É ler para crer!

A resposta do reverendo

rev Hernandes Dias lopes presbiteriana igreja

Reverendo Hernandes,

Sou membro da Congregação Cristã no Brasil, que tinha segundo a revista Defesa da Fé do Instituto Cristão de Pesquisas – ICP, uma declaração de fé “inquestionável”. Mas recentemente a CCB fez alterações no seu credo doutrinário incluindo a palavra “contendo” no primeiro artigo, passando a declarar que a Bíblia contém a Palavra de Deus. Tenho combatido muito esta afirmação no meu blog BEREIANO, mas muitos são a favor dizendo que não muda nada. Pergunto: A Bíblia é, contém ou, é e contém ao mesmo tempo, a Palavra de Deus?

***

Ricardo,

Esta expressão “a Bíblia contém a Palavra de Deus” é bartiana*. Esse é o pensamento neo-ortodoxo. Certamente a Bíblia É a Palavra de Deus. (João 17:17).

Hernandes

Em 09 de fevereiro de 2013.

*bartiana – ou teologia “dialética” de Karl Barth.

resposta hernandes

Anúncios

Comentários em: "A resposta do reverendo" (65)

  1. Constantino disse:

    Há um concenso de que a expressão “a Bíblia contém a Palavra” é relacionada a teologia de Karl Barth que diz que a revelação é superior a Bíblia.
    No blog de um ferrenho defensor da mudança do nosso primeiro ponto de doutrina (Romário – apologiadidacheccb.blogspot.com ), ele insiste que em nosso caso não há relação alguma, e até menospreza (com deboches) quem insiste em dizer que essa modificação está relacionada com essa teologia.

    Ora, se o tópico anterior estava certo, pra que fazer uma modificação utilizando um termo (a Bíblia contém) que sempre é relacionado com uma teologia tão controversa como a de karl Barth?

    O pior, é que o irmão Romário ainda disse que essa modificação foi uma revelação que trouxe uma verdade mais clara ainda do que a anterior. Seria o Espírito Santo de confusão? Seria a pessoa que fez essa modificação tão despreparada a ponto de não saber que utilizar o termo “a Bíblia contem” levaria as pessoas a relacionar com a tese de Barth?

    • bereiano disse:

      Eu ainda não pesquisei sobre este teólogo, mas suponho que Teologia “dialética” venha de “diálogo”, ou seja, talvez esteja aqui o nascimento da idéia que a Bíblia conteria a palavra ou mensagem humana e diabólica.

  2. Constantino disse:

    Aliás, o Mário Persona, que tem um site MUITO conhecido com respostas a perguntas feitas sobre a Bíblia, também condenou essa modificação. Veja:

    “Você disse que sua denominação acaba de mudar a declaração de fé, alterando de “…a Bíblia É a Palavra de Deus…” para “…a Bíblia CONTÉM a Palavra de Deus…”. Não é de surpreender que tenham feito isso, pois a cristandade como um todo caminha rumo à apostasia, que é o abandono da verdade, e obviamente isto está sendo feito em doses homeopáticas, uma mudança a cada dia, para que o engano possa ser assimilado por aqueles que seguem suas doutrinas. O que fazer num tempo de apostasia e erro? Apartar-se de toda iniquidade, e quando a Palavra de Deus fala de iniquidade, é bom lembrar que não existe maior iniquidade do que o abandono da verdade das Escrituras.”

    http://www.respondi.com.br/2013/02/a-biblia-e-ou-contem-palavra-de-deus.html

  3. Bereiano.

    Louvável sua busca, todavia sinto pela resposta do Reverendo, torci para que ele respondesse o contrário.

    Sugestão, pergunte ao Pr Silas Malafaia, vai que ele diz que a Bíblia contém, ai finalmente lançarão o hinário 5s já corrigido o ponto de doutrina.

    No aguardo dos comentários dizendo que está se valendo de assalariados para fundamentar suas teses.

    A Paz.

    Claudio (CCB min Brás por enquanto)

  4. Perfeita colocação do Reverendo Hernandes. Eu adicionaria além da parte de João 17:17 (“a tua palavra é a verdade”), também a parte abaixo:

    “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; 2 Timóteo 3:16”

    A Bíblia é a Palavra de Deus. Ela é a mensagem que o Espírito Santo nos deixou. Não há outra mensagem!

    Tem gente ainda que acha a Bíblia “Letra morta” e que é necessário “algo a mais” para dar vida aos textos da Bíblia. Meu Deus!!!

    Por isso tenho refutado e continuarei a refutando o novo hino 401 (Revela Teu Querer) no hinário 5. Tem gente insatisfeita com a Bíblia e querendo mais revelações eternas. Não haverá mais revelações eternas além do arrependimento dos nossos pecados e salvação das nossas almas através do sacrifício de Cristo. NÃO HÁ OUTRO PLANO ETERNO!!!

    Quer quiser ler:
    http://blogdoirlandes.blogspot.ie/2013/02/hino-contrario-aos-ensinamentos-da.html

    “Mas, ainda que (…) um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.” (Gálatas 1:8)

    Que Deus abençoe a todos.

    Em Cristo,

    Henrique

  5. “Vão dizer que a resposta do reverendo não vale, pois ele não é desta “graça”.

  6. A Biblia é um Livro completo, onde foi juntado todos os demais Profetas, Toda a Pala nela um dia foi inspirada pelo Espirito Santo a algum dos homens de Deus. Não posso contarditar aos que acham que nela contem a Palavra de Deus, pois é uma afirmativa! Tão pouco discordo que a Biblia é a Palavra de Deus, pois é um Livro Cristão encerrado nos ultimos versiculos do Capitulo 22 de Apoaclipse, quem tirar alguma Palavra deste livro sera tirado a Parte dos frutos da Alvore que é as Promessas de Deus, quem acressentar alguma coisa sera acressentado as pragas que nela existem, portanto as duas considerações não esta errada, porem não deviam mexer no que estava certo até o momento Paulino

  7. Acho que o que aconteceu, com respeito a essa “revisão de cláusula doutrinária” foi uma atitude de desleixo por parte do Brás, que não percebeu a importância desse “folheto”.

    Por isso dou os parabéns a este e outros espaços que ousam questionar a forma pela qual determinadas questões são tratadas pela CCB: que no futuro muitos de vós sejam anciães e cooperadores, chegando a postos altos e renovando uma denominação que precisa de orientação qualificada para seu crescimento espiritual.

    • Caro Fábio.

      Infelizmente, esses que questionam, dificilmente chegarão a um posto de ancião ou cooperador, que é reservado aos que aceitam sem qualquer resistência todas ordenações da cúpula, é assim.

      A Paz.

      Claudio (CCB min Brás por enquanto)

  8. Paz de Deus com todos.
    Também fiz a mesma pergunta para o irmão Hernandes:

    “Caro Pr. Hernandes, a Paz do Senhor.
    Meu nome é Wescley e sirvo a Deus na Congregação Cristã no Brasil.
    No ano de 2013 vai ser disponibilizado o hinário de louvores e suplicas a Deus número 5.
    Verifiquei que no final do hinário novo (número 5), houve uma modificação no ponto de doutrina número 1, com a inclusão de uma palavra. Observe abaixo:

    Hinário número 04

    Nós cremos na inteira Bíblia e aceitamo-La como infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é a única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d’Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 1:21; II Tim., 3:16,17; Rom., 1:16)

    Hinário Número 05

    Nós cremos na inteira Bíblia Sagrada e aceitamo-La como contendo a infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é a única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d’Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 1:21; II Tim., 3:16, 17; Rom., 1:16)

    Houve a inclusão da palavra CONTENDO.
    Tenho um entendimento formado sobre essa mudança. Contudo, desejo também ouvir uma opinião do irmão que é comprometido com Deus e com Sua poderosa palavra.
    Deus abençõe em Cristo neste novo ano (2013) e aguardo resposta”.

    Segue resposta abaixo

    Wescley,
    Essa é uma posição barthiana. É a ideia de que a Bíblia não é, mas contém a Palavra de Deus. Não é uma boa mudança. Contraria o que Jesus disse em João 17.17.
    Hernandes

    Também achei sólida a argumentação do irmão Mario Persona, onde parte da argumentação transcrevo abaixo:

    “…Veja o que o próprio Jesus diz de TODAS as Escrituras (no caso o Antigo Testamento):

    luc 24:44-45 E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos. Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras.

    Aqui ele chama a lei, os profetas e os Salmos de “as Escrituras”. Ele disse que esses livros SÃO as Escrituras, não que CONTÉM as Escrituras, e obviamente “Escrituras” aparece como sinônimo da Palavra de Deus. Mas onde Jesus chama de Palavra de Deus as Escrituras? Ao referir-se aos mandamentos ele disse:

    Mar 7:13 Invalidando assim A PALAVRA DE DEUS pela vossa tradição, que vós ordenastes.

    A Palavra de Deus chega até nós na forma escrita e é sancionada pelo próprio Senhor, que considerava TODAS as Escrituras do Antigo Testamento (“a lei de Moisés, os profetas e os Salmos”) como a Palavra. Ele nunca disse que esses livros “continham” a Palavra, mas que eram a Palavra”….

    Continuemos combatendo essa mudança herética, sempre convictos que a Bíblia Sagrada é a palavra de Deus revelada pelo Espírito Santo, sendo nossa autoridade em matéria de fé e salvação.

    Deus abençõe.

  9. Gente a “ordem não altera os fatores”.

    • bereiano disse:

      Dani, não entendi. Poderia exlicar melhor o que quis dizer?

    • Não altera os fatores. Isso é regra da matemática, ciência exata que não permite duas interpretações para o mesmo problema. Diferente de doutrina bíblica, que possui muitas interpretações, e nestas interpretações há lacunas utilizadas por satanás para enganar até os excluídos.
      Ou é ou não é.

  10. Bereiano.

    Mais uma vez, com sua licença gostaria de responder à irmã S.Maria, ao Eugenio e a todos que interessar já que tem relação com o tópico tambem.

    Comentário da Irmã S.Maria (copiado de outro tópico já encerrado):

    Irmão Claúdio:

    Concordo que devemos examinar as Escrituras. È um dever do cristão. Bem , agora quanto ao estudo bíblico (interpretação) de alguns textos é problema. Vou dar um exemplo entre muitos:
    Genesis cap. 1 : A criação da Terra por Deus. Até aí tudo bem!
    Capítulo 3: A tentação de Eva e a queda do homem. “… ora a “serpente” era a mais astuta que todas as alimárias do campo que o Senhor tinha feito” No texto diz que essa “serpente” teve uma “conversa” com Eva. Como foi possível isso? Uma “cobra” falando com a mulher? !”Comer do “fruto da àrvore” do jardim vossos olhos serão abertos” Que fruto seria esse? Como pude observar trata-se de um texto simbólico. Mas, qual a “verdadeira” interpretação? Na minha humilde opinião o “problema” está na interpretação destes símbolos. O que eu já li de interpretação referente a esse capítulo 3!? Uma diferente da outra…

    Agora lá no cap.6: A corrupção geral do gênero humano.

    E aconteceu como os homens começaram a multiplicar na face da Terra , lhe nasceram filhas. Viram os “filhos de Deus” que as filhas dos”homens” eram formosas, e tomaram para si mulheres. Quem eram os “filhos de Deus”? Já li várias interpretações a respeito dessa parte também.
    Sem falar em Daniel , Apocalipse etc…

    Irmã S. Maria.

    Ao interpretar as Escrituras dessa forma, vc acabará chegando nas seguintes indagações:

    Como que do pó se formou um ser humano? Mas como Adão conseguiu dar nome a todos os animais, quanto tempo ele levou pra isso? É possível fazer outro ser humano a partir de uma costela do outro?

    CONHEÇO uma irmã, muito próxima a mim, crente desde que nasceu rs, o pai é diácono, ela sempre esteve na igreja, batizada, uma pessoa acima de qualquer suspeita, então, ela diz que acredita na teoria da evolução, acha que é possível que o homem tenha vindo do macaco mesmo, e não crê que Matusalem tenha vivido 969 anos, acha que aqueles números da Bíblia estão equivocados.

    Conversar com essa irmã dá gosto, está sempre na igreja, quando não vai sente falta, diz que sente necessidade de Deus falar com ela, etc, era organista, hoje acho que não toca mais por conta de alguns compromissos que conflitam – nada referente à disciplina da igreja -, tem aquela carinha de humilde, religiosa, enfim, Deus conhece mais o coração dessa pessoa.

    ****** De tanto atacarem a Bíblia, que “Contém” ao invés de “É” a palavra de Deus, só pode dar nisso !

    Isso pode continuar assim irmã? Seja franca.

    Julgando a irmã? Não, apenas disse do que conheço, vejo e ouvi da própria irmã falando isso.

    Gênesis:

    Prefiro ficar com aquela mensagem de que – No início criou Deus os céus e a Terra -, pra saber da importância de se começar tudo com Deus, com Ele no início das coisas é melhor.

    Todos se lembram do pecado de Adão, curioso é nos esquecermos sobre o relacionamento dele com Deus, fico imaginando Deus perguntando a Adão que ele tinha dado a esse ou aquele animal, imagine o diálogo, que proximidade eles tinham, como seria importante a obediência à Deus, apesar de tudo parecer bom por ali, Deus ainda tinha mais, viu que não era bom o homem estar só, lhe deu uma companheira, veja,
    Deus tem sempre mais, quer sempre melhorar sua vida, pq alguns tentam limitar o poder a ação de Deus?

    Daniel:

    O livro de Daniel você o interpreta e lê junto com Apocalipse, mas ai irmã, está começando pela feijoada, vai no arroz com feijão primeiro.

    A CCB precisa começar a ensinar Bíblia para a irmandade, tem que parar de achar que Apocalipse não tem interpretação, que a Bíblia é simbólica, é difícil etc, tem que começar, a maior distância em se percorrer uma jornada está no primeiro passo, tem que ser dado, não pode deixar a criança passar sua infância, juventude, mocidade, velhice sem saber a base do Evangelho que é a Palavra de Deus, pra mim a Bíblia.

    Se você passar toda sua vida lendo Gênesis, de lá vc tira inúmeras lições para sua vida, não posso crer que exista algum crente precisando de mais do que a Bíblia nos dá para herdar a vida eterna com Deus.

    Revelações:

    Queridos irmãos, da próxima vez que algum irmão disser que Deus o revelou isso ou aquilo sobre você, pergunte a ele o que é exatamente, especificamente o problema seu que Deus revelou a ele e não a você que era o interessado, e se por um acaso lhe disser que “Deus está contigo”, das duas uma, você tanto pode dizer que isso tá na Bíblia faz horas, ou responda como Gideão fez.

    E muito cuidado ! Lembrem-se que certa vez Jesus chamou a Pedro de SATANÁS, isso mesmo de SATANÁS, então muito cuidado com revelações, seja um Bereiano e compare as palavras pra ver se de acordo com as Escrituras que são a Palavra de Deus.

    ***** Ao irmão Eugênio:

    Que me questiona se é o Espírito Santo quem me revela a interpretação que faço da Bíblia.

    Irmão Eugênio, me responda primeiro se o batismo de João era do céu ou dos homens, o irmão me respondendo eu tb responderei à sua pergunta.

    A Paz do Senhor.

    Eu queria escrever menos.

    Claudio (CCB min Brás por enquanto)

  11. E o ponto 2 ninguém vai falar nada?

  12. “Bere”.

    Quiz dizer o seguinte em relação a minha fé, quando trocamos os fatores de lugar, o resultado, ou seja, o produto é o mesmo! Então isso se usa, quando queremos explicar algo que tanto faz, fazer de uma maneira, como de outra, vai acontecer ou o resultado é o mesmo! ou seja da forma que esta escrito a minha fé em Deus e o que está escrito na biblia vai continuar a mesma coisa, na minha vida não alterou nada.Tendeu?

    • bereiano disse:

      Dani,
      Minha fé não mudará (e nem pode) por causa disso, mas não é a mesma coisa dizer que a Bíblia é ou contém a Palavra de Deus.

  13. Constantino disse:

    O irmão Daniel Kauphan (Romário Cardoso) que diz que não lê comentários em outros sites ou links, com as informações de uma página na internet, disse que para o teólogo KArl Bart a Bíblia é a Palavra de Deus. Vejamos:

    “A partir deste pressuposto, a Palavra e as ações de Deus nunca podem ser identificadas com palavras humanas ou eventos históricos registrados na Bíblia, mas devem ser transcendentais. A inspiração verbal seria teologicamente irrenunciável, na medida em que a Escritura testemunha a Cristo, o “verbo” divino. A inspiração literal, no entanto, deveria ser rejeitada como tentativa de dar uma garantia miraculosa para o testemunho da Escritura… A Palavra pregada e escrita (a única que ultrapassa o abismo entre Deus e o homem) nada mais faz além do que apontar para a verdadeira revelação divina, a saber, a palavra de Deus em seu sentido absoluto e transcendental… Barth afirmou que reconhecer a autoridade da Escritura é uma questão de confissão, porque “se não estamos para desistir de nossa fé temos que crer no milagre da graça” (CD, I/2, p. 598)… A autoridade da Escritura não é uma possessão em si mesma, nem mesmo uma dádiva outorgada pelo próprio Deus. A Escritura tem autoridade porque o próprio Deus a toma e fala através dela… A PALAVRA DE DEUS NOS CONFRONTA NA ESCRITURA SAGRADA, MAS A ESCRITURA NÃO É, NO SENTIDO VERDADEIRO, PALAVRA DE DEUS – É APENAS TESTEMUNHO DELA E APONTA PARA A ETERNA PALAVRA DE DEUS.[1]”

    Fonte: http://www.monergismo.com/textos/biografias/barth_franklin.pdf

  14. Constantino disse:

    Se fizermos uma busca no google, teremos um material farto que comprova que para Barth, apesar de inspirada por Deus, a Bíblia (Escritura) não é a Palavra de Deus. Fora isso, achei em um blog um texto interessante que mostra os perigos de utilizar essa teologia de Barth. Vejam só:

    TODO seguimento evangélico, piores conseqüências teria o Cristianismo, haja vista o mal que já tem sido notado, como por exemplo:
    1) o testemunho cristão colocado em risco, comprometendo a apologética;
    2) a fé cristã igualada a mero esoterismo para aqueles que ainda não tiveram um experiência de conversão (obs: conversão ao Senhor Jesus e não a um seguimento cristão denominacional);
    3) a ênfase ao encontro subjetivo caracterizado pela frase “quando nos subjugar!” da faceta existencial do seu defeituoso conceito de inspiração.

    Fonte: http://blogdoprrobsonoliveira.blogspot.com.br/2010/10/karl-barth-e-doutrina-da-inspiracao.html

    Quem é membro da CCB, sabe que é muito comum em nosso meio, colocar a Palavra de Deus pregada acima da Bíblia (Escrituras). Prova disso, é que muitos de nós gabamos de ter a revelação enquanto outras denominações pregam pela Letra. É comum até ouvir que na CCB o pão é quentinho e nas outras denominações é pão amanhecido. Chegamos ao cúmulo de ouvir coisas do tipo “a Letra mata e o Espírito vivifica”.

    Tais expressões comuns em nosso meio provam que há uma cultura de colocar Palavra Pregada acima das Escrituras (Bíblia). O irmão Daniel Kauphan tenta a qualquer custo encobrir coisas desse tipo para defender sua denominação. É melhor defender a Palavra de Deus.

    • bereiano disse:

      Karl Barth o pai da teologia “dialética” que ensina que a Bíblia contém além da Palavra de Deus, a palavra e a mensagem do diabo, ensinando que o Diabo fala pela Bíblia. Veja por onde estamos seguindo, precisamos urgentemente abandonar esta crença que a Bíblia contém a Palavra.

  15. Não mudou nada. Continuamos crendo inteiramente na Bíblia como Palavra de Deus.Vejo essa alteração, no ponto 1 de doutrina, apenas como uma correção gramatical que não muda a interpretação. Vejam: “Nós cremos na inteira Bíblia Sagrada e aceitamo-La como contendo a infalível Palavra de Deus”.
    Se acreditamos que a Bíblia ( biblioteca portátil) é um recipiente e que esse recipiente contém 100%( pois está escrito inteira Bíblia, e não apenas Bíblia) da Palavra de Deus, logo a Bíblia é a Palavra de Deus.

    Exemplo:

    “A Bíblia é a Palavra de Deus”: interpretação figurada da frase, chamada de metáfora pela língua portuguesa.

    “A Bíblia contém a Palavra de Deus”: sentido literal da frase, verdadeiro.

    • Irmão João,
      Vejo que o caro chega “atrasado” à discussão.

      Este assunto já foi exaustivamente discutido por este “mundo” das redes sociais:

      Se contém, não é.
      Se é, não contém.

      Podemos (e devemos) aprimorar a redação dos nossos escritos sempre que possível, mas nunca de modo a facilitar a entrada a credos heréticos. O que antes era estanque agora foi tornado permeável.

      Senão veja,
      – No ponto 1 de repente passamos de Cristãos Evangélicos ortodoxos para potencialmente neo-ortodoxos “Barthianos”, conforme exposto pelo irmão Constantino. Esses “Barthianos” acreditam que a Bíblia não é a palavra de Deus e que a revelação esotérica no acto litúrgico pode, caso ocorra, revelar algo que não esteja de acordo com as Escrituras e ser recebido como autoridade na Igreja. Esta posição é herética.

      – No ponto 2, de repente passamos de Cristãos Evangélicos ortodoxos para potencialmente sabelialistas/unicistas/modalistas. Estes últimos não acreditam que Deus Pai, Jesus Cristo, e o Espírito Santo sejam 3 pessoas distintas, mas sim uma revelação/manifestação de Deus de 3 formas diferentes, como se Deus pusesse uma máscara e se apresentasse agora como Deus, daqui a pouco como E.S. e mais tarde como Jesus. Esta posição é herética.

      Não quero dizer que foi isto que motivou a alteração, mas apenas que permeou a nossa Igreja a pensamentos que causam dúvidas legítimas a quem defende o Cristianismo bíblico.

      Pense assim irmão,
      A redação dos 12 pontos de doutrina do hinário 4 está assim desde a sua origem, em 1927. Esteve mal redigida durante estes anos todos? E agora, está certa?

      Aproveito para informar que ontem durante a reunião semanal da Administração da CC em Portugal questionei os Anciães da minha comum congregação, que muito amável e cordialmente (como aliás é a sua habitual conduta) me disseram que se iriam inteirar acerca destas alterações junto da cúpula ministerial da CC no Brasil e posteriormente me contactariam para explicar o motivo das alterações.

      Mantenhamos o fervor na oração, há homens muito honrados e humildes no ministério que não fazem a mais pequena ideia do porquê destas alterações e têm de ser acompanhados pelas nossas orações.

      Deus colocará todas as coisas no seu devido lugar, é preferível que o faça usando-se de nós, ao invés de o fazer por cima de nós.

      Deus a todos abençoe,
      Vitor

    • bereiano disse:

      O que tenho visto é que os irmãos tem o raciocínio lógico sem o conhecimento teológico.
      Quando tentamos definir a Bíblia sem o segundo parâmetro, incorremos na aberração que muitos estão proclamando.

      Existe a POSIÇÃO LIBERAL na qual se diz que a Bíblia “contém” a Palavra de Deus. O liberalismo teológico não crê na inerrância, na infabilidade e na completude da Bíblia. Trata a Bíblia como um produto das intenções do homem, por isso a verdade que encontramos na Bíblia é relativa, então para chegarmos à uma verdade absoluta é necessário “revelações extra-bíblicas”.

      Existe a posição ou pensamento NEO-ORTODOXO que diz que a Bíblia “torna-se” a Palavra de Deus. Essa corrente teológica também diz que a Bíblia contém a Palavra de Deus, e que só virá a ser Palavra de Deus somente quando a pessoa tem uma experiência com Deus, ou seja, para o crente ela é mas para o incrédulo a Bíblia não é Palavra de Deus. Também segundo os neo-ortodoxos quando proclamada solenamente (pregada) por uma pessoa de ofício ministerial a Bíblia é Palavra de Deus. Então a experiência pessoal com Deus só ocorrerá mediante a pregação.

      O pensamento ou POSIÇÃO ORTODOXA proclama a Bíblia como a palavra de Deus. Nós ortodoxos cremos na infabilidade, inerrância, completude, supremacia e na total inspiração das Escrituras. A Bíblia é Palavra de Deus porque foi feita assim, não precisando de ser aceita, pregada ou experimentada para se tornar em Palavra de Deus. Ela é Palavra de Deus tanto para o crente quanto para o incrédulo. ela é sua própria intérprete. A Bíblia não se transforma, mas pela simples leitura, vidas podem ser transformadas. Nela está toda a revelação de Deus e toda a necessidade do homem.

      Seja o nosso falar Sim, SIM e Não, NÃO. Não há como conciliar duas ou trÊs declarações. Não se pode dizer que a Bíblia é e contém a Palavra de Deus. Como dito acima: SE CONTÉM, NÃO É; SE É NÃO CONTÉM.

      Não podemos dar primazia à pregação, esta pertence à Bíblia, porque a pregação está sujeita e condicionada à Bíblia e não o contrário.

      Portanto, apenas uma declaração é verdadeira: A BÍBLIA É A PALAVRA DE DEUS.

  16. Caro irmão João,

    Interessante o seu raciocíonio, o ministério poderia esclarecer isto a todos, não?

    Aproveitanto, seberia o motivo da palavra bíblia ser retirada do hinário?

    Em Cristo,

    • bereiano disse:

      Uma coisa tenho percebido dos que aceitam que a Bíblia contém a Palavra de Deus: Dizem crer inteira Bíblia, mas somente aqueles que professam que ela “É”, é que confiam na sua inerrância, completude e supremacia.

      Aqueles que são favoráveis à mudança não conseguem explicar ou justificar porque houve necessidade de editar os artigos. Não conseguem responder onde estavam quando era professado que a Bíblia ERA a palavra de Deus. Porque se defendem a redação editada, haveriam de combater a original.

      • Exatamente Irmão Ricardo,

        Mas reitero que , o que me causa mais estranheza é a inesistência de uma justificativa OFICIAL, por parte do Ministério e/ou Administração, referente a revisão dos tópicos, assim como está sendo feito, pelos encarregados de orquestra, referente a modificação nos hinos, pelo menos no tocante a parte musical. Explicar! è o que falta, este “lulismo” que paira em alguns anciões nos dá sentimento de confusão e falta de comunicação.
        Amado, a inerrância, completude e supremacia das Escrituras Sagradas devem ser intransigentes.
        Resumindo tô contigo!
        Só, acho que não posso provar o que não quer ser enxergado!

        Que Deus continue te abençoando,

        Grande abraço,

        (Obrigado pela visitiha lá no meu blog)!!!

      • Sim Bereiano.

        Não explicam onde estavam quando corretamente a Bíblia era qualificada como sendo a palavra de Deus.

        É que para estes, tanto faz, pode até no hinário 6 dizer que a Bíblia NÃO É a palavra de Deus que a fé destes não irá se abalar, curioso não é?

        Acredito que demora até dizerem que a Bíblia NÃO É a palavra de Deus, mas dizer que ela “contém” já é um começo.

        Nossa luta é contra as potestades que astutamente vão se chegando.

        A Paz do Senhor dos Exércitos.

        Claudio ( CCB Min Brás por enquanto)

  17. Queridos irmãos, não vejo motivo para tanta discussão. Ao que parece os irmãos estão tão influenciados por livros e revistas teológicas que não conseguem interpretar a frase. Vejam bem o que está escrito antes do contendo: “nós cremos na inteira Bíblia”. Ou seja, não deixamos de crer na Bíblia em sua totalidade, cremos 100%.Se cremos na inteira Bíblia, logo cai por terra o argumento de que, sendo redigido com o vocábulo contendo,passará a idéia de que a Bíblia pode não conter somente a Palavra de Deus, mas outras, cabendo a nós determinarmos o que é e o que não é a Palavra Inspirada por Deus.

    Língua Portuguesa:

    “A Bíblia é a Palavra de Deus ” estava no sentido figurado, metafórico.
    ” A Bíblia contém a Palavra de Deus” está no sentido literal, denotativo ou verdadeiro da linguagem.

    Agora, claro, percebi também que foram alterados alguns hinos, trocando a palavra “Bíblia” de sua escrita pelos vocábulos “Palavra e Cristo “. Muitos acham que é para exaltar a Palavra do púlpito. Mas, o que muda isso. Diminuirá a fé de alguém.A Bíblia não é a Palavra de Deus e não é lida a mesma e feito a exaltação do que foi lido pelo servo de Deus, durante o santo culto? O nome Bíblia não existe nas Sagradas Escrituras, esse nome é dado para a reunião das dezenas de livros Inspirados por Deus, ou seja, Bíblia vem de biblioteca. Logo se trocarmos no hino esse mesmo nome por “Palavra ou Cristo” não estamos errados. A Escrituras Sagradas continuam sendo glorificadas.

    Portanto, queridos, para mim, a Biblia contém inteiramente a Palavra Inspirada por Deus, ou mudando para o sentido figurado, a Bíblia é a Palavra de Deus. Não percamos o sono. Devemos ter em mente o seguinte: ” Que se amarmos uns aos outros, permaneceremos na Verdade.” Quem ama não suspeita mal.

    • Realmente Irmão João,

      “Quem ama não suspeita mal.” (questionar, não é “suspeitar mal”)

      “…mas se alegra com a verdade.”

      Em Cristo,

      Abraço!

      • Irmão, Fábio Szmyhiel, o irmão está certo. Talvez os tenha interpretado mal, e eu mesmo cai no erro de tê-los suspeitado mal. Isso acabou desviando o foco da discussão. Retiro o que falei. Peço perdão não só ao irmão, mas a todos a que eu tenha ofendido.

    • Caro Joao e a todos que interessar com a licença do irmão Ricardo.

      Os motivos não são nobres, trocar a palavra Bíblia no hinário – “para exaltar a palavra do púlpito” – tratou-se então de se adequar à doutrina do “pão quentinho” que foi tão combatida pelo Apóstolo São João – esse GNOSTICISMO tem levado muita gente à apostasia.

      Disse em outra manifestação que conheço uma irmã, organista etc que não crê na criação do homem, é adepta da teoria da evolução – o homem veio do macaco -, não acredita que Metusalem viveu 969 anos, diz que esses números estão equivocados, mas tem uma crença cega a tudo, repito, tudo que é dito no púlpito, mesmo se contrário às Escrituras como muitas vezes constatamos, a vida dessa irmã é pautada nisso.

      Irmão, o julgamento cabe a Deus, mas posso apontar uma conduta que conheço de bem perto, pra não falar que certa vez essa irmã me disse que já ouviu muitos testemunhos, mas que na vida dela nunca teve algo de extraordinário como ouvia dos outros no culto (triste !).

      O que significa isso irmão, falta de arroz com feijão né?

      Isaías 6 ? “EU” vi…

      Se são a mesma coisa então pra que mudar ? Pra vender hinário? Se por um ou outro motivo não nos pareceu adequada a mudança.

      Tem outros tópicos a respeito do tema e uma melhor explicação a qual adoto como pensamento meu.

      Irmão, o púlpito é lugar de fortes e grandes emoções, a pessoa ali em cima precisa estar muito vigilante para não ser traída por essas emoções, confira tudo dito ali com as Escrituras Sagradas para não ser enganado.

      Uma coisa que nunca entendi foi isso, pq leem uma passagem bíblica e na exortação falam de algo completamente divorciado?

      Irmãos, não me interprete mal, mas nas “revelações” do culto ou tá na Bíblia faz horas, ou é contra o que está na Bíblia, ou se trata de um conselho específico para uma pessoa ou um grupo ali dentro e muita gente fica de fora.

      Gostaria que fosse ensinamentos dentro daquele texto lido, no qual, se perceber, existem inesgotáveis mandamentos de Deus em cada versículo, e não precisa acreditar nas minhas palavras, leia vc mesmo qualquer um deles e medite a respeito.

      A Bíblia na CCB já era colocada em segundo plano, talvez o irmão esteja certo que nada muda, pois, na prática, sempre foi assim.

      A primeira vista, essa sutil mudança, pouco afetará nossa fé, mas o inimigo age assim mesmo, se ele se apresentar com chifre, sua identificação ficará fácil, a aparência dele é a de homem, tá em Apocalipse.

      Bíblia na irmandade, ou essa discussão jamais se encerrará.

      *****”Quem ama não suspeita mal”

      Irmão, tenho sempre lido comentários assim sobre o amor, geralmente quando o assunto esquenta nos lembram do amor, não sei se pra dizer que não amamos, que não somos bons, não importa.

      Em nenhum lugar se lê que o homem é amor, no máximo diz-se que o homem ama, já DEUS É AMOR tá lá em 1 João 4:8 para os que acreditam na Bíblia, pois bem, o Deus que é amor é o mesmo que lançará o homem no inferno, e Jesus, quando esteve na Terra, falou mais do inferno do que do céu, pra nos alertar do perigo que é ir para lá, pense nisso.

      Há uma corrente dizendo que não existe inferno, pois essa palavra inclusive não existe nem no Grego nem no Hebraico – vem do latim, portanto inventada, o problema é descobrir a existência do inferno não estando salvo.

      Pra mim continua sendo assim:

      Tá na Bíblia ? Amem.

      Não ? Então vai ver se eu tô na esquina.

      A Paz do Senhor.

      Eu queria escrever menos.

      Claudio (CCB min Brás por enquanto)

    • bereiano disse:

      João,

      Já discutimos e fui o primeiro a exortar, que não é a lingua portuguesa que está em questão. inclusive esta questão de literal ou figurado.

      A Palavra de Deus é a revelação do Criador à sua criatura; essa revelação são as escrituras sagradas; as escrituras sagradas são a Bíblia. Portanto, a Bíblia é literalmente a Palavra de Deus.

      Um abraço!

      • Bereano, só quero que o irmão entenda que as duas maneiras estão corretas, não há heresia nessa correção, pois a nossa língua permite isso. Agora, se os irmãos do ministério quiseram mudar o ponto 1 para uma forma mais literal, qual é o mal nisso?

  18. Miguel Soares disse:

    bem lembrado, a palavra bíblia não está na “bíblia”. Então porquê temos que exaltar tanto essa palavra.
    Cristo é a palavra, e nos cremos em Cristo inteiramente

    • bereiano disse:

      Miguel Soares,

      A palavra Trindade não está na Bíblia, agora te pergunto: Devemos crer na Trindade?

      As Escrituras Sagradas compostas do Velho e Novo testamento; a reunião dos livros inspirados que chamamos de Canôn Sagrado, convencionou-se na linguagem moderna chamarmos de Bíblia Sagrada.

      Chamamos a Bíblia de profecia, evangelho, revelação, mensagem, palavra, como chamamos a profecia, o evangelho, a revelação, a mensagem, a palavra de Bíblia.

      Assim se referem à Bíblia a granede maioria dos ministros do evangelho e a grande maioria do povo de Deus.

      • Miguel Soares disse:

        Na palavra trindade não devemos crê, cremos em Deus, Jesus e o espírito Santo como uma única pessoa.Como não devemos nos considerar evangélicos, Pentecostais ou Protestantes. Tudo invenção de Teólogos, igual a vocês. Nada disso está nas escrituras. Somos Cristãos.

        Quanto a ser ou conter, tudo a mesma coisa, não mudará a minha fé em Cristo…

        Eu quero é viver eternamente com o Senhor.

        Vejam o que diz as escrituras:

        Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida. João 5:24

        • bereiano disse:

          Miguel disse: “Na palavra trindade não devemos crê, cremos em Deus, Jesus e o espírito Santo como uma única pessoa”.

          Miguel vejo que o irmão não entende o que é a trindade, o que você escreveu acima se chama UNICISMO.

          A Fé apostólica é esta: Cremos no Pai, no Filho e no Espírito Santo como um só Deus, mas distintos em pessoa. pois há a pessoa do pai, a pessoa do Filho e a pessoa do Espírito Santo.
          Jesus é Deus com o Pai e o Espírito Santo.

          Outra coisa, a Congregação Cristã no Brasil não aparece na Bíblia como você pode crer então ser a igreja verdadeira?

          A palavra pastor(es) aparece em alguns textos na Bíblia com relação a homens e como é ensinado na CCB que não se pode referir ao ministro com este tratamento?

          “não devemos nos considerar evangélicos, pentecostais ou protestantes” (Miguel)

          evangélico – tem a Bíblia como única guia de fé e conduta;
          pentecostal – crê na atualidade dos dons espirituais;
          protestantes – aquele que se levanta contra um poder apóstata/herege.

          Bem, eu sou tudo isso, você não?

        • Só pra complementar o comentário do Ricardo Bereiano:

          No Batismo do Senhor Jesus, houve a manifestacao das Tres Pessoas da Trindade: O Filho, que saia das águas, o Pai que bradava “Este é meu filho amado” e do Espírito Santo que desceu sobre ele em forma corpórea de uma pomba.

          Logo dizer que os tres sao uma única pessoa é errado. Eles sao distintos.

        • “Como não devemos nos considerar evangélicos, Pentecostais ou Protestantes. Tudo invenção de Teólogos, igual a vocês. Nada disso está nas escrituras. Somos Cristãos” – Um belíssimo exemplo de orgulho e exclusivismo.
          Bravíssimo. :3

  19. Miguel Soares disse:

    Não falei que a congregação é a igreja verdadeira. Onde escrevi isso no meu comentário? Por acaso o Irmão está querendo contender, pondo palavras onde não existem. Cristo é a cabeça e nos somos membros da igreja de Deus. Não se trata de denominação…Sou crente em Jesus, a CCB é o local onde escolhi(nasci) para servir a Deus, Não vejo denominação melhor para isso.. Agradeço a Deus por te nascido nessa denominação.
    Tenho a Bíblia como única guia de fé e conduta; – Não preciso ser evangélico para crê nisso. Não existe esse termo na bíblia. Devemos nos considerar cristãos, como os apóstolos se consideravam.
    Creio na atualidade dos dons espirituais – Não preciso ser pentecostal para crê nisso – Afinal Pentecostal se refere a uma festa judaica. Creio nos dons do Espírito Santo.
    Aquele que se levanta contra um poder apóstata – Pode ser um protestante, um revolucionário, qualquer coisa.
    O que estou questionando é que esses termos não estão na bíblia, por isso não me considero enquadrado neles, afinal creio na inteira bíblia como contendo e sendo a infalível palavra de Deus.

    Eu também sou tudo isso, porém tenho o direto de não me sentir rotulado.

    Cristo é meu Guia….
    Irmão, peço que tenha paciência com quem é contrario a suas opiniões, afinal você não convencerá a todos a corrobora com as sua palavras.
    A PAZ É A GRAÇA DE DEUS.

    • bereiano disse:

      Miguel,
      Você não disse, mas conhecendo o povo que pertenço, você já ouviu e certamente concorda com isso. É da boca para fora que diz “Não vejo denominação melhor para [servir a Deus]”.
      Se você é fiel aos termos bíblicos (precisa estar na Bíblia para ser aceito) haverá de concordar com o de “PASTOR” (Efésios 4:11; Hebre 13:7,17), o que a CCB considera errado e proíbe, qual você tb não comentou.

      Trindade – o termo não está na Bíblia mas a doutrina está.
      Bíblia – é um termo novo e por isso não foi usado pelos povos antigos, mas o termo se refere às escrituras sagradas que são a “Palavra testificante de Jesus”.

      Obs: Esta já é a tréplica, não vamos nos estender em debates intermináveis.

    • Irmão Miguel.

      Se o irmão nasceu na “graça CCB”, então é incompatível dizer que a Bíblia seja sua única regra de fé e conduta.

      “Não vejo denominação melhor pra isso”.

      Esse comentário pressupõe que o irmão conheça (de frequentar) outras denominações, incompatível irmão.

      Não é impossível que o irmão siga a conduta descrita na Bíblia, mas apenas é incompatível já que o irmão nasceu na “graça CCB”.

      Não entenda como uma afronta irmão, os que conhecem aqui meus comentários sabem que procuro me pautar pelo propósito do blog que é levar à reflexão os temas tão controvertidos no nosso meio CCB.

      Diga-se, que se o irmão consegue ter a Bíblia como regra de fé e conduta, só o posso enxergar como contrário às muitas doutrinas CCBeianas, e, como alguns aqui, estaria no mesmo propósito de refletir acerca dessa aberração que foi a mudança do ponto de doutrina, não me parece o caso, senão o contrário, os depoimentos do irmão alinham-se aqueles que defendem a denominação CCB mesmo que contrário ás Escrituras, perdoe-me se equivocado eu estiver.

      O verdadeiro Evangelho tem que ser pregado.

      Irmão Miguel, reflita sobre religiosidade, e procure na Bíblia se em algum momento ela moveu o coração de Deus.

      Pra mim, só existem duas igrejas.

      A Paz do Senhor dos Exércitos irmão.

      Claudio (CCB min Brás por enquanto)

      • Irmão Cláudio,
        O caro escreveu o seguinte: “Irmão Miguel, reflita sobre religiosidade, e procure na Bíblia se em algum momento ela moveu o coração de Deus.”

        Fez-me automaticamente lembrar uma série de pregações que me resgataram para Jesus (não, infelizmente não posso dizer que foi uma pregação na Congregação Cristã, da qual já era membro há alguns anos, mas na qual não tinha uma relação PESSOAL com Jesus).

        A série chama-se “Religion Saves: And Nine Other Misconceptions”, ou, para quem não domina o Inglês, “Religião Salva: E Nove Outros equívocos”
        Disponível em audio e vídeo em http://marshill.com/media/religionsaves – para quem dominar o Inglês é visualização obrigatória!

        Esse homem de Deus, chamado Mark Driscol tem um estilo muito curioso (não dá para explicar, mas eu ficava colado ao computador a ouvir a forma simples e humurada/bem disposta que ele usava para explicar temas tão complexos) de pregar a palavra, e a verdade é que ele tem a sua Igreja cheia de jovens entre os 20 e os 30 anos numa cidade tão culturalmente avançada como Seattle nos Estados Unidos.

        Obrigado irmão Cláudio pelo seu apontamento tão importante: Religião não salva, e quem acha que sim não percebe essa Bíblia que carrega debaixo do braço para o culto todos os dias!

        Deus a todos abençoe,
        Vitor

        • Amem irmão Vitor.

          Grato pela indicação, apesar de meu inglês ser “ma-o-meno”, dá pra entender o necessário.

          E a diferença, para alguns, entre a nossa Bíblia e a dos católicos é que a deles cheira mofo e a nossa cheira sovaco, só isso, o resto é tudo igual.

          Bíblia na irmandade, doutrina fora dela é “pataquada” pra tentar manter ovelha no aprisco.

          A Paz.

          Claudio (CCB min Brás, por enquanto)

          • Claudio,

            Fiquei imaginando: que bíblia cheirosa rss

            Aprecio muito seu senso de humor ao apresentar as questões mais sérias da vida!

            Afinal, como disse um pregador certa vez:

            ‘Deus é solene mas não é sisudo’.

            Tenho cá pra mim que as pessoas que têm senso de humor geralmente são muito inteligentes. E vice-versa rss

            E quem não tiver senso de humor que ‘vá ver se eu estou lá na esquina’ 😉

            Deus te conserve sempre assim!

            R.

            Obs.: a primeira vez que eu li essa sua frase ‘vá ver se eu estou lá na esquina’, pensei que se tratava de um cara muito turrão rsss Veja como nós vivemos fazendo mau juízo de alguém só por causa de uma expressão usada…

          • Irmã Regina.

            Seus “posts”, muitas vezes longos e muito bem fundamentados, é que são bem humorados na medida que nos ensina e isso nos alegra.

            Espero em Deus que a irmã continue mantendo essa lucidez e afinco.

            Quanto a mim, não chego a ser como Onesíforo – aquele contador de anedotas – chegado do Apóstolo Paulo -, mas procuro sempre manter o bom humor, sem ele descambamos para o lado do mal . (2 Tm. 1:16).

            Aliás, com esse nome “Onesíforo” acho que ele nem precisava falar mais nada para alegrar Paulo, rs.

            Cristo é o caminho.

            Graça é o favor imerecido de Deus pra nós.

            Tá na Bíblia?

            A Paz.

            Claudio (CCB min Brás por enquanto).

      • Miguel Soares disse:

        Claudio,
        • A bíblia é a única regra de fé e conduta do povo que serve a Deus na CCB.
        • É impossível, nos dias atuais, não conhecer a maioria das denominações evangélicas, Os cultos são pela TV.
        • Nasci na CCB ( Agraciada por Deus sim) e sigo a conduta descrita na bíblia.
        • Defendo sim a denominação CCB, pois a mesma não é contrária as escrituras.
        • A CCB prega o verdadeiro evangelho, o evangelho de Cristo.
        Irmãos,
        Creio em:
        Revelação,
        Dons de línguas,
        Cristo é o Pastor verdadeiro,
        A salvação é pela fé, porém temos que ser fieis para alcançá-la,
        Etc,…

        Sou de Cristo na CCB…

        SDS,

        • Caro irmão Miguel e demais.

          Como disse anteriormente, eu creio sinceramente que muitos frequentadores da CCB serão salvos tb, Deus é misericordioso e justo.

          De qualquer forma e pela última vez, a regra de fé e conduta para quem frequenta a CCB são suas doutrinas e NÃO a Bíblia, pois mesmo as contrárias às Escrituras, não me peça pra relacionar aqui pois quem é sensato sabe, são defendidas com ferro e fogo pelo CCBeiano convicto, reveja suas declarações, basta uma breve leitura desse ou de outros locais na “net” que estatisticamente nos apontam isso com firmeza.

          Se a Bíblia fosse mesmo a regra de fé e conduta, ela seria lida e ensinada em nosso meio, não é o caso, muito antes pelo contrário, nos é ensinado que tudo o que Deus quer pra nossa vida será “revelado” na igreja (mesmo se contrário à Bíblia), abra o olho irmão, falo por amor mesmo, não para contender e tenha certeza de que seguindo os conselhos de Paulo, que estão ESCRITOS, deixarei de debater esse assunto com o irmão.

          Recordem da tentação de Jesus, grande oportunidade Jesus poderia ter falado inúmeras coisas, etc etc, não utilizou para expulsar satanás – jejum e Espada (Escrituras), qq coisa fora disso é baboseira inventada por quem só quer impedir a verdadeira propagação do Evangelho de Cristo.

          E finalizando, comparar Paulo a qualquer outro pregador na CCB ou outra denominação qq, só pode ser brincadeira né?

          A Paz.

          Claudio.

        • Amado irmão Miguel Soares, para sua consideração:
          O irmão disse – “•A bíblia é a única regra de fé e conduta do povo que serve a Deus na CCB.”
          Como pode um livro cujo leitura e estudo fora do ato litúrgico é desaconselhado pelo ministério da CC, ser guia de coisa alguma na nossa vida?
          Ainda estou em “choque” pelo que li de um irmão nosso num fórum que ambos participamos, onde este diz que a Bíblia é um livro cheio de contradições e de livros obscuros e ideias ultrapassados que devemos ignorar…
          Este legado de desautorização à autoridade Bíblia é como uma ancora ao pescoço de todo aquele que ama a Jesus na Congregação Cristã, e o primeiro e mais importante motivo pelas coisas menos agradáveis que vemos acontecer na nossa Igreja!

          O irmão disse – “•É impossível, nos dias atuais, não conhecer a maioria das denominações evangélicas, Os cultos são pela TV.”
          Perdoe se lhe soar um pouco bruto nas palavras, mas o irmão não faz a mínima ideia do que está a dizer. Se me disser que conhece algumas das Igrejas neo-Pentecostais e que estas são uma péssima publicidade e um desserviço à causa do Evangelho, concordarei consigo de imediato, mas por favor não diga que conhece a maioria das denominações evangélicas porque isso é mentira. Há dezenas de milhares de Igrejas em todo o mundo que são saudavelmente Evangélicas e fazem um excelente trabalho na propagação da mensagem do Evangelho de Cristo, graças a Deus!

          O irmão disse – “•Nasci na CCB ( Agraciada por Deus sim) e sigo a conduta descrita na bíblia.”
          Caro irmão Miguel Soares. Ninguém nasce numa Igreja, a menos que o parto tenha sido literalmente executado no banco de um dos nossos salões :). O irmão teve a felicidade de ter Pais crentes em Deus, por Jesus Cristo? Isso é um motivo para louvar a Deus, mas não se esqueça que os Judeus são o povo escolhido por Deus para trazer a Sua revelação ao Mundo e muitos deles não serão salvos porque têm um coração rebelde. Melhor é morrer em Cristo do que “nascer” Cristão.

          O irmão disse – “•Defendo sim a denominação CCB, pois a mesma não é contrária as escrituras.”
          Amado irmão, estaria aqui a escrever até amanhã de manhã só com coisas que infelizmente se ensinam e pregam na Congregação Cristã que são contrárias às Escrituras. Ore a Deus pela Igreja, para que o Criador de todas as coisas possa operar uma reforma há muito necessária. Se o irmão conhece as escrituras como diz, certamente saberá do que falo.

          O irmão disse – “•A CCB prega o verdadeiro evangelho, o evangelho de Cristo.”
          E é nesse Evangelho que o nosso coração deve estar, não nos usos e costumes que querem surripiar o lugar de destaque da verdadeira adoração que deve ser cultuada a Deus nas suas Igrejas.

          O Cristianismo é diferente de todas as outras “correntes espirituais” que existem no mundo. Diferente porque o Cristianismo é plano de Deus (salvação) e não invenção do Homem (religião).
          Onde o irmão vir alguém a tentar ganhar o favor de Deus, saiba que aí está a religião
          Onde o irmão vir alguém a falar de Jesus e a propagar a boa nova do Evangelho saiba que aí está a mensagem de que Deus desceu à sua Terra para salvar a Sua criação, porque nós não podemos ter salvação fora daquele que nos é gratuitamente oferecida por Jesus, que nos reconciliou para Deus na cruz.

          Se o irmão não ouve repetidamente esta mensagem na Igreja onde congrega, não se esqueça de orar fervorosamente a Deus para que a Verdade das Escrituras possa retomar o lugar que lhe é devido na Igreja.

          Para terminar:
          O irmão disse – “A salvação é pela fé, porém temos que ser fieis para alcançá-la”
          Cito aqui um excelente professor da Bíblia, chamado John MacArthur (que levou 40 anos a expor à sua Igreja, versículo por versículo, TODO o Novo Testamento):
          “Se a salvação estivesse dependente dos NOSSOS esforços para a manter, certamente a perderíamos!”
          Leia Romanos 8. A salvação é plano de Deus na vida dos que Ele chamou da eternidade passada para a Sua glória, e não algo que nós possamos construir com as nossas próprias mãos.

          Deus o abençoe. Orem por favor pela Congregação Cristã em Portugal.
          Vitor

    • carlos paulista disse:

      Miguel Soares diz:

      “Tenho a Bíblia como única guia de fé e conduta; – Não preciso ser evangélico para crê nisso. Não existe esse termo na bíblia. Devemos nos considerar cristãos, como os apóstolos se consideravam.”

      Me perdoe irmão mas voce não sabe o significado de ser evangélico,pois suas palavras se chocam entre si.

      Muitos se enganam em pensar que igrejas ditas evangélicas são um ramo dentro do protestantismo nas igrejas contemporâneas de hoje.

      O termo EVANGÉLICO vem de outros tempos, posteriores a reforma e significa ser um crente avivado que tem a biblia como sua regra de fé e conduta.Ele começou na inglaterra com os irmãos Wesley.

      João Wesley,movido por um sentimento nacionalista,ele que havia se convertido em 1738.começou um grande avivamento na Inglaterra.

      Em 1739, pregou ao ar-livre a um grupo de gente humilde, perto de Bristol. A partir daí, quase por cinqüenta anos, Wesley trabalhou
      infatigavelmente.
      Seu irmão Carlos destacou-se como eficiente pregador, mas sua
      principal contribuição para o reavivamento foi dada através dos seus hinos – cerca de seis mil; e Whitefield desenvolveu enormes atividades como evangelista itinerante. Os dois foram proibidos de pregar nas igrejas
      oficiais, pois o alvoroço às vezes provocado pela pregação destes ministros, era desagradável para aquela época caracterizada pela moderação e
      restrição em todas as coisas. Depois passaram a sofrer amarga oposição
      dos clérigos até serem expulsos.
      Surgiu então um partido poderoso, denominado “Evangélicos”,
      composto de clérigos e leigos que foram influenciados pelo movimento
      vivificador. Tal influência se fez sentir na religião pessoal, na pregação e
      em toda a obra ministerial, como também no trabalho dos leigos.
      G) Organização da Igreja Metodista: Um dos grandes resultados do
      reavivamento de Wesley, foi a formação de uma nova igreja – a Metodista. Wesley não desejava esse resultado. A organização da nova igreja foi
      coisa a que se viu forçado a aceitar e reconhecer. Por muitos anos o clero
      anglicano o antipatizou e hostilizou, até que os “Evangélicos” se tornaram bastante fortes e influentes, até mesmo os não-conformistas, isto é,
      as igrejas Livres, não apoiavam nem auxiliavam o seu trabalho. Gradualmente ele transformou suas sociedades com os respectivos pregadores em
      igrejas, e, em 1784, a Igreja Wesleyana ou Metodista foi definitivamente
      organizada. Sete anos depois, quando Wesley faleceu, a igreja contava
      com setenta e sete mil membros.
      Milhares de pessoas passaram de um cristianismo teórico e morto,
      para o Cristianismo vivo e prático. Muitos deles pertenciam às classes
      trabalhadoras, e foi assim que uma poderosa influência espiritual dominou esta parte da sociedade inglesa. O amor de Deus sentido e experimentado com novo poder que procedeu do reavivamento por toda a parte. ( Fonte EETAD:Historia da Igreja).

      Então,meu irmão,ser evangelico é ser um crente avivado,fervoroso e ter unicamente a biblia como seu guia e não meramente pertencer a um segmento dentro do protestantismo.

      Fique na paz de Deus

      • Miguel Soares disse:

        Irmão Paulista!

        As minhas palavras não se chocam, é apenas a minha interpretação. Veja o que diz o verso abaixo:

        E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos.
        Atos 11:26

        Os discípulos eram chamados de cristão. E Paulo diz:

        Sede meus imitadores, como também eu de Cristo.
        1 Coríntios 11:1

        É esse meu ponto de vista, fundamentado nas escrituras, não em um evento histórico religioso.

        Como o próprio irmão disse: a bíblia como única guia de fé e conduta.

        Não me leve a mal, esse é meu ponto de vista.

        Deus abençoe pela educação demonstrada no seu comentário. O irmão disse o que pensava sem ofender a ninguem.

        sds,

        A Paz

  20. Amor de Deus disse:

    Prezados Irmãos em Cristo Jesus. A Paz de Deus.

    Sou ancião neste estado de Minas Gerais e como todos nós sabemos, é difícil nós identificar pois ainda não é chegado a hora.
    Tenho 53 anos de idade e 17 anos de ministério.
    Quanto a discussão acima mencionada, não há como defender.
    Comparação: Em um contrato social de uma empresa, reza legalmente como será a empresa e suas diretrizes. Todas e quaisquer mudança, obrigatoriamente e legalmente é necessária a anuência, inclusive daquele que possua uma pequena cota (isto porque quando aquele aderiu aquela sociedade, no minimo deveria lê seu contrato social, ou seja, seu objetivo, diretos e deveres, prestação de conta e etc.).
    Diante da simples exposição, no minimo a direção da CCB em São Paulo, deveria ter respeito e não querer a qualquer custo fazer com que nós anciões explique o inexplicável mudando o sentido das palavras.

    Tem uma grande diferença entre (CONTEM E INTEIRAMENTE) e (PESSOAS DISTINTA E UNICIDADE), conforme mudaram.

    Sinceramente, quando a irmandade me pergunta a respeito, digo que algo está errado no nosso meio, inclusive, oriento a nossa irmandade a orar sem cessar e não cruzar os braços diante do que está acontecendo no nosso meio na obra de Deus.

    Ore a Deus por nós, para que possamos junto entra no céu e gozar o que nosso Senhor Jesus nós prometeu. E que aqui na terra possamos servir a Deus independente de homem ou denominação.

    Saudações com a Paz de Deus a toda irmandade.

    • bereiano disse:

      Irmão de Minas Gerais, no Estado do Paraná também há Anciães que não concordam com a mudança e estão agindo conforme o irmão e a consciência deles.
      Isto me alegra muito.
      Deus o abençoe!

      • Constantino disse:

        Irmão Bereiano,

        Como o irmão sabe que esses anciães do Paraná estão agindo. Até o momento vimos comentários de pessoas que dizerm ser anciães, mas sempre usam o discurso de que por enquanto não podem se identificar. Há alguns anos, circulou na internet a carta de um ancião com discurso semelhante e dizendo que no por enquanto não ia se identificar. Nada aconteceu.

        Esses comentários de supostos anciães nada mais são que especulações. Não sabemos quem está por trás dos comentários. Inclusive no blog do irmão Hélio houve comentários semelhantes de supostos anciães.

        Deus te abençoe!

        • bereiano disse:

          Exato, você viu os comentários em que eles não se identificam, porque os comentários que se identificaram, não foram publicados.

          E todos os anciães e cooperadores que quiserem entrar em contato e não quiserem se identificar, terão seus nomes preservados.
          Basta solicitar para não publicar o comentário.

          • Constantino disse:

            Entendi irmão. É que não sabia que eles haviam se identificado para o irmão. Então é uma ótima notícia.

            Deus o abençoe!

    • Queira Deus iluminar aos confusos e fortalece-los na Graca de Deus. O Senhor Jesus falou que era mister que os escândalos viessem, porque nêles, os sinceros se manifestariam.
      Caros, para alguns que nao sabem, a biblia e usada em varios locais inclusive nas religioes maconicas pois cada um entende de sua forma, mas nao e sobre meu ponto de vista que quero expor mas sobre as explicacoes que recebi e achei por bem em postar aqui para esclarecimento de alguns que se parecem confusos no qual diz: O pouco que sei é que em relação à palavra “contendo” acrescentada no ponto 1 é que na bílbia também traz maus exêmplos que não devemos copiar como o adultério e homicídio do rei Davi, quando desejou a mulher de um de seus generais, pela sua beleza, e enviou o marido à frente de batalha, para morrer, o que acabou acontecendo, e depois tomou a mulher para si, com quem têve o filho Salomão.

      Também há o caso de Balaque e Balaão, onde um dos profetas recebeu dinheiro para amaldiçoar o pôvo de Israel e quase o fêz.

      Em relação ao acréscimo da palavra regeneração no ponto 5 é porque uma coisa é novo nascimento (batismo) e outra coisa a regeneração (novo dia-a-dia com Cristo), onde a pessoa vai se libertando da vida antiga de êrros e melhorando diante de Deus.
      Por isto, acontece de o Senhor chamar uma alma que eventualmente ainda possui o vício do cigarro. O batismo é o nôvo nascimento, e livrar-se do vício é a regenração. São duas coisas distintas.

      Quanto ao hinário, não há um motivo único mas pode ser uma atualização de harmonia que era para banda e agora para orquestra. Aproveitamento melhor do tenor, que antes apanea repetia o baixo mas agora é quase uma parceira do soprano.

      • bereiano disse:

        1) – A Bíblia é usada em vários lugares, mas não é em todos os lugares que Ela é recebida como Palavra de Deus. A Bíblia é usada por vários grupos de pessoas, mas somente por um grupo de pessoas (a igreja de Jesus), a Bíblia é aceita como Palavra de Deus.

        A Bíblia pode não ser a Palavra de Deus para todos, mas a Bíblia é Palavra de Deus sobre todos.

        Ao relatar os “maus exemplos” a Bíblia não está incentivando o errado – está ensinando o certo. Deus não os deixou impune.

        O profeta natã foi enviado para falar a DAvi sobre o erro que você citou;
        “Balaão amou o premio da injustiça, mas teve a repreeensão da sua transgressão” (2 Pedro 2:15,16);

        2) – Sobre a 3ª mudança no 5º ponto este é o entendimento dos irmãos: O novo nascimento ocorre no batismo e os pecados são perdoados. Tudo errado, o batismo é apenas simbolo do que já acanteceu, mas comentarei sobre isso quandopostar um texto falando sobre esta mudança.

        3) – Sobre o hinário já foram dadas muitas justificativas, ainda não expus nada sobre o assunto. Só quero dizer uma coisa: No hino podemos mexer, na doutrina não.

      • Amado(a) Clausai,

        Sobre os “maus exêmplos” citados por você, aí você cai na pergunta que muitos tem sobre o Velho Testamento e nas dúvidas de interpretação da Bíblia.

        No Velho Testamento há muitas passagens que apenas nos mostram como o ser humano é caído, pecaminoso e não consegue por si só se salvar. Nelas você pode incluir os pecados de Davi, Balaão, Moisés (quando bateu na pedra, desrespeitando o que Deus tinha ordenado), Jacó (quando enganou o pai, quando enganou Labão), Ezequias (quando mostrou os vasos de purificação), Abraão (quando mentiu para Faraó), Isaque (quando mentiu para os reis da terra). Veja que até os patriarcas (Abraao, Isaque e Jacó) pecaram!

        Vivemos a nova dispensação, o Novo Testamento, a Nova Aliança de Deus com os homens nos dada por Cristo. TODAS as doutrinas que baseiam a vida do crente DEVEM ter ponto de partida no Novo Testamento e então encontrar as bases (boas ou más) no Velho Testamento. Simples assim.

        Querendo mais detalhes sobre interpretação leia: http://esquizilton.blogspot.ie/2013/01/como-ler-biblia-interpreta-la-e-ensina.html

        Deus te abençoe grandemente na Graça de Cristo!

      • Clausai.

        Caro irmão, e Jesus, quando esteve na Terra, falou mais do inferno do que do céu, e foi para sabermos do perigo que é ir para lá, confira na sua Bíblia, e isso que falei vc não aprende na CCB tenha certeza, e se for “revelado”lá algo diferente disto, faça o irmão juízo.

        A Paz.

        Claudio (CCB – min Brás, por enquanto.

  21. Isaías 6: Torne insensível o coração deste povo; torne surdos os seus ouvidos e feche os seus olhos. Que eles não vejam com os olhos, não ouçam com os ouvidos e não entendam com o coração, para que não se convertam e sejam curados”.
    Entao qual a diferenca em falar com as paredes e com os surdos?
    “No som das nossas palavras se manifesta o espírito que em nós opera.”

    • Amado(a).

      Nao use texto fora do contexto. Tua interpretacao sairá sempre errada e consequentemente te prejudicará no servir a Deus.

      Deus te abencoe.

    • irmão Clausay , não entendi seu coment de março 12, 2013 às 9:15 am

  22. É verdade irmão Clausai.

    Inclusive no versículo primeiro deste capítulo mostra que Isaías VIU o Senhor, (não ouviu dizer, ou escutou um belo testemunho, ou lhe fora revelado por um anjo, ou, ou, ou) – importante para sabermos que nós podemos ter experiências diretas com nosso Criador e o caminho é Cristo, embora muitos queiram mostrar algumas vias alternativas.

    Logo após mostra como Deus age, com foco, especificamente no problema dele, ou seja, ele era um homem de lábios impuros, e o Anjo tocou sua boca.

    Bem lembrado Clausai.

    A Bíblia é a palavra.

    Cristo é o caminho.

    E Graça é o favor imerecido de Deus para nós.

    A Paz.

    Claudio (CCB min Brás, por enquanto)

  23. M. Victor disse:

    Caros,
    O Novo Testamento diz: “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que JESUS CRISTO é a principal pedra da esquina; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito” (Efésios 2:20-22).
    Esse texto nos mostra claramente que o fundamento da igreja de Cristo é a Sua PALAVRA (a Bíblia), revelada aos apóstolos e profetas pelo Espírito Santo, a qual, noutro tempo, se fez carne e habitou entre nós (Jo 1:14 e Ap 19:13).
    Como diz Paulo, pelo Espírito Santo, ninguém pode por outro fundamento que não seja a PALAVRA DE DEUS (1 Co 3:11), e, se o fizer, seja ANÁTEMA (Gl 1:9).
    Ocorre que Deus cuida dos Seus pequeninos e a obra de cada um, segundo Paulo, querendo ou não, acabará se manifestando: “na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um” (1 Co 3:13).
    Quando Deus me chamou no batismo apostólico, descrito em Atos At 2:38, At 8:12-16, At 10:42-48 e At 19:1-7 (feito EM NOME DO SENHOR JESUS CRISTO), o Espírito de Deus confirmou, em meu coração, que aqueles irmãos andavam segundo o fundamento dos apóstolos e profetas, embora eu soubesse, de antemão, pelas Escrituras, que onde houvesse “trigo” haveria “joio”.
    Não me preocupei, na ocasião, com os pontos de doutrina e nem sabia que isso existia, pois era um recém nascido. Todavia, com o passar dos anos, o próprio Espírito de Deus acabou ensinado-me como “entrar e sair” e me deu um pouco de discernimento para saber “aquilo que era e aquilo que não era” (ainda que eu fosse o péssimo aluno).
    Ocorre que, acerca dos tempos, a Bíblia nos ensina, e o Espírito Santo vem nos alertando, pelos sinais, que haveria um tempo de grande apostasia no meio dos cristãos, no qual, segundo a Palavra, surgiriam homens amantes de si mesmo, mais amigos dos deleites do que de Deus e que não teriam piedade do rebanho de Cristo (1 Tm 3:1-9).
    Salvo erro, a mudança do primeiro ponto de doutrina da CCB, para quem está atento, parece ter sido um claro sinal de que a apostasia chegou e que o diabo parece ter conseguido usar o “joio” para introduzir uma heresia em meio aos cristãos (dessa denominação religiosa).
    Logo em seguida, como consequência dessa manobra, os hinos, que sentíamos serem inspirados pelo Espírito Santo, tiveram que ser modificados obrigatoriamente para se adaptar à nova realidade doutrinária (herética, diga-se de passagem).
    Assim sendo, as perspectivas parecem ser sombrias, e, como disse o Espírito Santo, na boca do apóstolo Paulo, o dia declarará a obra de cada um (1 Co 3:13).
    Os fiéis, porém, devem estar atentos à orientação dada pelo Espírito Santo, em 2 Tm 3:10, que os cristãos devem seguir a doutrina revelada ao apóstolo Paulo, registrada unicamente na Bíblia Sagrada (2 Tm 3:14-15), não se desviando nem pra direita nem pra esquerda (Dt 28:14).
    Portanto, esperemos o dia em que teremos que voltar para as cavernas da Terra (Hb 11:36-38), para não desagradar a Deus e não seguirmos após outra carne, como fizeram os habitantes de sodoma e gomorra (Judas 1:7).
    Deus vos abençoe!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: