantou a ira de Jesus. Aliás, repito: o que deixava Jesus irado era a religiosidade pretensiosa e a falta de compaixão. Como já falei anteriormente, o evangelho nos aponta claramente que Jesus só era ‘enérgico e muito duro’ com estes que se usavam do nome de Deus para, se fazendo de santinhos explorarem os inocentes. Jesus só era ‘enérgico e duro’ com os religiosos que, cheios de si mesmo, não agiam com misericórdia para com ‘os de fora’. Jesus era ‘enérgico e duro’ com os que comercializavam a fé. E aqui o comércio não se limita apenas ao dinheiro, pois escravizar mentes por meio do terror e da opressão também era e continua sendo um tipo de barganha abominável a Deus, pois que causa enorme estrago na dimensão da mente e das emoções. Em relação A ISSO o vocabulário de Jesus era duro. E continua sendo. Afinal, as multidões continuam ‘seguindo-o, dizendo-se Seus ‘servos’, exaltando Seu Nome. Seus lábios honrando Seu Nome… Mas seus corações estão distantes DELE. Posto que próximos demais dos próprios acréscimos e decréscimos religiosos invalidando a Palavra de Deus.
      …….

      E, finalmente – enfatizando a colocação correta de um texto dentro do seu devido contexto – a ‘murmuração’ dos judeus, junto com sua perplexidade era porque Jesus apresentava-lhe uma foram completamente diferente de tudo que eles já haviam vivido, de tudo que seus antecessores haviam lhe repassado e que dizia respeito a suas convicções, seus credos, seu formato religioso de adoração. Igualzinho como se vê hoje! As pessoas estão engessadas e presas a um padrão religioso repassado ao longo do tempo e se escandalizam com o novo. E Jesus era a novidade. O novo. O renovo! A Nova e Eterna Aliança em pessoa! Toda a segurança que eles tinham estava sendo questionada, indo tudo por água abaixo. O que Jesus apresentava-lhes era muito forte. Isso esmorece qualquer um. Sua incredulidade partia de seu engessamento religioso, seus costumes, suas leis religiosas que lhe garantiam o céu. Seu esforço pessoal, igualzinho como nos dias atuais!!! Eles seguiam cerimônias da lei judaica que lhes davam segurança (ilusória). Então Jesus chega e diz que não foi Moisés quem deu pão. E que ‘o pão que desce dos céus’ (referindo-se a ele mesmo) este sim, é o pão que dá vida ao mundo. Isso não tem absolutamente NADA a ver com ‘sã doutrina’ denominacional. Isso tem a ver tão somente com Jesus. E foi o que Ele disse de forma contundente. Você vem ou não? Simples assim. E isso não tem nada a ver com esforço pessoal, mas com fé, unicamente. Não tem ‘um corpo de doutrinas’.

      Enfim, que contradição terrível afirmar que a salvação é misericórdia divina na mesma frase que diz ‘MOSTRAR ‘TODO MEU ESFORÇO’. Ora, nenhum ‘esforço’ é capaz disso. O sacrifício já foi feito. Agora é só descansar e crer no que já foi feito. Ou seguir com suas próprias convicções religiosas. Jesus não se surpreenderá mas também não lançará maldições. Ele esclarece ( e testa!), como fez com o ‘jovem riquinho’ ao perguntar-Lhe ‘o que EU posso fazer’ para ganhar a vida eterna. Jesus devolve a negociata sutil dizendo pra ele vender tudo e distribuir com os pobres e depois voltar e segui-Lo. Ele foi embora e Jesus não disse ‘volte aqui agora senão vou lançá-lo no fogo do inferno’. Jesus simplesmente esclareceu deixando-o à vontade, ms ele não quis. Afinal, o que ele queria era saber O QUE ELE PODIA FAZER para merecer a vida eterna. Naquele eterno paganismo da natureza humana de que FAZENDO ALGO (um esforço, seja qual for!) em troca teremos um benefício.

      • CORREÇÃO:

        E, finalmente – enfatizando a colocação correta de um texto dentro do seu devido contexto – a ‘murmuração’ dos judeus, junto com sua perplexidade era porque Jesus apresentava-lhe UMA FORMA completamente diferente de tudo que eles já haviam vivido, de tudo que seus antecessores haviam lhe repassado e que dizia respeito a suas convicções, seus credos, seu formato religioso de adoração.

        • Márcio José Sérgio Ermida disse:

          Irmã Regina Farias,

          Devo declarar que admiro muito seus textos aqui, são quase devocionais, hehe. Assim como admiro os outros irmãos que defendem a verdadeira sã doutrina, sem serem de outras denominações. Nós, que fomos convertidos na CCB, temos que defender a nossa fé, ao invés de ficar migrando de igreja em igreja, como os inflexíveis supõem que devemos fazer, como se a igreja fosse deles.

          Quem distorce a sã doutrina, e ainda por cima cria “novas” doutrinas, é que tem que fundar uma igreja diferente e sair, ou então reconhecer que a Bíblia É a Palavra de Deus, sem rodeios “revelacionais”, hehe. Como disse em outro texto meu, no último culto, na 1ª oração o irmão desceu a mamona na teologia, e ainda disse (na oração) que o ES tem muitos mistérios a serem revelados, através da revelação da Palavra, aquele pão quentinho que só tem na CCB.

          Deus abençoe.

  28. Quanta contradição vista em comentários dos meus irmãos, Senhor. E tudo para provar que aquilo que teu filho comentou aqui não foi o teu querer, e sim uma alucinação dos “fariseus esclerosados do século 21”.

    Pois bem, primeiro deixam entender que a morte de Ananias e Safira não foi a vontade de Deus, pois não está escrita nos Evangelhos, e foi decretada pela boca de Pedro e não de Jesus, portanto, uma parte isolada da Bíblia que não devemos levar em consideração, pois, provavelmente Deus permitiu que essa história chegasse a nós para que percebêssemos o quanto o homem é cruel, pois faz uso do dom que o Pai lhe emprestou para decretar morte. Depois, ao serem acusados de não crerem na inteira Bíblia, vêm dizendo que as cartas dos apóstolos, escritas depois dos evangelhos, referem-se a Cristo, contradizendo o que disseram nos comentários anteriores, pois, se o que Paulo, Pedro e outros pregaram são uma ramificação da palavra de Cristo, logo a palavra de Cristo também prega morte, alerta do mal (ou põe medo, como queira), e não só fala desse “falso amor” que faz vista grossa a contaminação mundana que insiste em querer entrar em nosso meio.Quem ama corrige, alerta do mal.

    Assim sendo, se Cristo não usa a verdade para alertar o perigo que é pecar, como os irmãos me explicam este verso:

    “Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.’’

    O que me entristece é que alguém poderá me dizer que por ser um verso isolado(quando é para justificar os vossos argumentos, versos isolados servem), não posso ligá-lo ao que aconteceu com Herodes, Zafira e Ananias ou as ameaças feitas a Jezabel, mulher que se dizia profetisa, e ao mágico Simão. Não duvidemos irmãos, Deus escolherá para si um povo seu zeloso e de boas obras. Não usemos a misericórdia divina para justificar a nossa vontade em detrimento do querer do Pai.

    Por fim, não sejamos doutores do nosso próprio ventre, pois se assim procedermos, poderemos vir a ficar adormecidos, e logo contaminaremos a nossa carne, rejeitaremos a dominação, e vituperaremos as dignidades, restando para nós somente a maior ameaça feita nos Evangelhos, a saber: ” O lago de fogo ardente”

    Obs.: Não quero que entendam que o que sai dos nossos púlpitos é somente maldição e morte, ou que não temos misericórdia. Muitas vezes, o remédio é amargo, mas cura. A verdade tem de ser dita, doa a quem doer.

    Deus vos abençoe.

    • “Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.’’

      Sobre este isolado versículo, visto equivocadamente por muitos religiosos como uma ‘ameaça’ sutil de Jesus, eu sugiro a seguinte leitura:

      http://reginafarias.blogspot.com.br/2012/05/queres-ser-curado.html

      • Regina, li o post recomendado no seu blog. Quero dar-lhe os parabéns, pois, a respeito da linguagem, sua desenvoltura é maestral. Você escreve com muita coerência e coesão.
        Com relação as suas idéias, contidas no post, queria muito fazer as minhas ponderações, mas, no entanto, estou meio sem tempo. Trabalho em regime de escala e, além de morar longe do serviço ( quase 4h de deslocamento por dia, ida e volta) faço muita hora extra, pois, eu e minha jovem esposa, estamos batalhando para construir nossa casinha para que, assim, possamos ter nosso primeiro herdeiro. Então, já viu, o tempo que me sobra mal dar para congregar, e curtir os meus entes queridos.

        Deus abençoe.

      • Pois é, Regina Farias, hoje sobrou-me um tempo, e agora pude refletir e tirar as minhas conclusões sobre o que você escreveu no seu blog.

        Bem, para comprovar a sua teoria de que Deus é só amor, e não exalta e oprime a quem Ele quer, pois, se Ele for dessa forma, terá que concordar com os que você chama cariosamente de “engessados religiosos” você caiu em uma tremenda cilada, que foi julgar o paralítico erroneamente, achando que descobriu o real sentido do conselho que Jesus deu a ele:

        “Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.’’

        Pois é, segundo a conclusão da sua postagem, o paralítico estava daquele jeito porque não tinha simplesmente ESPERANÇA, não foi movido pela fé para ter conseguido sair de sua casa. Ficou ali esperando que alguém tivesse compaixão dele, e lhe lançasse primeiro no tanque, após o anjo ter agitado a água, mesmo sabendo que no tanque havia uma multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água, só porque não tinha a fé de que Deus poderia fazer uma obra em sua vida. Logo para ti o esforço daquele pobre moribundo foi vão, pois achas que o mesmo vivia cheio de autocomiseração.

        Ele apenas explicou a verdade dos fatos a Jesus, não tinha ninguém por ele, mesmo que tivesse, poderia ser que não conseguisse ser o primeiro a descer no tanque, visto que a multidão de pessoas na mesma situação era enorme. Olha, eu não sei o pecado que aquele homem cometeu ou vinha cometendo, não fica explícito no texto bíblico, mas, no entanto, não posso deixar que a senhora distorça o texto para provar o que não está provado. Aquele homem podia ser interpretado como tendo quaisquer outros defeitos, mas como tendo falta de esperança, ah, isso é demais. O rapaz sai de casa sozinho, mesmo sendo paralítico, no objetivo de que Deus possa lembrar-se dele; fica lá olhando aquela multidão toda ansiosa; todos querendo ser o primeiro, e não tem esperança?

        Para finalizar você solta um verso bíblico para comprovar que Deus é só amor: “Eu vim para curar e não para julgar ou condenar”. É isso aí mesmo, Jesus não venho para condenar ou julgar o mundo, mas para salvá-lo, e avisá-lo da condenação. Ele é o nosso Advogado, junto ao Pai. No entanto, Deus é o juiz, e julga com equidade, e dará a recompensa segundo manifestação das obras de fé de cada um.

        Deus abençoe.

        • João,

          Em primeiro lugar, eu nunca falei de uma ‘teoria’ minha em que Deus não exalta e oprime quem Ele quer. Começando assim fica difícil dar-lhe algum crédito. Faça um exame de consciência e observe que você já começa faltando com a verdade sobre o que eu escrevo. Uma pitada de humildade cai bem. Sei que seu ego foi ferido ao ser retrucado mas, convenhamos, ver ameaça velada nas palavras de Jesus para com os enfermos, os doentes, os caídos, os sofridos, os oprimidos, me poupe, mas é mesmo coisa de engessado religioso. Vá ler os evangelhos sem o ranço do denominacionismo que você vai conhecer o verdadeiro Jesus.

          Em nenhum momento da minha postagem eu falei que ‘o esforço daquele pobre moribundo foi vão’. Primeiro porque ele não fez nenhum esforço. Ele estava lá, sabe Deus desde quando. Não sou leviana para manejar a Palavra com achismos. A passagem nos diz (nas linhas e entrelinhas) que ele vivia cheio de autocomiseração. Ele mesmo diz que tentou várias vezes, mas passaram na frente dele. Isso é autocomiseração. A peninha que ele tinha de si mesmo está implícita na própria narrativa.

          Quando Jesus pergunta:

          – Queres ser curado?

          Ele está perguntando em outras palavras:

          – Você está mesmo disposto a sair desse marasmo? Está com interesse suficiente de modo que precise fazer algo?

          A resposta do homem foi, claramente, de autopiedade.

          Mas como Jesus nos ama de verdade, ele não entra nessa de chantagem emocional, não alimenta nossa choradeira inútil e ainda nos coloca à prova, dizendo:

          – Pegue seu problema e vá andando, homem! Faça alguma coisa. Fica aí nessa de esperar, esperar, esperar, só deixando os outros passarem na sua frente!

          Ora, raciocinemos: uma pessoa que vive HÁ TRINTA E OITO ANOS com uma paralisia, estando ali BEM PRÓXIMO ao tanque (repito: sabe Deus há quanto tempo!), SABENDO que aquela água ’sarava de qualquer doença que tivesse’ e ainda se lamentou dizendo ‘não tenho ninguém que me ponha no tanque…’

          Quem tem um mínimo de vivência, quem conhece um pouco do comportamento humano sabe perfeitamente que esse tipo de atitude é de quem tem AUTOCOMISERAÇÃO.

          O comportamento dele e o breve diálogo travado denotam claro sentimento de DESESPERANÇA, você entendendo isso, ou não entendendo.

          Jesus sabia disso e por isso se aproximou justamente dele com todo AMOR, mas em passar a mão na cabeça do coitadinho.

          O texto bíblico nos diz que ali ‘jazia uma MULTIDÃO de enfermos…’ e Jesus se aproximar logo de uma pessoa com esse perfil. E Jesus não liga mesmo para a choradeira dele, pois é ‘curto e grosso’ quando quase o interrompe e diz: levanta-te, toma teu leito e anda. Ele não liga pra nossas justificativas, nossas explicações. Ele sabe o que foi que nos levou a desenvolver determinadas enfermidades. Ele conhece nosso coração.

          E se você não sabia, fique sabendo agora. Desesperança faz isso, sim, nas pessoas. Desesperança adoece, deprime, põe em cima de uma cama. Aliás, as doenças começam na alma. A alma oprimida reflete negativamente no corpo. Isso é básico.

          E eu não joguei um verso bíblico para dizer que Deus é ‘só amor’. Não sejamos levianos e parciais para não cometermos injustiças. Eu usei o versículo adequado para que não fiquemos nessa neurose religiosa de ver condenação nas palavras de Jesus, exatamente como está acontecendo com você.

          Mas não tem problema, fique com a sua teimosia. Coloque a cabeça no seu travesseiro e durma com sua resistência no seu coração. Afinal, isso é uma escolha pessoal. Certamente outras pessoas conseguem se libertar ao enxergar a ideia do texto com outros olhos senão o da imposição de ver esse ‘aviso de condenação’ nas palavras de Jesus.

          E veja você! O mais interessante de tudo isso é como você se contradiz logo no final. Para a alegria e felicidade geral da Nação!!!rss

          E, assim, provando que tem sempre algo que se aproveita, faço minhas as suas palavras finais:

          Jesus é o nosso Advogado* junto ao Pai. E Deus é o Juiz, e julga com equidade. Ainda bem que Deus é o Juiz de todos nós. E Jesus, o nosso advogado.

          *Sinônimos de advogar: amparar, socorrer, interceder, sustentar, resguardar, apoiar…

          (Eita Jesus maravilhoso!)

          RF.

          • OBS.: Quando digo ‘curto e grosso’ é expressão que indica que alguém foi taxativo, contundente, enfático. Nada tendo a ver com grosseria, mal trato, ofensa, indelicadeza.

          • Quem ler a Bíblia com intuito de melhor agradar a Deus, e não fica preso a estudos que vão além das Escrituras, entendeu a minha interpretação a respeito do paralítico. Não vou muito longe na minha explicação, pois não quero criar desavenças pessoais com a senhora. É apenas a sua maneira de ver o evangelho. Um dia Deus que é misericordioso abrirá a tua mente nesta questão do evangelho, que promete vida para os que o seguem e, ao mesmo tempo, morte para os que não querem segui-lo. Encerro aqui este assunto do suposto “evangelho de morte”.

            Deus a abençoe.

          • Não há estudo ‘além das Escrituras’.
            Simplesmente há interpretação correta da leitura, uma vez que feita A PARTIR de Jesus.
            Mais (ou menos) do que isso é acréscimo/decréscimo doutrinário que invalida a Palavra e deforma o caráter de Jesus.
            Impressionante como não me surpreende a frase de que ‘Deus abrirá a mente’, sempre com o detalhe luxuoso da velha ameaça velada de morte. Bem típico.
            Caramba! Fico a imaginar se não fosse mero ‘suposto’…

          • Caríssimo irmão Joao1.

            Logo acima o irmão nos interrogou acerca dessa pasagem bíblica, indicando seu posicionamento sobre:

            “Assim sendo, se Cristo não usa a verdade para alertar o perigo que é pecar, como os irmãos me explicam este verso:

            Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.’’

            A nossa irmã Regina, que tão bem escreve, remeteu-nos a um artigo em seu blog, muito coerente, eloquente, e bem construído sobre a passagem acima, confesso que já ouvi exortações não naqueles exatos termos mas que se coadunam às palavras de nossa irmã.

            Não fazendo aqui papel de defensor deste ou daquele, mesmo pq nem precisam, tenho tanto você irmão Joao1 como a nossa irmã Regina, dentre tantos outros aqui no blog, como meus verdadeiros inspiradores, têm um conhecimento de dar gosto, e sei que não gosta irmão Joao1 mas isso é muito raro em nosso meio CCB pois não levantamos ainda essa bandeira do conhecimento Bíblico (por enquanto).

            Todavia, como o debate poderia ter sido feito lá no blog da Regina, mas ela mesma não se importou em trazê-lo pra cá, permita-me fazer uma construção com suas palavras no diálogo entre o paralítico e nosso Senhor Jesus (não faço o mesmo com a Regina por entender desnecessário já que o texto de nossa irmã já traz implícita essa construção):

            Vamos lá, é da sua resposta à irmã Regina:

            “O rapaz sai de casa sozinho, mesmo sendo paralítico, no objetivo de que Deus possa lembrar-se dele; fica lá olhando aquela multidão toda ansiosa; todos querendo ser o primeiro, e não tem esperança?”

            Minha construção a partir disso:

            E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?João 5:6

            R: Você que me interroga, pergunto, saio de casa sozinho, mesmo sendo paralítico há 38 anos, no objetivo de que Deus possa lembrar-se de mim; fico aqui olhando toda essa multidão toda ansiosa; todos querendo ser o primeiro, tenho esperança, e você ainda me pergunta se eu quero ser curado?

            Confesso irmão Joao1, que uma exortação nesse sentido que sugeriu, destoa do contexto, não está sequer na superfície, e longe de ser a pepita de ouro que Deus nos deu nessa linda passagem na história de Cristo quando esteve na Terra.

            Finalmente, peço antecipadamente perdão ao irmão caso não tenha sido esse o sentido de seu “post”, tudo a fim de não gerar uma intriga desnecessária já que nosso objetivo é comum, ou seja, o conhecimento da genuína mensagem de Deus.

            Renovo mais uma vez meus protestos de estima e elevada consideração por você irmão Joao1.

            A Paz.

            Claudio (ovelha, CCB m B, por enquanto)

          • Irmão Claudio, analise melhor o que eu disse e o que está escrito na Bíblia. Como deixei claro, não quero ir além do que já expliquei lá em cima. Não é por muito falar que serei ouvido. Só achei que a Regina agiu com presunção ao dizer que o pecado do paralítico era a falta de esperança, por isso desenvolvera uma parelisia, decorrente da depressão causada por essa suposta desesperança. No entanto, a Bíblia não deixa claro isso. É notório que Jesus adverte o acamado sobre o perigo do pecado, com o qual despertamos a ira de Deus.

            Deus o abençoe.

          • Cláudio,

            Você deu uma espiada nessa matéria?

            http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/04/fundamentalismo-religioso-e-causa-de-graves-transtornos-mentais.html

            Se a própria exigência religiosa já é considerada uma patologia em si, consideremos os terríveis males causados nas mentes dos que são vítimas de tais exigências.

            Que Deus tenha misericórdia desse ‘líderes’ criminosos!

  29. Sim , CRISTO reprova o pecado , mas , ama o pecador .É o que nós deveríamos fazer, mas, infelizmente quando alguém peca no nosso meio , já é julgado e condenado nos corações de alguns como já tendo direito ao fogo do inferno. Muitos são desprezados , maltratados a ponto de tirarem a sua própria vida , por não suportarem tanta condenação , ou caem em pecados piores. São julgados , mas , ninguém sabe o quanto aquela alma está se humilhando na presença de Deus , o quanto ela está sofrendo… Outra coisa: alguns olham os que ainda estão no mundo sem conhecer a Palavra de Deus e os julgam , se achando mais santos e maiores que eles esquecendo que Deus veio pelos doentes e pelos pecadores. Sim CRISTO foi severo e os repreendeu severamente ,justamente por isso , pois eram hipócritas.! Mas , também foi gentil com a mulher adúltera , com a mulher samaritana(que era um povo desprezado pelos judeus), tratou Judas igual aos outros não fazendo acepção e na hora no madeiro da cruz disse: Pai, perdoai pois não sabem o que fazem! Sim, temos que andar em obediência a sã doutrina que é apartar-se do mal andando numa vida santa , simples e de desapegos materiais , e tendo em nossos corações o mais importante de tudo : a caridade! Deus reprova o pecado , o mal , mas ama o pecador , sem acepção de pessoas. O que estou tentando passar é que tem pessoas que se acham tão santas que nem olha para o seu vizinho para dizer pelo menos um “bom dia”! Passam perto de prostitutas e ao invés de pelo menos em mente clamarem “Senhor , tem misericórdia dessas almas agonizantes” , não , as julgam já as condenado ao fogo do inferno e se achando “superiores” a elas. Quando vêm um irmão seu que errou , ao invés de lhe dar pelo menos um sorriso , atravessam do outro lado da rua ou viram o rosto para ele. É disso que estou dizendo! Na minha opinião , de nada adianta pregar , evangelizar , expulsar o diabo , etc… se não tivermos o amor em nosso coração!

    • Espero que o irmão não esteja generalizando, pois o nosso ministério não prega o ódio, e muito menos o desprezo por quem peca ou quem vive no mundo, tanto é você não vê nenhum ancião fazendo campanha contra os gays, por exemplo. Nós temos o costume de entregar tudo nas mãos de Deus.
      Agora o que o irmão fala é a mais pura verdade, há muitos irmãos assim no nosso meio. Minha mãe mesmo, reclama que algumas irmãs não lhe saúdam na rua, mas vou culpar o ministério por isso, de maneira nenhuma, pois o mesmo prega que devemos amar uns aos outros.

      Por outro lado, vemos ex-irmãos que passam por nós na rua, e viram o rosto, não sei se por vergonha ou por achar que estamos fazendo um pré-julgamento de si, quando a minha vontade é saudá-lo, mostrá-lo que não tenho nada contra ele, e demostrá-lo que quero que ele volte para casa do Pai.

      Espero que não entenda o irmão Eleotério mal, quando ele comentou sobre as mortes dos famosos, só queria provar que a revelação de Deus ainda existe, e o Espírito não foi e, nunca será, extinto pelo homem. No que alguns, acredito que por falta de entendimento, levaram pelo lado contrário, cravando-o na cruz e, praticamente, chamando-o de fariseu do século 21 que não tem misericórdia. O fato é que o que ele postou é realmente verdade, pois foi confirmado pelo o irmão Claúdio (conhecido opositor das idéias do Eleotério).

      Deus o abençoe.

      • Irmão Joao1.

        Não se trata de um comportamento isolado.

        Acredito que a teoria do “pecado de morte” leva muita gente a se comportar dessa forma.

        O irmão sabe muito bem que isso ocorre, temos conhecimento de como se trata um irmão nosso que deixou chegar a público um adultério, fornicação, homicídio, aborto, roubo, etc.

        Eu mesmo conheço um rapaz aqui que honestamente não sei onde ele encontra motivos para ainda frequentar a CCB, tamanha a humilhação sofrida após ter chegado a público um problema a seu respeito, ninguem o cumprimenta, viram a cara, atravessam de calçada. Eu, no lugar dele, já teria largado tudo e seguiria ao Senhor Jesus apenas.

        A Paz.

        Claudio (ovelha, CCB Min Brás por enquanto)

  30. Meu Deus! Quantas almas estão aí no mundo sofrendo na mão do diabo , que não tem piedade e nem compaixão de ninguém! Necessitando de amor , aconchego , carinho salvação , e então chegamos até elas , dizendo que Deus é um fogo devorador , que mata , que fulmina etc…? Não se atrai moscas com vinagre!

  31. Márcio José Sérgio Ermida disse:

    Então, irmãos…

    O que quero saber, caso pesquisem, é se Roy Pontoh é dos nossos ou não. Ele é inocente ou culpado? Alguém já pesquisou? Já dei a dica, tá fácil de descobrir.

    Porque será que só a nossa doutrina é a Sã doutrina? Só o nosso batismo vale? Só nós seguimos a doutrina bíblica? Por que? Considerar a CCB como o único caminho, ou a Graça de Deus é bíblico? É saudável espiritualmente alguém orar na igreja e “descer o chicote” na Teologia? (Eu estava com minha Bíblia de Estudo…)

    Aguardo respostas sensatas e bíblicas.

    Deus abençoe a todos.

    • Irmão, Marcio, nossos irmãos nunca negaram que em outras denominações existiam crentes mais tementes a Deus do que muitos de nós. Com relação a “graça de Deus”, essa conotação pode ser utilizada para referir-se à reunião de cristãos sim, os irmãos não estão sendo soberbos quando dizem que estamos na verdadeira graça de Deus, pois no mundo há várias falsas doutrinas, e temos que ter a certeza de estar debaixo da sã doutrina de Cristo. Veja que neste verso abaixo prova que a igreja foi chamada de graça de Deus:

      Atos 11:23 “O qual, quando chegou, e viu a graça de Deus, se alegrou, e exortou a todos a que permanecessem no Senhor, com propósito de coração;”

      Agora com relação ao garoto, eu li sobre ele, e compungiu-me o coração ao saber sobre a sua dolorosa morte em nome de Cristo. Torno a dizer-te que Deus não tomará o inocente por culpado, quem sou eu para dizer que ele nao pertencia a Congregação Cristã? Ou que está condenado?Não estou falando da nossa instituição religiosa, compreenda-me, mas da congregação que começou lá em Atos e revive até hoje naqueles que fogem da inconstancia das falsas doutrinas.

      Deus abençoe.

      • …”mas da congregação que começou lá em Atos e revive até hoje naqueles que fogem da inconstancia das falsas doutrinas.”

        Isto, é, CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL – onde se tem o verdadeiro batismo, o ósculo santo e o véu.

        Irmão Joao1, apenas completei o final do seu comentário.

        Claudio (ovelha, CCB Min Brás-fundada em Atos dos Apóstolos)

        • O irmão Claudio comentou: “Claudio (ovelha, CCB Min Brás-fundada em Atos dos Apóstolos)”

          E por que não? Não estamos ligados a mesma simplicidade e ao mesmo Pastor, com mesma doutrina e fé? Será que não temos o direito de ter fé nisso. Leia a Bíblia, e peça interpretação unicamente a Deus, e saberá o que digo.

          Deus o abençoe.

        • Márcio José Sérgio Ermida disse:

          Aqui na minha cidade deixaram um irmão com dom de profecia e de expulsar demônios cerca de 20 anos sem ministério, por causa de uma mentira contada por uma mulher que se retratou. Nem ela se retratando foi dada a liberdade logo de volta, e não sei de nenhum pedido de desculpas, e ele merece.

          Mas tudo bem. O que quero dizer é que quando finalmente restabeleceram a “liberdade” desse irmão, foi concomitante com a inauguração de uma igreja localizada lá onde o vento faz a curva, bem no meio do mato (nada contra, congreguei em cada lugar que tenho liberdade de falar)… Fomos todos lá. Na hora da apresentação e inauguração, o Ancião mais antigo contou a história de como essa graça começou lá atrás em Atos dos Apóstolos, ficou muito tempo parada e depois voltou a se manifestar isoladamente, até que foi fundada a CCB em 1910. Acreditem se quiser! Isso foi dito numa igreja tão cheia, que parecia que tinha mais gente fora do que dentro.

          Depois alguns dizem que isso é comportamento isolado.

      • Márcio José Sérgio Ermida disse:

        Caro irmão João, Deus abençoe pela resposta.

        Creio de coração que o irmão foi sincero, mas sei que posso discordar do irmão, em parte, pois Deus é multiforme em Sua sabedoria. Aliás, é por essa multiforme sabedoria e outros motivos sensatos que tenho certeza absoluta que a CCB, denominação à qual pertenço (como o irmão Claudio, ovelha por enquanto), não é, nunca foi e nem será a única “igreja que salva”, mas apenas um membro do Corpo de Cristo.

        Não existem crentes de outras denominações apenas que irão para o Céu. Outras denominações são nossas irmãs, sim. Deus não vai escolher ninguém de lá segundo o critério que nós criarmos. O que precisamos (CCB) entender é que não somos parâmetro para nenhuma outra denominação. Tal parâmetro é a Bíblia, que confessa Jesus Cristo de Gênesis a Apocalipse.

        Irmão, posso estar enganado, ou o Ministério sequer sabe se expressar. Mas qualquer irmão quando fala da Graça de Deus refere-se à denominação CCB. Enquanto a maioria dos nossos irmãos de outras denominações referem-se à Graça como Jesus Cristo, a maioria de nossos conservos CCB o faz referindo-se à nossa denominação. Não adianta dizer que não, o próprio Ministério incentiva isso. Já contei aqui do irmão Cooperador que visitava minha comum e disse que a prima dele conheceu o Evangelho durante 40 anos, mas não conhecia Jesus Cristo, isso porque ela era da AD? Ouço essas coisas desde criança, irmão, não são casos isolados, aliás, isolado é o contrário.

        Considero falsas doutrinas: TJ; SUD (mórmons); espiritismo; Nova Era; hinduísmo (pagão); budismo (pagão); IASD quando coloca Ellen White como profetiza e iguala seus escritos à Bíblia, etc, por aí vai. Igrejas cristãs sérias que pagam dízimo, salário a pastor, possuem teologia, etc, considero nossas irmãs, aliás, são tão cristãs quanto a CCB. Algumas igrejas evangélicas que possuem heresias e teologias pouco ou quase nada cristocêntricas não podemos julgar seus fiéis, aí sim cabe a Deus.

        A sã doutrina de Cristo ou o operar do ES não é privilégio da CCB. Crer nisso piamente é enviesar, tornar obtuso o Evangelho deixado há dois mil anos por nosso Senhor e pelo ES. Comparar, mesmo que metaforica ou simbolicamente, a Graça à igreja é desmerecer o nosso Senhor e Seu favor por nós na cruz maldita. Homem nenhum jamais poderá dizer que realizou obras para depois alcançar a Salvação ou qualquer outra coisa. Ou jesus é o centro da nossa pregação, ou não é! Isso porque somos a Congregação CRISTÃ no Brasil! Por princípio bíblico JAMAIS deveríamos pregar obras como modelo de doutrina, principalmente salvífica.

        Agradeço ao irmão por ter pesquisado sobre o Roy Pontoh, de coração. Meu sonho é que o irmão, e outros aqui, e também o que orou ontem na minha comum descendo a mamona na teologia e “sabedoria” humana, que entendam de uma vez por todas que meninos como o Roy Pontoh, e irmão nossos de outras denominações que são presos e torturados por aí afora… assim como irmãos de outras denominações aqui no Brasil (alguns estão presos por amor de Cristo em países intolerantes enquanto a CCB fala mal deles por causa do bendito título da pastor, e outras coisas…) SÃO NOSSOS IRMÃOS E PONTO FINAL. Quero ir em outras igrejas e não ser chamado de apóstata por isso (surreal, não?)!!! Quero e saúdo e abraço meus irmãos em Cristo sem me preocupar se um dia eles virão para a CCB. Ao contrário, acho é que a CCB tem muito, mesmo, o que aprender com eles. Não quero tomar santa ceia ou participar de outros cultos escondido, porque senão meus irmãos aqui me crucificam…

        Somente com um estudo bíblico apurado, sob a guia do ES, orando muito, com exegese e hermenêutica, poderemos fugir das inconstâncias VERDADEIRAS, não da multiforme sabedoria de Deus. Não somos constantes (CCB) e os outros constantes, irmão. Não mesmo. Já tivemos estudo bíblico e não temos mais; já tivemos irmãs na orquestra e não temos mais; já tivemos irmãs pregando e… não temos mais; já até tivemos comunhão com outras denominações e, adivinha? Não temos mais. Quem é inconstante?

        Oremos para voltar ao primeiro amor, para crescer em conhecimento (estudando a Bíblia, sim!), para sairmos em missão com arrojo, sem esperar o ES revelar, e por um avivamento.

        Deus abençoe.

        • Caro irmão, Márcio, queria agradecer por ter-me compreendido. Reconheço as suas reivindicações, porém, ainda não as aceito, pois como leio a Bíblia também tenho as minhas reclamações a serem feitas aos demais evangélicos brasileiros, para que aí sim, podermos ter comunhão com suas instituições religiosas, e partilharmos do mesmo Pão.
          Queria muito fazer as minhas ponderações a respeito do comentário acima, mas estou meio sem tempo.

          Obs.: Provei na Bíblia que o vocábulo “Graça” pode fazer referência, além do reino dos céus, a um grupo de cristãos, uma igreja local. Mesmo assim, ainda não compreende os teus conservos.

          Deus o abençoe.

        • Márcio José Sérgio Ermida disse:

          CORREÇÃO:

          “Não somos constantes (CCB) e os outros INconstantes, irmão.”

  32. Estava aqui pensando com os meus botões sobre o amor e misericórdia de Deus para com os pecadores.Quando aquela mulher samaritana lhe disse que não tinha marido , Jesus confirmou e não a julgou mas falou da Fonte da Vida, que era Ele. Quando trouxeram aquela mulher adúltera , Ele não a condenou, e por esse ato de amor e perdão ganhou uma fiel seguidora que muito O amou. E muitos outros exemplos. É esse Jesus que temos que anunciar aos homens; cheio de amor e misericórdia que deu a sua vida pela salvação da humanidade, bem como o amor que Deus tem por nós , através do Seu Filho. Temos sim que falar também do perigo do inferno que é real. O inferno existe , por que cada um vai colher o que plantou!

    • Deus abençoe, S.M, pois compreendo o Amor que o irmão fala. Não é esse amor que busca a exaltação do joio e da insubordinação em detrimento daqueles que buscam pregar a verdade.

  33. Irmão , eu nem estava me referindo ao ministério , nem sei se alguém aqui entre os leitores tem ministério, estava me referindo a todos os cristãos , inclusive eu.

  34. E.t. onde se lê “me referindo a todos os cristãos” leia-se ” me referindo a alguns cristãos” , pois não são todos que pensam assim. Também não escrevi isso me referindo ao ministério , mas sim me referindo “a alguns cristãos” que agem assim, como o próprio irmão João testificou que acontece com a sua irmã.

  35. Uma dica.

    Tem uns “clichês” muito utilizados em nosso meio que começam a incomodar, e nos entristecer de certa forma, vou citar um:

    “Eu vou pregar o que deus mandar…”

    A partir dai se o irmão quiser ir embora e voltar na hora do amem não vai perder muita coisa, geralmente depois disso ai vem alguma palavra de maldição, tente ficar afastado.

    Se for de Deus mesmo, o que eu particularmente duvido, Ele procurará o avisar de alguma forma, afinal de contas você é o interessado, Deus nunca foi arbitrário, no Éden, chamou Adão, o interrogou antes de expulsá-lo do Paraíso, com Caim da mesma forma, com Elias, Davi etc, isso no nosso Direito se chama citação, não há possibilidade, em regra, de se condenar alguem sem antes dar a este o conhecimento pessoal da acusação, até para que possa se defender.

    Trata-se de uma tática utilizada na oratória para tratamento do público indiferente, o mais difícil de lidar, o pregador nota que a igreja não se manifesta satisfatoriamente, e com esses, utiliza-se de uma “frase de impacto” para trazer sua atenção ao orador, pura técnica.

    Não estou criticando o método, que é válido, agora fazer isso em Nome do Senhor é que não acho certo.

    Não temas, crê somente.

    A Paz.

    Claudio (ovelha, CCB Min Brás por enquanto)

  36. irmão João 1,

    Quando eu nasci meus pais já eram crentes da CCB. Só que depois do meu casamento , eu e o meu esposo ficamos um bom tempo sem congregar e caímos em fraquezas. Lembro-me que alguns irmãos(não eram todos) passavam por mim e não me saudavam e outros até viravam a cara. Aquilo me deixava muito triste. Uma dor em minha alma. Até que um dia , estava em minha casa quando ouvi uma voz mansa e cheia de amor em meu coração:”Vai congregar hoje”. Comentei com o meu esposo sobre aquela voz , e ele me disse : Vai , eu vou com voce! Senti uma força me tomar , uma sensação diferente e fomos. Quando cheguei na porta da igreja um tanto sem graça , algumas irmãs me receberam com tanto amor e carinho , mas, vi quando uma irmã olhou para trás , e quando me viu, fez uma expressão tão repugnante a minha pessoa , que com aquele olhar me senti que ela me colocou para fora! Lembro-me que pensei:” Senhor,ela me colocou para fora só com o olhar , eu vou embora daqui! Senti um calor me envolver. Quando foi na hora da Palavra inspirada pelo Espírito de Deus , saíram essas palavras da boca do irmão: “Ninguém coloca para fora aquele que Eu quero aqui dentro”! e falou comigo face a face. Isso já fazem mais de 18 anos e a Palavra de Deus , inspirada pelo seu Santo Espírito é que tem me sustentado dia a dia. Através de Sua Palavra o Senhor tem me ensinado a amar , a perdoar a não julgar ninguém , mesmo os que pecaram , a ter misericórdia , pediu-me para se afastar do mal , não fazer panelinhas dentro da Igreja , amar a todos sem acepção de pessoas , independente de denominações , cleros , escolhas , etc… não julgar nenhuma denominação ou religião e me disse que sem Caridade não herdaremos o seu Reino. Aprendi que o desprezo , a indiferença é dolorosa , por isso procuro não agir dessa maneira. Quando alguém cai no erro ou fraqueza olho aquele meu irmão com olhar de misericórdia e carinho, e ás vezes é transparente em sua face o quanto está sofrendo.

  37. Há vários anos conhecia um casal de irmãos , cujos filhos ainda eram crianças. Me afeiçoei de tal maneira a eles , como se já os conhecessem há muito tempo. Se davam muito bem , mas depois de um certo tempo acabaram se separando. Ele acabou ficando com os filhos que já eram adolescentes e ela foi morar sozinha e deixou de congregar. Eles, pai e filhos congregam na minha comum. Eu os amo de coração , tanto ela , como seu ex-esposo e seus filhos. É um amor de alma. Quando foi por esses dias , encontrei com ela na rua com os olhos inchados de tanto chorar. Perguntei se tinha acontecido alguma coisa , ela me disse que uns dias antes estava na praça aqui perto da minha casa , sentado em um banco junto com o seu filho quando um irmão chegou e se dirigindo ao seu filho perguntou: “Voce ainda tá congregando não é? Voce não deixa de ir , por que “essa daí” não tem mais jeito, mas voce tem!” Meu Deus , quem somos nós para dizer que este ou aquele “não tem mais jeito”? Por essa e por outras , ela me disse que naquela semana tentou tirar a sua vida!
    Aquilo foi como uma flecha que atingiu o meu coração!

    • É doloroso saber que irmãos nossos tenham esse tipo de comportamento descrito acima, no entanto, temos que orar a Deus por eles, pois ainda não tem conhecimento da Palavra (Cristo). Digo isto para vergonha nossa.
      Dou graças a Deus por ter colocado a ti na vida dessa irmã.

      Obs.: Peço-lhe perdão por ter confundido você com um irmão, minha querida irmã.

      Deus a abençoe.

  38. Tenho grande respeito pelo ministério , sei que são homens que também podem errar, mas são instrumento de Deus com o dom da Palavra. Meu saudoso pai foi ancião na minha comum, e quantas vezes Deus se usou dele encima do púlpito para falar com a minha alma. Eu sabia que era Jesus Cristo , pois a ovelha conhece a voz do seu Pastor. Eram situações que nem o meu próprio pai sabia , mas Deus que conhece tudo falava comigo através dele. Lembro que na minha simplicidade pensava: Meu pai nem imagina que é para a sua filha essa parte que Deus está falando ! Oro pelo ministério , para que Deus os revista cada vez mais de sabedoria , luz, e a Guia do Espírito Santo . Que Deus abençoe a todos eles!

  39. Evangelista Cristão sobre comentário de Regina Farias

    Vamos meditar no que Regina Farias postou em 20 abril 10;09h;

    Então (nessa passagem acima colocada isoladamente), Jesus esclareceu o que o profeta havia dito a respeito dessa onda de corrupção moral. Porque os homens (falavam) em paz quando eles mesmos – o povo de Deus – (provocavam) a dissensão e imoralidade ética e espiritual, não havendo um amigo sequer que se pudesse confiar, principalmente dentro da própria casa, da própria família, entre os próprios componentes, onde filho (desprezava) pai, filha se levantava contra a mãe, contra a nora e a sogra, mostrando que não (havia) confiança e amizade nem mesmo dentro da própria casa de tão corrompido que o povo estava.
    Virou as mesas e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio. (João 2:14-16)

    Essa passagem é emblemática, denunciando o que vinha (acontecendo) há muito tempo no meio do povo de Deus que (havia) se corrompido por completo. Os comerciantes vendendo ‘gato por lebre’ pois o cordeiro imaculado era o único que servia para a queima. Estes desonestos estavam ludibriando os pobres ignorantes e oferecendo cordeiros ‘manchados’, e isso levantou a ira de Jesus. Aliás, repito: o que (deixava) Jesus irado era a religiosidade pretensiosa e a falta de compaixão. Como já falei anteriormente, o evangelho nos aponta claramente que Jesus só era ‘enérgico e muito duro’ com estes que se usavam do nome de Deus para, se fazendo de santinhos explorarem os inocentes. Jesus só era ‘enérgico e duro’ com os religiosos que, cheios de si mesmo, não agiam com misericórdia para com ‘os de fora’. Jesus era ‘enérgico e duro’ com os que (comercializavam) a fé.

    Voce, Regina postou teu texto como se estas coisas só aconteceram, suas frases estão no passado. Eu afirmo que tudo que voce postou como sendo coisas do passado, hoje estamos vivendo coisas piores. É só assistir os jornais na TV e, veremos tragédias de filhos matando pais para ficar com herança,mães jogando bebes no lixo. Profissionais do evengelho, comprando fazenda com 50 mil cabeças de gado, jatinhos, Shows da fé,tudo usando o bom nome de Cristo.

    Baseado nisso que não falo teoricamente,mas, (realmente), acredito que o mesmo Cristo que foi duro no passado, continua duro hoje. Caso contrário ELE seria injusto com aqueles que trabalham no evengelho com sinceridade e,aqueles Cristãos errantes,mas, que pelo menos esforçam-se em obedecer a doutrina.

    Cristo é amor,mas, ELE também é justo, tanto é que ELE deixou a parábola das 10 virgens, mostrando que salvarão aqueles que estiverem com a lampada acesa e, quem não mostrar o minimo esforço não participará das bodas celestiais.

    Evangelista Cristão

  40. Que história é essa de ‘teoria’ e ‘passado’ ?
    Estamos falando do HOJE!
    Atá porque a natureza corrupta do ser humano vai ser sempre atual.
    O coração do homem é um só!
    A única diferença nos dias atuais é que sabemos das atrocidades ‘em tempo real’.

    Apenas eu contextualizei os versículos ‘do passado’ colocados pelo próprio ‘evangelista cristão’. E o fiz para esclarecer a que se refere cada colocação bíblica. Para que deixemos esse hábito leviano de manipular versículos soltos como forma de condenação. Como se a nós, meros mortais, fosse atribuído tal poder. Inclusive essa ‘dureza’ que muitos religiosos afirmam ser de Jesus, na verdade vem da justiça própria inerente ao coração arrogante, teimoso, insistente e pretensioso do homem em querer traçar o perfil de Jesus.

    Mas vejo que o ‘evangelista cristão’ não entendeu algo tão simples, já que acabou de cometer o mesmo erro: isolou uma parte do que eu disse. Tirou do contexto, adulterando-o. Colocando na minha boca palavras que eu não disse.

    O curioso é que falo exatamente disso no meu comentário e o ‘evangelista’ incorreu no mesmíssimo erro!

    Inclusive dá o exemplo da parábola, entretanto foram várias as parábolas que Jesus usou sobre Sua volta e essa não é a questão. Portanto, não tire do foco. A questão é a maneira como alguns pregadores conduzem esse compromisso com Jesus, colocando-se como ‘intermediário’ do próprio Mediador. Essa foi a minha colocação.

    Ora, a questão colocada por mim não é quem está ou não está com a sua lâmpada acesa. Não estou excluindo o juízo. Não cometeria essa tolice. Inclusive o juízo está implícito na misericordiosa história redentora. O ‘detalhe’ é que o juízo não é um atributo do homem. E, sim, uma forma de manifestação da reação de Deus à corrupção do coração do homem. Entendeu? A reação é de Deus. Deus não delegou essa Sua responsabilidade a nenhum homem na face da Terra.

    Enfim, o meu apelo é sempre para o manejo correto da Palavra, de modo que não façamos acréscimos ou decréscimos, invalidando a Palavra de Deus. E Isso é hábito antigo que tem perdurado através dos séculos. Isso é bem ATUAL!

    É disso que venho falando…

    Portanto, antes isso fosse uma ‘teoria’. Ah, quisera eu! Pois a minha tristeza é justamente por me deparar com isso com bastante frequência.

    Lamentavelmente.

    • Irmã Regina.

      Seu post anterior sequer merecia esse acréscimo que fez, tá muito bem explicado lá, mesmo assim você encontrou outras palavras para ratificar.

      Nós entendemos.

      Olha, tem um Procurador Geral da República (Promotor de Justiça Federal) que pinçou uma fala de um Pastor, totalmente desligada do contexto, isolada mesmo, do youtube (pode isso Arnaldo?) e processou o Pastor.Conclusão, tomou uma lapada do Juiz Federal.

      Pra se ter uma ideia, o concurso que seleciona um PGR é dos mais difíceis desse país, e não que um PGR esteja acima da sabedoria humana, mas se lhe servir de consolo, pq sabemos nós o quanto nos irrita fazerem isso conosco, fico imaginando eu aqui a alma de Deus quando vê sua Palavra sendo utilizada dessa forma infame, e capaz de levar muitos ao engano.

      A Paz.

      Claudio (ovelha, CCBMB, fundada em Atos e reinaugurada em 1910, o verdadeiro batismo, o ósculo santo e o véu, onde o Sacrifício de Cristo pode ser substituído pelo seu esforço próprio)

  41. Márcio José Sérgio Ermida disse:

    Irmão João e demais,

    Se formos olhar os defeitos de outras denominações, por estarem se afastando do Evangelho, continuaremos a cultivar a soberba esclusivista denominacional da CCB. Isso como se nossa denominação não tivesse defeitos. Passou décadas desfazendo de outras denominações e ainda acha que “os outros” estão nos perseguindo. Tudo o que digo aqui já vivi e ouço há décadas, tentam me “ensinar” assim. Já até me falaram que como Deus só está na CCB, quem opera milagres nas “seitas” é o diabo. Quando pergunto o que é seita, engasgam e não respondem. Não há casos isolados, ou que o nosso Ministério “nunca ensinou”. Se fosse assim, essas balelas que ouvimos culto após culto, não existiriam, e eu não teria passado a vida inteira ouvindo o que ouvi.

    Não precisamos concordar com tudas as liturgias para termos comunhão. Temos que ter comunhão na doutrina que confessa Jesus Cristo como Deus, encarnado como homem, nascido de virgem, como um da Triunidade, e como único e suficiente Salvador. Véu, ósculo, coletas, título de pastor, salário, liturgia, santa ceia só na CCB, cumprimento de profecias particulares, cabelo, roupa… Ah! Vai me desculpar, mas se a própria Bíblia não diz que estas coisas são importantes, porque temos que arrumar mil e uma justificativas para fazê-lo? Ou então a Bíblia deixa de uma vez por todas de ser nosso parâmetro, já mudaram a redação do tópico 1 de doutrina mesmo…

    Toda vez que a Bíblia fala de graça está se referindo ao favor imerecido de Cristo por nós. Existe um princípio de interpretação (ops, foi dado pelo ES, ok?) que diz para interpretarmos como doutrina aquilo que a Bíblia prova por si própria. Ou seja, se uma vez falar sobre graça referindo-se à igreja, e várias outras vezes citar Jesus Cristo como A Graça, então esqueça-se aquela única citação e fique como doutrina as várias vezes. Se só cita o véu uma vez e sem falar que é salvífico, porque escrever textos enormes para provar que o véu é salvífico? Se Paulo mandar saudar os irmãos com ósculo, que óbvio tem que ser santo, mas não diz que isso é salvífico, porque ficar comparando com quem não tem essa prática como se a CCB fosse melhor? Se fôssemos ficar vendo o “erro” bíblico ou neotestamentário das denominações, daria para fazer uma lista enorme e a CCB estaria nela.

    Então, já passou da hora de descer do pedestal e abraçar nossos irmãos de outras denominações sem se preocupar se eles rebatizarão e virão para a CCB. Também já passou da hora de falar na santa ceia que se frequentamos cultos ou tomamos santa ceia em outra igreja (séria, ok?), temos que pedir perdão ou não tomar a nossa santa ceia, e por aí vai.

    Ah! Sem esquecer que a CCB tem um baita potencial de oração e intercessão por nossos irmãos de outras denominações que são perseguidos, presos, torturados e mortos mundo afora. Dia 26 de maio será o DIP, Domingo da Igreja Perseguida, evento promovido pela Missão Portas Abertas, de oração e intercessão pela Igreja Perseguida. Mas que não posso anunciar na CCB porque nossos irmãos não aceitariam. É assim: nessa data, na hora do culto, celebra-se um culto especial de oração por nossos irmãos presos. Claro que existe toda uma preparação até chegar esse dia. Já faz uns tres anos que tomei conhecimento e me sinto frustrado por não poder inserir a CCB nesse movimento. Por causa desse bendito exclusivismo sem pé nem cabeça que assola nossa irmandade, com um complexo de superioridade espiritual de dar dó. Acho que vou tentar criar um movimento com outras igrejas para orações intercessórias a fim de derrubar o castelo de cartas do exclusivismo denominacional. Que tal o Domingo de Oração pela CCB? hehehehe

    Brincadeiras à parte, Deus abençoe.

  42. Irmão Marcio.

    Sua indignação tem fundamento.

    Tem gente aqui nesse blog, que mesmo demonstrando conhecimento bíblico aparentemente aprofundado, defende que a CCB é a Graça de Deus, imagine o restante da irmandade !

    Tudo isso que vc mencionou no primeiro parágrafo, sabemos que raro é o pensamento contrário.

    Não tem um culto sequer que não ouço que a CCB é a Graça, que é o caminho, quando vão pedir coleta no púlpito então, aff, só faltam colocarem a imagem do Silas Malafaia numa tela pra dizer que não somos como ele, pra não dizer dos testemunhos – “se eu for firme e fiel até o fim” -, ou seja, por meus méritos serei salvo.

    Então ouvimos tanto do púlpito como das ovelhas esses comentários antibíblicos.

    Vim da AD faz alguns anos, e depois conto aqui como vim parar na CCB.

    Vários irmãos vieram até mim dizer que a AD é uma seita, ouvi de um Cooperador isso, disse pra mim mesmo, com a Bíblia aberta em 1 Co. 11 que eles adoram, fora que me disse um auxiliar de jovens irmão desse cooperador ai, que na AD agente comia pão amanhecido e nós CCB pão quentinho.

    Pra não dizer daqueles que me olham torto quando ficam sabendo dessa minha condição.

    Agora dizer que o Ministério não é responsável por isso, tenha dó né? Estão querendo enganar a quem?

    A Paz.

    Claudio (ovelha, CCB Min Brás – Fundada em Atos dos Apóstolos e reinaugurada em 1910- o verdadeiro batismo, o ósculo santo e o véu, onde o sacrifício de Cristo pode ser substituído pelo meu esforço, por enquanto).

    • Irmão, Claudio, tenho as minhas dúvidas que o nome desse senhor, citado em teu comentário, seja mencionado em nossos santos cultos. Caso alguém o fez, agiu contra o nosso costume, pois somos ensinados a não pronunciar nomes. O nome de Jesus é sobre todo nome na terra. Então, procura-se exaltar o Seu nome durante todo o decorrer do santo serviço.

      Porém, falamos contra o mercenário, e a sabedoria humana usada pelo mesmo, o que é bíblico. Se este senhor, aparentemente querido por ti servo de Deus, se enquadra em nossas exortações, é mera coincidência.

      Com relação, a palavra “Graça” já provei biblicamente, aqui neste fórum, que também pode ser referida a uma igreja local. Logo, frases pronunciadas em nosso meio, tais como: ” aqui é a graça verdadeira”, “essa é a graça verdadeira de Cristo Jesus”, “estamos nessa graça maravilhosa”, ” quando o Senhor me chamou nesta graça… ” entre outras, não são heréticas. Os nossos irmãos apenas têm a certeza, assim como os primeiros cristãos, de ter encontrado o verdadeiro Jesus Cristo, através da fé e doutrina da CCB, visto que muitos cristos (igrejas) já estão na terra para enganar os que ainda não possuem conhecimento da real Palavra.

      Por fim, se os nossos irmãos não tivessem a certeza de que estamos na graça de Cristo, então estaríamos, como cego em tiroteio, perdidos em nossa carnal compreensão.
      Parece que para alguém todos os versos isolados da Bíblia não tem valor compreensível. O estranho é que Cristo usou-se de versos isolados para combater o tentador, mostrando que nem sempre podemos seguir essa linha de raciocínio. Sendo assim, separei abaixo, mais uma vez, dois versos isolados que socorrem nossos irmãos das pedradas.

      IPedro 5:12 “Por Silvano, vosso fiel irmão, como cuido, escrevi abreviadamente, exortando e testificando que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes.”
      Atos 11:23 “O qual, quando chegou, e viu a graça de Deus, se alegrou, e exortou a todos a que permanecessem no Senhor, com propósito de coração;”

      Deus o abençoe.

  43. Andei observando..... disse:

    Acompanho diariamente, os comentários desse blog, e para vocês refletirem, pois querendo ou não tem um “certo ciclo de amizade entre vocês.

    Claudio – ele é muito engraçado, tem um senso de humor fora do comum.
    Eleotério – Osso duro de roer, no bom sentido, (defende aquilo que ele acredita com unhas e dentes.
    João 1 – parecido com o Eleotério,
    HP – sempre colocando o amor na frente, nada adianta sem o amor (é um dos meus preferidos)
    Regina – é a mãezona de vocês, poe a boca no trombone, se tiver que puxar a orelha do que ela acha que esta errado puxa mesmo,
    Vitor, aparece de vez em quando
    Marcio José – as vezes ele fica meio Meio confuso com a CCB
    Magdalena anda meio sumida
    Samuel – é um cara imparcial, defende os seus pontos de vista, o que é certo é certo o que é errado é errado, se não concorda colocaca educadamente seu ponto de vista, com uma luvinha de pelica.
    Bereiano -Fica sempre atras dos bastidores.

    Gente é isso…reflitam sobre vocês…….para quem vê de fora!!!!

    • Eu apareço pouco porque sempre que participo no Blog, e posteriormente vou aos pés de Deus, Ele sempre me mostra como eu
      fui duro nas palavras
      faltei com explicação para o meu ponto de vista/semeei mais dúvida que certezas
      não amei o meu próximo convenientemente

      Depois desses “puxões de orelha” que Deus com tanto amor prepara para os seus, eu fico sempre com mais vontade de ler do que escrever, para aprender com todos, mesmo com aqueles que estão claramente fora dos princípios Cristãos de adoração bíblica ao Deus vivente.

      Deus o abençoe e apareça mais por cá, participe também dando o seu ponto de vista nos assuntos discutidos.

      Vitor, CC em Portugal.

      • Vítor,

        A sua humildade me constrange. Essa humildade, que nada tem a ver com a inferioridade e a aflição do AT e tão somente com a qualidade pessoal que denota dependência de Deus. Humildade que não é um instinto natural do ser humano, mas uma virtude dada por Deus por meio de um exercício diário onde desistimos de nosso ‘eu’ teimoso e resistente. Sim, pois trata-se de um exercício (que nada tem a ver com esse ‘esforço’ colocado por alguns), onde nosso orgulho, nossa vaidade e nosso egoismo estão sendo cuidados pelo Autor da nossa Nova Vida, sempre em relação ao trato para com a outra pessoa. Essa é a obediência que Deus requer de nós. O mais é acréscimo do homem.

        O que eu escrevo (seja onde for) me serve muito mais para fixar o meu aprendizado pessoal, do que propriamente para ‘os outros’, e de modo que eu o aplique no meu cotidiano de maneira coerente. E, como bem diz o irmão, eu também aprendo muito até mesmo lendo comentários que estão claramente contra o caráter de Cristo. (Até lendo também os eventuais comentários aparentemente despretensiosos e casuais rsss).Todos me levam a exercitar o fruto de Espírito manifestado no amor, na alegria, na paz, na longanimidade, na benignidade, na bondade, na fidelidade, na mansidão e no domínio próprio, pois que não há nenhuma lei contra tais coisas – como diria Paulo aos gálatas. Essa é a fé genuína que motiva o coração a glorificar a Deus por meio de ações práticas.

        E, como se usou aqui largamente a expressão ‘dureza’, nunca é demais reafirmar que ser duro nas palavras para correção em amor, é completamente diferente de ser duro em julgamentos (juízos), rótulos tendenciosos e análises de perfis pessoais. São duas abordagens opostas. (E peço a ajuda de Deus para que eu nunca incorra na segunda).

        A paz! Que não exclui a verdade…

        R.

    • Márcio José Sérgio Ermida disse:

      Andei Observando…

      Bota confuso nisso! rsrs Já tive vontade de mudar de igreja por causa das aberrações doutrinárias, principalmente essas que vieram de “brinde” no hinário 5. Mas deois de meditar um pouco (só um pouco), cheguei à conclusão de que erros vou achar em qualquer denominação, talvez não com a “intensidade” de afirmar que a Bíblia contém a Palavra de Deus.

      Sendo assim, resolvi permanecer nela, onde recebi inúmeras obras do Senhor e me batizei. Claro que vou dar um tempo pra ver se essas aberrações são corrigidas (ainda creio na minha oração poder alcançar o Senhor, rs).

      Bom, minha confusão pára por aí. Tenho firmeza em relação à doutrina BÍBLICA defendida por muitos irmãos aqui também, e como membro da CCB, não me intimido em “criticar” seus erros doutrinários que, como observador, o irmão já deve saber. Ser membro da CCB e fequentá-la não invalida minha opinião sobre determinados pontos de doutrina (humanos, por sinal).

      Deus abençoe.

  44. Evangelista Cristão ELUCIDANDO comentários acima

    Regina Farias, Quando postei que Cristo continua firme na Sã doutrina, voce alegou que quando apareceu textos em que Cristo derrubou as bancas dos cambistas, entre outros pontos, era porque aquele povo (ERA) assim, assim e assim.

    Sendo assim eu entendi que voce falou somente do passado e, que hoje Cristo é somente (AMOR). Nesta tua última postagem voce mudou tudo para o presente.

    Baseado na tua afirmação eu reafirmo que Cristo continua firme na Sã doutrina e, todos nos seremos julgados pelas obras e, LOGICAMENTE PELA MISERICORDIA DIVINA.

    Se fossemos julgados só pelo AMOR, não tería na bíblia tantos pontos doutrinais a obedecer e, por fim estaría escrito que sería obrigado termos um bom coração e todos seríam salvos.

    Afirmo novamente que Cristo julgará segundo a intenção do espirito, ou seja, segundo a demonstração do esforço em obedecer a sã doutrina.

    Cláudio, sobre voce citar um pregador da TV, dizendo que a CCB reprova os meios dele arrecadar fortunas, eu concordo plenamente com a CCB, afinal é explícito a maneira leviana dele e dos outros que estão na mídia televisiva, arrecadarem fortunas, usando o nome de Cristo.

    Alguns vendendo martelo, outros vassourinhas, outros aguas abençodas do Rio Jordão,
    outros com o shopiing do show da fé, livros e mais livros, CDs, DVDs, com orações milagrosas.

    Na CCB arrecada-se coletas,mas, anônimas, sendo que quem der, coloca na caixa de ofertas e, se não der ninguém fica sabendo. Tenho certeza absoluta que é grande a diferença da maneira da CCB para com (algumas) denominações.

    Marcio josé, voce fala sobre esclusivismo denominacional da CCB.

    Cada denominação tem sua maneira de cultuar e até de doutrinar seus membros.

    Realmente a CCB é diferente e, 95% na CCB concordam em seguir a ordem criada a muitas décadas, por exemplo;

    Homem de um lado mulher do outro, véu, saia ou vestido para mulher, orquestra, uso de roupas sociais para os homens no culto, ensaios musicais semanalmente,reuniões ministeriais mensalmente, trimestralmente, anualmente, entre outros pontos que faz com que haja ordem na CCB.

    A ordem de culto igual em todas as 20 mil igrejas no Brasil.

    30 minutos antes do culto a organista toca baixinho, alertando que todos que entrarem no templo fiquem em silêncio.

    Um hino 5 minutos antes do culto iniciar só orquestra pedindo silêncio que o culto vai começar.

    Um irmão do ministéiro preside atrás da tribuna, dando início ao culto.

    Canta-se 3 hinos, apresenta-se ao povo e a Deus os pedidos de oração numa papeleta.

    Todos ajoelham e um somente ora pela igreja. Levanta-se e canta-se mais um hino.

    Da-se a liberdade de aproximadamente 20 minutos para pagarem votos feitos a Deus.

    Le-se a lista de anúncios diversos com os eventos que terão naquela dita região.

    Canta-se outro hino. Um irmão prega a mensagem da Palavra, lendo um capítulo da bíblia. Ao terminar a pregação todos ajoelham-se e, um agradece pelo culto.

    Levanta-se e canta-se o último hino e, o que preside despede o povo com a Paz de Deus. A orquestra toca um verso de um hino em agradecimento a tudo.

    Tudo isso demora-se em média uma hora e meia.

    Digo a todos se ter esta ordem é ser pretencioso, eu clamo a Deus que nunca venhamos mudar, sendo que 95% do povo é feliz com estas regras e, obedecem de coração.

    Se nas outras denominações eles não conseguem ter a mesma organização e cada bairro faz o culto a seu bel prazer, é problema deles.

    Sobre a CCB falar que a salvação é só na CCB, não é verdade, pois tenho ouvido pregadores em diversas cidades, alertando que a salvação pertence a Deus e, ELE salvará quem ELE quiser.

    Quem quiser fazer um texte, fale pessoalmente com um ancião e ele afirmará o que postei.

    Um bairro fácil de achar e congregar, chama-se Jardim Paulista em SP – Capital, sigam até lá e perguntem ao ancião de lá Paulo Plácido (78 ANOS DE IDADE) e, ele repetirá o que postei.

    Evangelista Cristão

    • Um programa de TV custa em média 10 milhões/mês, só o aluguel da sede provisória da Mundial (Valdomiro Santiago) Av. Santo Amaro, custa mensalmente 400 mil/ mês.Consulte o tesoureiro da nossa CCB e veja se temos caixa o suficiente para levantar calúnias contra os Pastores da TV e suas denominações, em caso positivo, veja como está o caixa em matéria de fé.

      O irmão fala dos outros como se estivesse contribuindo com alguma coisa lá.

      Veja que curioso, Banco algum tem imóvel próprio, tudo alugado, e nós CCB em Israel tínhamos que ter imóvel próprio ? Quase meio milhão viraram pó, já dava pra pagar um aluguel da Mundial do Poder de Deus.

      Leia seus comentários e veja como nós procuramos sempre colocar nossa CCB acima de outras denominações, encontro uma incoerência nisso, pois:

      Afirmamos que as outras denominações são “seitas”, logo cultuam outros deuses que não o nosso.

      Diante disso, como você pode se comparar a uma laranja quando você se diz ser uma pêra? Não encontro lógica nessa comparação irmão com o devido respeito.

      Eu li um comentário seu acima e me comprometi, por ter conhecimento pessoal do assunto, a esclarecer a muitos leitores aqui que poderão ter uma idéia errada e leviana sobre um fato que o irmão postou, farei isso oportunamente, pois agora estou com a alma alhures.

      Eleotério, mesmo concordando com os irmãos do tópico, concordo com o irmão tb, nesse ponto que o você mencionou.

      A Paz.

      Claudio (ovelha, CCB M B, fundada em Atos e reinaugurada em 1910, onde temos o verdadeiro batismo, o ósculo santo e o véu, por enquanto)

    • Irmão me perdoe,
      Nós não seremos julgados pelas Obras, isso é anti-bíblico!

      Nós seremos julgados ÚNICA e EXCLUSIVAMENTE pelo estado da nossa relação pessoal com Deus, e essa só se consegue restabelecer se:

      -Com arrependimento no nosso coração, tivermos FÉ na obra já completa por JESUS, e isto é o que chamamos GRAÇA (favor imerecido).

      Resumindo os pontos da Reforma Protestante que nos trouxeram até ao presente momento:
      Somente pela Graça
      Somente pela Fé
      Somente em Jesus Cristo

      Apenas a fé em Jesus determinará o resultado do nosso julgamento para a vida eterna ou para a condenação eterna.

      Agora,
      O irmão falou em obras,

      Quanto às Obras, elas são importantes na vida de um Cristão, principalmente para sabermos se temos ou não a relação pessoal com Deus restabelecida e bem viva, mas não servem para alterar o estado no que diz respeito à nossa salvação.
      Servem todavia para que Jesus determine a retribuição que, no reino da Sua glória, irá dar aqueles que O serviram em vida “terrena”. (Parábola dos talentos, entre outros versículos, por exemplo.)

      É, porém, importante que retenhamos um conceito FUNDAMENTAL:
      Nós não praticamos boas Obras para sermos salvos, mas, praticamos essas boas Obras PORQUE já somos salvos.

      Achar que o estado de salvação da nossa alma é mantido pelas obras que executamos é um atentado à soberania de Deus e uma presunção do Homem que só pode ser justificada pela sua condição caída, pós-Adão.

      Se, no leito da morte, um homicida no último sopro de vida, e com arrependimento de coração, confessar a Jesus como seu Senhor e Salvador ele é salvo ou é lançado no lago de fogo que nunca se apaga?
      “E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que estarás comigo, hoje, no Paraíso.”

      Deus a todos abençoe,
      Vitor, CC em Portugal.

      • Irmão Vitor.

        Falando assim o irmão em nada se parece com um CCBiano convicto, essa diferença entre salvação e boas obras é muito confundida em nosso meio, isso não só é triste como perigoso, o homem ao se achar o “firme e fiel até o fim” acaba desmerecendo o Sacrifício de Cristo, tornando-se incompatível falar em fé no nosso Senhor Jesus.

        A Salvação Cristo já resolveu na Cruz, tá selado, é irrevogável e irretratável, basta crer.

        Nossa indignação deve ser a mesma dos Apóstolos ao saberem que Cristo levou aquele ladrão para o Paraíso, poxa, ah, eu que era pra estar lá, não aquele marginal da cruz, o mala fez e aconteceu e agora fica na boa? Que isso? É assim que pensamos, tenho ouvido isso não raras vezes de nossos irmãos, não sei se desconhecem esse texto da Bíblia, ou de tanto ouvirem “se eu for firme e fiel’, não sei.

        Salvação é aos que crerem.

        Apareça mais vezes, fique só na leitura não.

        A Paz.

        Claudio (ovelha, CCB m B, por enquanto)

        • Irmão, Claúdio, não compreenda mal os teus irmãos. O “firme e fiel até ao fim” refere-se a fidelidade da prosposta que nos está feita, ou seja, a firmeza da esperança de receber o nosso galardão nos céus. Essa esperança nos contrange a amar-nos uns aos outros, e a fugir da contaminação mundana. Somente perdermos o ardor e o fervor dessa esperança, quando damos ouvidos as ciladas e sutilezas do inimigo, tornando-nos, inconstantes, levados a toda roda de doutrina, e infiéis para com Deus, nosso galardoador.

          Deus o abençoe.

  45. Vítor:

    Faço minhas as palavras do Cláudio:

    ‘Apareça mais vezes, fique só na leitura não’. 🙂

    Pois, como tenho aprendido com vocês!

    Quanto aos passos litúrgicos acima colocados, só me lembro de uma música ‘do mundo’ cujo título é ‘Se eu quiser falar com Deus’ e que gerou o seguinte texto no meu blog:

    http://reginafarias.blogspot.com.br/2010/01/fundamento-do-acesso-deus-rss.html

    Nada contra a liturgia em si, desde que seja com simplicidade e sinceridade. Embora todos saibamos que é mera herança judaica que, adaptada e utilizada tanto na igreja católica como nos cultos, segue uma ordem e sequência de celebração conforme cada denominação.

    Meu questionamento é sobre a necessidade de grande esforço pessoal (e coletivo!) para se chegar a Deus com o famigerado ‘TENHO QUE’…

    Abs!

  46. Irmãos , a Paz de Deus

    O que vou relatar abaixo aconteceu comigo e o meu coração se exulta todas as vezes que relembro . Sei que alguns poderão não acreditar , questionar ou até se escandalizar! Mas eu não me importo. Deus é Deus e Ele faz o que lhe apraz!

    Há aproximadamente uns 30 anos, trabalhava no departamento jurídico de uma conceituada empresa. Éramos em três no meu setor: o supervisor, eu e uma moça. Nossa chefia e gerência ficava em um outro endereço. Fiquei no endereço antigo por uns três anos. Talvez por ser novata, me sentia explorada, excluída e às vezes injustiçada; mas suportava tudo de boca calada. Após três anos, nós, bem como os demais colegas de outros setores, fomos transferidos para o prédio da Central, e nós três passamos a trabalhar diretamente com a nossa chefia e gerência. O meu supervisor então se tornou submisso ao nosso chefe do setor. Esse chefe lhe darei o nome fictício de Dr. João.
    À partir dessa mudança comecei a sentir uma grande diferença no meu ambiente de trabalho. O Dr. João começou a me valorizar como profissional e para favorecer o meu crescimento, me incumbiu de mais responsabilidades, o que veio despertar a ira nos outros dois colegas que trabalhavam comigo.
    Certo dia, logo cedo, o Dr. João pediu-me que fosse até um endereço de uma loja no centro da cidade para fazer uma cobrança. Era um cliente devedor, onde várias pessoas já tinham ido até lá, sem sucesso, inclusive a moça que trabalhava comigo. O cliente marcava o dia para fazer o acerto, mas só que não comparecia. Me dirigi até o local, sem esperança nenhuma, com o pensamento de que “não era melhor que ninguém”. Chegando lá, conversei durante um bom tempo com o proprietário da loja sobre o débito, e ele prometeu-me que no dia seguinte estaria na empresa para fechar o acordo.
    Quando foi no dia seguinte, não acreditei quando vi aquele senhor adentrar a nossa sala, procurando pelo Dr. João. Fez o pagamento total de toda a dívida. Quando o cliente foi embora, o Dr. João veio me agradecer e que iria continuar a fazer cobranças daquele gênero. E tudo isso despertou mais ira naquela moça. Ficava triste, mas não comentava nada com o meu chefe, embora ele já tivesse percebido tudo.
    Passado poucos dias, de manhã, quando adentrei o escritório, vi meus colegas chorando e recebi a notícia de que o Dr. João havia falecido durante a madrugada de complicações cardíacas. Foi um choque para mim. Não me conformava: “Como? Ele estava tão bem?”. Chorei muito.
    Com a morte do Dr. João, tudo voltou como era antes. Fiquei mais um tempo naquele empresa e depois saí.
    Quando foi um dia, uns quinze anos depois, estava sozinha em casa, fui fazer a minha oração quando de repente o Dr. João veio em minha memória. Um sentimento de gratidão, nunca havia sentido isso, tomou conta do meu ser. Eu não sei como explicar, mas quando direcionei meus pensamentos ao seu espírito, comecei a chorar descontroladamente, soluçava. Era um choro de alma. Lembro-me que comecei a dizer: “Senhor Jesus, por favor, nunca pude agradecer ao Dr. João pelo que ele fez para mim, mas aonde seu espírito estiver, e se está em sofrimento, tenha misericórdia dele. Faça alguma cousa por ele, dá-lhe o pagamento. Ele foi o único que me valorizou naquela empresa (embora não tenho mágoa e nem rancor dos outros dois. Muito pelo contrário, sinto carinho por eles). Eu não posso fazer nada por esse espírito, por isso estou recorrendo a Ti”. Encerrei a minha prece em prantos, e tive a impressão que sentia o seu espírito em algum lugar e chorava muito. Não comentei isso com ninguém.
    Bem, no dia seguinte , congregada em uma certa localidade , quando chegou na hora da Palavra , o irmão inspirado pelo Espirito de Deus disse com firmeza:
    – Por causa da tua oração que chegou nos céus, e para você saber que Deus também é Pai dos espíritos; Ele enviou um anjo nas partes mais baixas, , para resgatar aquele espírito ao qual você orou.
    Aquela pessoa não sabia de nada. Estava recebendo naquele momento uma resposta dos céus à minha oração.
    Fiquei tão feliz, que quando cheguei em casa, chorava de alegria e dizia: “Obrigada Senhor, obrigada!!!”

    A caridade que fizermos aqui nos abençoará pela ETERNIDADE!

  47. Evanglista Cristão

    Cláudio, em nenhum momento eu citei que as outras denominações são seitas.

    Afirmo que (ALGUMAS), só querem o dinheiro do povo, isso é explícito na TV.

    Sobre salvação somente pela Graça sem esforçar-se em obedecer a doutrina bíblica, Cristã e apostólica é contradizer a própria escritura.

    Afirmo mais uma vez; A salvação será pela misericordia Divina e pela intenção do espirito em nos, ou seja pelo menos mostrar esforço em obedecer a doutrina.

    Na bíblia diz; Quem vencer herdará todas as coisas e, por sinal várias vez, sendo assim terão aqueles que não irão vencer !!!!

    Cláudio observe o que voce postou; A Salvação Cristo já resolveu na Cruz, tá selado, é irrevogável e irretratável, basta crer.

    A bíblia não se contradiz, sendo assim não é simples como voce postou !!

    Evangelista Cristão

    • Caríssimo Eleotério.

      É pura questão de fé, ou você crê ou não.

      Deus sabia que o homem complicaria, então deixou simples (opinião pessoal).

      Imagine o tamanho da nossa lista de regras se Deus resolvesse complicar o caminho da salvação !

      Irmãos :

      Pense no sacrifício de Cristo, ao menos da prisão à morte Dele, todo aquele sofrimento, injúrias, ofensas, escárnio, a crucificação, sendo Ele Deus. À exceção de ter você que crer nisso, tem nexo necessitar de mais alguma coisa para salvar sua alma ? O que mais uns comedores de sucrilhos como nós seria capaz de acrescentar ao sacrifício do Mestre?

      Pense agora pela segunda vez, tem nexo o crente praticar coisas que desagradam ao Senhor ?

      Nesse ponto que o irmão citou eu concordo plenamente.

      A Paz.

      Claudio (ovelha, CCB M B, por enquanto)

      • Irmão, Claudio, é por pensar nesse sacrifício de Cristo que o servo de Deus não pode ficar aceitando todo prato do adversário de sua alma. É preciso resistir ao pecado, e suas sutilezas. Importava que, assim como a serpente foi levantada no deserto para curar o povo, o Filho de Deus fosse levantado, levasse com ele nossas enfermidades, e dispensasse sobre nós o dom de resistir ao diabo. Não duvidemos, o servo negligente será jogado nas trevas, e lá haverá choro e ranger de dentes.
        Assim, oremos com fé e não durmamos no ponto, Deus têm armas suficientes nos céus para nos fazer vencedores nesta guerra, basta buscarmos unicamente das mãos Dele. Após termos feito tudo, fiquemos firmes, sabendo que temos um Advogado junto ao Pai, e aquilo que nos faltar, Ele suprirá.

        Deus o abençoe.

        • Pois é irmão Joao1, bora pegar nossas espadas.

          Deus continue o abençoando e multiplicando as bençãos em sua vida.

          A Paz.

          Claudio (ovelha, CCB m B, por enquanto)

  48. Quanto à questão do Dízimo vou-vos dizer o que abriu os meus olhos casmurros para esta “problemática”. Um dia ouvi um professor das Escrituras a explicar o seguinte:

    Se nós tivermos bem presente na nossa vida a doutrina da Soberania de Deus, certamente saberemos que TUDO o que vem na nossa vida ou é benção de Deus, ou é sua permissão. Deste modo, quando recebermos o cheque/dinheiro no final do mês, a única pergunta que temos de fazer é: “Quanto do dinheiro de Deus é que eu vou reter para as minhas necessidades?” O resto do dinheiro, se restar, sendo de Deus, tem de lh´E ser devolvido. Cada um o faça na sua Igreja e o assunto fica arrumado.

    Agora um aparte/confissão:
    Para mim o maior mistério na CC: a procedência de revelações que, dizendo-se vindas de Deus, falam de coisas claramente anti-bíblicas, como um testemunho contado neste Blog (que não vou especificar para não causar escândalo) nos diz que do púlpito foi falado algo que é uma das características inconfundíveis da doutrina dos Mórmons, que são claramente uma seita demoníaca.

    Quem esteve atento sabe ao que me refiro. Deus nos livre destes espíritos enganadores.
    Oseias ainda hoje tem razão, nós sofremos mesmo por falta de conhecimento…

    De volta à oração.

    Deus a todos abençoe.
    Vitor, CC em Portugal.

    • Pois é irmão Vitor.

      E a constatação de Oséias 4:6-7 traz em seguida um alerta terrível ao Sacerdote responsável indiretamente pela destruição do povo.

      Mas eu lhe pergunto irmão Vitor, quem ensinará o nosso Sacerdote que resiste ao conhecimento ? O povo é reflexo dele e vice-versa, até pq o sacerdote é tirado do povo, já ouviu aquela frase de que o povo tem o governo que merece?

      Tem horas que penso mesmo em largar tudo e servir a Jesus apenas.

      Sobre o que o irmão se referiu acerca dos enganadores, cada passo que damos em direção às Escrituras são vários que damos a nos distanciar do falsos, é o remédio eficaz, é a Luz que denuncia as trevas, o irmão tem demonstrado bom senso nisso, louvo a Deus pela existência de pessoas assim em nosso meio CCB.

      Vamos continuar orando, só uma mudança de paradigmas pode nos tirar desse paradoxo.

      A Paz.

      Claudio (CCB m B, por enquanto)

  49. Estava pensando num trecho da Bíblia onde Jesus foi repreendido por curar aquelas pessoas no dia de sábado. O que não sabiam é que Ele também era Senhor do sábado!os críticos não estavam preocupados com aquelas pessoas; mas sim com a “quebra” da Lei. Achavam que tinha que zelar pela letra , pela Lei e Jesus saiu fora disso por que era Senhor de tudo! Em outra parte quando aquela mulher pecadora beijou os seus pés com lágrimas, e depois os enxugou com os seus cabelos , alguém murmurou: “Se soubesse que ela é uma pecadora…” e assim por diante. Achavam que o Senhor Jesus estava limitado a pensamentos humanos, que queriam impor limites a Sua eterna misericórdia! Hoje Jesus Cristo está sentado à direita do Pai , e tem todo o poder nos céus ,na Terra , sobre o inferno , sobre a matéria e sobre os espíritos. Faz o que Lhe apraz, não existem limites para Ele! Ele é o Autor da Salvação , e terá misericórdia de quem Ele quiser! Devemos nos alegrar com a sua misericórdia , seja ela qual for , até “fora” de nosso entendimento ou para quem for. O tempo Lhe pertence .

  50. Continuação:

    15- SOBRE A MULHER NA IGREJA:
    O que aqueles disseram:
    “Ao defender que a mulher fique calada na igreja, é preciso aplicar a regra ao menos com coerência, proibindo-a de dar testemunhos, fazer orações ou qualquer atividade pública”.

    Bem, das duas uma. Ou eles conhecem a Bíblia somente sob a ótica da sabedoria humana, ou fizeram essa manifestação toda baseada em estudos feitos por quem não conhece os ensinamentos da CCB, e não tiveram o cuidado de confirmar a verdade. Não vou responder a essa dúvida, se quiserem entender o porquê das mulheres testemunharem e orarem na igreja peçam de Deus uma melhor compreensão, e parem de comer comida estragada.

    Uma das mais costumeiras afirmações de quem defende a mulher no ministério é a de que devemos levar em consideração as circunstâncias da época, onde, acredita-se, não possuíam a menor possibilidade de participação na sociedade da época. Eu, particularmente, tenho dúvida quanto a isso. Irmãos, leiam o livro de Gálatas, e vejam que havia mulheres contribuindo para a economia da época; ou pesquisem na Bíblia quem foi a profetisa Débora e qual cargo civil ela exerceu.

    No entanto, o pior erro de quem defende a mulher na liderança espiritual da igreja não é esse, e sim a ofensa que é feita a Palavra de Deus. Ao levarmos a questão para o lado histórico, dizendo que o mandamento Bíblico, cumprido por nós até os dias de hoje, não deve ser levado em consideração, pois foi dado em uma época em que a mulher apenas cuidava dos interesses domésticos, estamos querendo dizer que a Bíblia não foi inspirada por Deus, e os servos de Deus que a escreveram, usaram de sua autoridade para fazer acepção de pessoas e confirmar o seu machismo, ou seja, entende-se que, vista por esse ângulo, a Bíblia é maléfica e discriminatória e, portanto, não deve ser considerada como contendo a palavra de Deus (como Palavra de Deus, o que achar melhor).

    Assim sendo, a mulher não deve exercer cargo de liderança espiritual na igreja, porque primeiro foi formado Adão, depois Eva, e Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.

    16-SOBRE O OFÍCIO E O SUSTENTO PASTORAL:
    O que aqueles disseram:
    “Entendemos que os termos: pastor, Ancião, presbítero, Bispo, Reverendo etc., são semelhantes entre si, sendo adotados por cada denominação o que mais lhe agrada.”

    DEFINIÇÕES:
    PRESBÍTERO: Ancião ou presbítero nas igrejas cristãs primitivas, era cada um dos anciãos aos quais era confiado o governo da comunidade cristã. Hoje se refere a um ministro religioso cuja função varia de acordo com as diferentes denominações.
    PASTOR: Um pastor é alguém que se dedica a domesticar, alimentar ou guardar animais como ovelhas, cabras e outros.
    *Fonte: Wikipedia.

    Bem, por que os servos de Deus da CCB criticam tanto o título de Pastor? Será por que não estudam a sistematicamente a Bíblia, e apenas a leem?

    Pois bem, Jesus Cristo disse que era o sumo Pastor, logo existem subpastores. É correto pensar assim? Eu digo que é. A Bíblia faz várias referências à palavra pastor quando se referia aos servos de Deus que exercia cargo ministerial na igreja, tais como: “lembrai-vos de vossos pastores…”, “obedecei a vossos pastores”, e etc. No entanto, a Bíblia também fala que haverá um só rebanho e um Pastor, e que Cristo é o bom Pastor, e não há ninguém bom, senão Deus.

    Assim sendo, entramos em um grande impasse. O título pastor é ou não é decente aos servos de Deus do ministério? Se compararmos as definições acima com as passagens bíblicas veremos que a palavra pastor era usada, assim como são usadas às referências anjo, líder, mestre, pai da igreja, profeta e etc., para fazer uma alegoria ou uma comparação ao dom que o ministério dever ter para ensinar, corrigir e redarguir a igreja.
    Portanto, na realidade, pastor é aquele que cuida de ovelhas. Alguém reconhecer nos irmãos o dom de pastor é justo, porém os irmãos se auto intitularem pastores é tão indecente quanto alguém se auto intitular profeta, pai da igreja, mestre, anjo e etc.

    Ps.: Outra coisa indecente, no meio evangélico, é um membro de uma determinada igreja, ao dirigir-se diretamente ao líder da sua igreja, chamar-lhe primeiramente pelo título de pastor, e não como “irmão fulano de tal”, desconsiderando o mandamento do Senhor de que não devemos ter distinção entre os irmãos. Isso mostra a vaidade e a cobiça de vanglória desses líderes, pois não ensinam a verdade aos seus membros. É claro que sei que aos presbíteros cabe duplicada honra, mais isso já beira a idolatria.

    Sobre o sustento pastoral só tenho a dizer que em uma sociedade como essa nossa atual, onde há gente que sacrifica seu tempo pessoal para ajudar outras pessoas em nome da caridade, e, muitas vezes, ainda nem conhecem a Deus como nós, chega a ser impedimento ao evangelho nossos líderes receberem salário para cumprir a vontade de Deus, pois não são os filhos que entesouram o pais, e sim o contrário. Sem contar que por receberem sustento financeiro podem não ser imparciais no julgamento dos casos que se apresentarem.

    Deus vos abençoe.

    • Irmão Joao1.

      Concordamos com a Bíblia.

      Sobre sustento do líder 1 Co. 9 diz lá, inclusive vamos contribuir de acordo com o tamanho da responsabilidade do mesmo, tem outras referências que o irmão conhece, aquela que manda agente repartir nossos bens com aquele que nos instrui, fora outros, mas se o irmão não concorda, inclusive não contribui pra isso, acho que melhor nem tocar no assunto, já que não dói no bolso do irmão.

      Com relação à mulher ficar calada, falamos de costume quando nos interessa, mas queria saber apenas 1Co 14:34 que lei mandava a mulher ficar calada, não era de Moisés, ninguem me respondeu.

      Prefiro Deus em Gênesis: Façamos o homem (homem/mulher) à nossa imagem e semelhança, ambos então são imagem e semelhança de Deus, não deve haver qualquer diferença.

      Quanto a chamar Pastor, irmão, irmandade, pelo nome, cada uma faz como quer, sua questão é de opinião formada pela CCB, largue isso irmão.O Senhor Jesus tinha vários níveis de relacionamento, tinha coisas que falava a todos, outras por parábolas e as revelava só aos discípulos, em outras ocasiões só a Pedro, Tiago e João, e em outras somente a Pedro, sem que com isso se traduzisse em discriminação irmão, pura questão administrativa e estratégica.

      Não é assim? Então pq os diáconos não podem falar o conteúdo de suas reuniões nem com as esposas? Discriminação ou aprenderam com a maçonaria? Saiba que tem ensinamento pra isso.

      Com a mesma medida vos julgarão a vós.

      A Paz.

      Claudio (ovelha, CCB m Brás, por enquanto)

      • Irmão Claudio, não seja injusto. Referente aos casos tratados pelo ministério, é verdade que não se pode mencionar em casa, pois são casos que envolvem escandalos na obra de Deus, envolve sentimento. Se fosse um caso em que envolvesse o irmão, iria gostar que vazasse aos quatro ventos?

      • Irmão Claudio, com relação a sua dúvida quanto a lei mencionada em Aos Corintios, sinceramente não sei responder. Não sei se é a lei mosaica, lei local; lei feita por um “zé ninguém” ou etc. O mais importante é saber que a “a mulher deve estar calada na igreja, assim como mandava a lei” veja que ele só faz uma comparação para poder colocar mais ênfase no que Deus lhe dava, e não por causa de tal lei.

        Se o irmão prestar um pouco mais atenção nas Escrituras verá que a justificativa real para tal mandamento é o que eu coloquei na minha postagem acima: “a mulher não deve exercer cargo de liderança espiritual na igreja, porque primeiro foi formado Adão, depois Eva, e Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.” Portanto, não há respaldo Bíblico para desobedecer esse mandamento.

        Agora com relação ao salário dos servos do ministério, sei muito bem que está escrito que não devemos atar a boca do boi que debulha, mas, no entanto, o resumo do que postei foi este: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convém”.

        Deus abençoe.

    • *Correção:
      O livro que refere-se a uma mulher colaborando para a economia local é de Atos, e não o de Gálatas, como havia mencionado.

    • Márcio José Sérgio Ermida disse:

      Títulos, subtítulos, salários ou não, véu, ósculo, fórmula batismal, fórmula de saudação, teologia, estudo bíblico…

      Vai me perdoar quem defende isso como se fosse importante e estratégico na salvação, mas trata-se apenas de coar mosquitos e engolir camelos. A verdadeira e sã doutrina passa “batido” nisso tudo aí. Essas “doutrinas” ganharam tanta importância oral na igreja que se alguém for instado a defender sua fé, vai prontamente defender a igreja. Uma vez me perguntaram se eu não defenderia a CCB, respondi que não, que defenderia minha fé em Cristo. E que se houver erros na CCB que sequer dá para defender baseados na Palavra, então a Bíblia se sobressaia ao que vem como ensinamento ou “na boca do Ancião”. Claro que não entenderam o que eu quis dizer.

      Continuam coando mosquitos e engolindo camelos…

  51. Irmã Regina e demais.

    A nossa caríssima irmã Regina me perguntou se eu li essa matéria:

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/04/fundamentalismo-religioso-e-causa-de-graves-transtornos-mentais.html

    Vou lhe responder por aqui se não se importar.

    Tive contato com essa matéria faz algum tempo, e infelizmente temos produzido esse tipo de fruto entre nós.

    Tenho defendido, até pq trata-se de um fato, que a igreja tem um extrato da sociedade, pessoas de toda origem, classe social etc.

    Creio que existam pessoas com maiores tendências a alguns distúrbios psicológicos, parece que resultado de uma combinação de fatores e o ambiente é um deles, fico por aqui na análise pois é uma ciência da qual não tenho aptidão para ir alem disso.

    O Líder sabe desse fato, e nós (ovelhas) somos animais suscetíveis ao engodo, somos presas fáceis, mansas por natureza, aceitamos tudo calados, daí o cuidado que nosso Senhor Jesus teve ao nos alertar na Bíblia sobre os falsos.

    O líder deve ter extremo cuidado ao abrir a sua boca principalmente no púlpito, pois sabe ele que nós da CCB aceitamos tudo sem qualquer crítica, como vindo de Deus, afinal pouco ou nada sabemos da Bíblia para confrontarmos (a maioria).

    A Psicóloga Dra. Marisa Lobo lançou o livro “Os Psicopatas da Fé”, ela é cristã, desconheço seu ministério, lá no youtube ela faz um breve relato, que trata justamente sobre esse tipo de líder evangélico sem escrúpulos que existem ai espalhados por todas as igrejas.

    Como nos interessa a CCB, testemunhei de perto diversas pessoas que simplesmente abandonaram a esse “deus” que conheceram pela CCB, sequer foram para outras denominações como os do tópico, e destas pessoas soube de todo tipo de justificativa para seus atos, e uma me chamou a atenção:

    “Olha, sai da igreja pq era só prova na minha vida, todo tipo de problemas eu enfrentava quando estava lá dentro, hoje sou feliz, uma sensação de liberdade”.

    Conheci tb e até recentemente, pessoas que foram para outras denominações, mas isso é muito raro na CCB pois todos sabem os motivos, oportunamente tenho vontade de compartilhar com os irmãos o que penso sobre as razões disto.

    Compartilho com os irmãos o culto de ontem, no resumo da palavra e acredito que tem a ver com o exposto acima:

    Fora lido sobre a unção de Davi no livro de 1a. Samuel, como todos conhecem, e na exortação fora mais ou menos assim:

    -A tua vida nem a polícia resolveu, essa noite vou resolver essa confusão na sua vida, nem que for para abrir a sepultura e mandar alguem pra lá essa noite ainda.

    -Teve o clichê “vou pregar o que o espírito me revela” (esse não falta) – vou cicatrizar essa ferida, vou curar agora, vc vai esquecer o seu passado.

    ?

    Fruto que produzimos, vamos continuar orando uns pelos outros.

    A Paz.

    Claudio (ovelha, CCB Min Brás, por enquanto)

  52. Evangelista Cristão NÃO AO DÍZIMO !!

    DÍZIMO………

    O DIREITO DOS SACERDOTES nunca foi de 10%! O dízimo todo era para ser distribuído entre:
    Pobres, viúvas,órfãos, levitas, e estrangeiros
    Entendemos que os sacerdotes estão incluídos entre os “levitas”, veremos que a esse grupo (levitas + sacerdotes) caberia 1/5 do dízimo total arrecadado, ou 2% da oferta do dizimista. Isso não ocorre hoje.
    O “sacerdote,” Pastor, etc fica com os 10%.
    Os músicos, porteiros, guardas etc. nada recebem.
    Se a Lei for seguida à risca, ao sacerdote cabe apenas 0,2% do total dizimado, porque isto é 10% do dízimo dos levitas (o dízimo dos dízimos);como os levitas receberiam, pela conta acima, 1/5 de 10% (=2%), os sacerdotes receberiam 0,2% do total “dizimado”.
    Entretanto, Deus é justo e reservou aos sacerdotes da Velha
    Aliança não os dízimos, mas toda a oferta de primícias! Quando havia algum dízimo “extraordinário”, aos sacerdotes cabia apenas 0,2% e aos levitas 2%! Veja Números cap. 31:25-31, 47.
    Números cap. 18 determina a porção dos levitas. 1 Crônicas 23:2-4 mostra:
    havia 38.000 levitas, sendo 24.000 trabalhando fora do Templo, 6.000 servindo como oficiais e juízes, 4.000 porteiros e 4.000 “músicos”. E só os levitas que estavam em serviço recebiam os dízimos.
    Na igreja de Atos não havia levitas. Não há levitas hoje.

    Dar o dízimo em dinheiro ou cheque está errado e fora do mandamento!
    O DÍZIMO era pago em produtos agrícolas colheitas, frutos, cereais e outros, animais como bois, cabras e ovelhas);nunca em dinheiro. Somente quem trabalhava com esses produtos agro-pastoris estava sujeito entrega do dízimo.

    Industriais e profissionais como carpinteiros, artesãos, fabricantes de tendas etc. não eram obrigados a entregar o dízimo, assim como pescadores, caçadores etc.
    Judeus residindo fora de Israel estavam isentos da taxa,pois o dízimo ordenado pela Lei do Velho Testamento é um sinal de gratidão pela prosperidade que vem de Deus para a Terra Prometida. Deus é quem abençoava a terra, e o fruto da terra era ofertado sob a forma de dízimo.
    Somente quando o produto a ser dizimado não podia ser transportado por ex., animais levados a longa distância. Assim o animal era vendido e o dinheiro, após ser trocado no recinto do Templo, era entregue, ou então comprava-se outro animal pelo mesmo preço.
    Esse câmbio foi condenado por Jesus por ser razão de usura e exploração dos cambistas.
    E as ofertas em dinheiro não faziam parte nem da Lei! O gazofilácio citado várias vezes no Novo Testamento, oferta da viúva, do fariseu etc. era para quem quisesse contribuir com a reforma do templo.
    No tempo de Jesus o Templo estava em reforma, e o gazofilácio (caixa de ofertas) (não caixa do dizimo) permanecia.

    Nada justifica dízimos em dinheiro que hoje se verifica nas igrejas.
    Nas comunidades cristãs do Novo Testamento, não existia dizimo,mas, as OFERTAS VOLUNTÁRIAS (o que a mão direita fizer a esquerda não saiba). Ofertas em dinheiro e bens eram aceitas para ajudar os irmãos necessitados, entre outras despesas. Nunca iam para os salários dos apóstolos. (SACERDOTES E LEVITAS JÁ NÃO EXISTIAM APÓS CRISTO RESSUSCITAR).
    CONCLUSÃO – As janelas do céu em Malaquias 3:10,11 são literais, Deuteronômio 28:12 e Salmos 104 e 147. Trata-se das bênçãos celestiais em forma de chuva para bom rendimento da lavoura e da pecuária.
    O devorador citado em Malaquias 3:11 não deve ser alegorizado. O devorador não é você ficar doente e gastar dinheiro na farmácia, nem o conserto do carro.
    E o devorador, cortador, migrador e destruidor citados em Joel não têm nenhuma relação com este de Malaquias. Esses destruidores em Joel referem-se à destruição de Israel pelos inimigos – profecia cumprida em parte na exílio da Babilônia .
    O dízimo foi destituído de lei pela Graça de Cristo.
    “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria.” 2 Coríntios 9:7
    Temos liberdade para decidir com quanto desejamos contribuir financeiramente para pagto de luz, água, tel., mat. de limpeza, construções , atendimentos dos necessitados e tragédias.
    Em Cristo estamos livres das ordenanças da Lei, mas, (COMPROMETIDOS) no Seu amor!

    “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens” Colossenses 3:23
    Na assembléia de Jerusalem, 15 atos, não citou a continuidade do dízimo. Se é para continuar o dízimo teremos que cumprir toda lei.
    A maioria das igrejas tem cadastro com nomes e, qual valor o membro deverá dar.
    Quando não dá (ALGUNS) pastores os chamam de ladrão de Cristo !!

    Evangelista Cristão, VALIDANDO A MORTE DE CRISTO!!

  53. Evangelista Cristão sobre mulher estar calada na igreja

    A mulher nos cultos não poderá ensinar, ou seja, pregar, etc.

    A mulher poderá; Chamar hinos, (Para o povo louvar a Deus). Orar, (pedindo pelo povo), Contar maravilhas alcançadas, (AGRADECER).

    Sobre profetizar, elas poderão quando Deus quiser usar delas, fora da igreja.

  54. Irmãos.

    Chegamos a um consenso.

    Os irmãos do tópico resumiram bem a situação em que se encontra a nossa CCB, vamos rogar orações aos fugitivos e orar por eles tb.

    A Paz.

    Claudio (ovelha, CCb min Brás, por enquanto)

    • Márcio José Sérgio Ermida disse:

      Irmão Cláudio,

      No meu trabalho tem um irmão de outra denominação que era da CCB. Passou dez anos de prova quando estava na CCB, e as únicas visitas que recebeu eram para dizer que era culpa da TV ou coisa parecida, nunca para encorajar. Disse que um dos filhos quando era menor chegou da RJM dizendo que não ia mais. O pai quis saber por que, o menino respondeu que o Coop. de Jovens só falava irado e colocava medo na criançada, ou nessa criança especificamente.

      Depois que foi para outra denominação, disse que sua vida mudou radicalmente para melhor. Inclusive, oramos juntos e em pé em algum lugar reservado, quando dá tempo…

      Curiosidade: já ouviu o testemunho da irmã nossa que não conseguia se curar da sua enfermidade, e Deus falava na exortação que ia curar? Então, ela foi orar com um pastor de outra denominação, e foi curada, mas depois analisando os seus examos (câncer), o médico mostrou num canto (dizem que numa radiografia) o número 666. Tiveram dificuldade em me contar, porque sabiam que eu ia falar que era história da carochinha. E falei.

      Deus nos abençoe a todos, e coloque em nós o valor da verdadeira e salvífica sã doutrina!!!

  55. Márcio José Sérgio Ermida disse:

    Queria saber, realmente, qual o problema de se ter salário, título de pastor, pagar dízimo, não usar véu, orar em pé, estudar teologia, mulher pregar ou tocar instrumento, etc?

    O que vai acontecer realmente?

    Onde fala na Bíblia que Deus realmente não se agrada dessas coisas?

    Onde está escrito que a denominação que praticar tais “doutrinas” perde a salvação, enviando seus membros para o inferno?

    Onde, pelo amor de Deus, está escrito que a CCB (ramificação da obra de Deus fundada em 1910) possui a primazia da salvação, ou que haveria um dia uma igreja assim?

    Em que se baseia o ministério para proibir irmãos de conversarem sozinhos ou pegarem carona com outras irmãs, induzindo todo mundo a pensar que um ato desse é um passo para pecar? (tema da minha última discussão, que vou procurar evitar ter a partir de agora…)

    Quem ensinou, ou onde está escrito, que estudar a Bíblia é sabedoria humana, e que isso afasta o Espírito Santo de Deus?

    Antes que me esqueça, mais uma vez venho conclamar os irmãos a entrarem no site http://www.portasabertas.org.br e participarem do Ministério Portas Abertas, na luta em prol de nossos irmãos, pastores e pastoras, dizimistas, assalariados ou não, de outras denominações que são perseguidos, presos, torturados e mortos em países intolerantes. E dia 26/05 é o DIP, Domingo da Igreja Perseguida.

    PS: Tenho certeza absoluta que o Portas Abertas lutaria e ajudaria QUALQUER irmão nosso da CCB caso se encontrasse em situação de risco num desses países, mesmo sabendo que a CCB é sectarista e exclusivista por conta de coar mosquitos e engolir camelos, por causa dessas “importantíssimas doutrinas” impostas como salvíficas e separadoras dos “bodes” de outras denominações!

    Irmão Márcio (CCB m B, por enquanto, hehe), mostrando que o amor deve ser uma via de mão dupla, e que a salvação não depende de doutrina de igreja, vai muito além disso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: