É ler para crer!

Episódios como o do Jardim Bandeirantes em São Carlos-SP, o afastamento do ancião José Nicolau que desencadeou nas denúncias do dossiê Couri, e da Conjuração Jandirense que trouxeram depressão em nosso meio, me fizeram refletir “O que está acontecendo com a Congregaçãono Brasil?”. Um conjunto de novos fatos – revisão de casos com readmissão de irmãos a seus cargos e ministérios; mudança de atitude e humor dos anciães; e mais recentemente, apresentações e ordenações em massa – estão me fazendo perguntar: “O que está acontecendo coma Congregação Cristã no Brasil, agora?”

A circular datada em fevereiro de 2012 intitulada CARTA DOS IRMÃOS ANCIÃES À JUVENTUDE E À IRMANDADE EM GERAL –ASSUNTO: MODAS DO MUNDO ATUAL QUE NÃO CONVÊM AO POVO DE DEUS, traz expressa recomendação: “Rogamos aos irmãos Anciãesque, ao lerem esta carta perante a irmandade, o façam com todo amor, paciênciae longanimidade, de maneira a ganharmos as almas, apascentando-as semseveridade”. No epílogo da carta, após advertir quanto aos novos usos que vão surgindo e doutrinar a irmandade como deve apresentar-se para o culto, procurou-se não deixar ninguém chateado demonstrando preocupação que isto não venha causar abatimento em ninguém: “Rogamos que noscultos não venham assim, porém, de maneira nenhuma deixem de vir aos cultos,pois o Ministério ama toda a irmandade em Cristo, o Qual vos ama também e morreu por todos nós”. E terminando, com letras maiúsculas, insiste: “Mais uma vez ROGAMOS À QUERIDA IRMANDADE ACOMPREENSÂO DE TODOS”.

Ora, uma das queixas freqüentes sobre os anciães é que são poucos amáveis, severos e intolerantes, porém, ao serem lidas estas linhas, toda a igreja ao perceber o ‘amor’ acatou o ‘teor’.

A revisão de muitos casos e restituição de muitos irmãos ao ministério deu fim na má-digestão que muitos em diversos lugares sofriam. E se o Brás tivesse feito estas ordenações um pouco antes, o ministério de Jandira não existiria. Pois que, o Brás não ordenavanovos ministros impedindo o crescimento da obra, foi a reclamação embriã do ministério jandirense.

Estas medidas surtiram efeito, e temos vistos os resultados a olhos nus. Percebe-se uma alegria e comunhão que havia se esvairido. Mas, seriam estas medidas, ações divinas ou reações humanas? Um mover do Espírito ou um maquinar do homem? Está havendo amor para nos manter ou temor de perder, nos afastarmos ou irmos para o ministério novo? Trata-se de um avivamento ou um estratégia?

Avivamento é uma intervenção divina na igreja com efusão do Espírito Santo em resposta ao clamor, arrependimento e oração daigreja que traz despertamento, renovação e restauração, fazendo-a retornar ao propósito de Deus, a sua primeira caridade.

Estratégia é um planejamento buscando conquistar território ao atingir uma meta; É a combinação engenhosa para conseguir um fim; Ação ardilosa para alcançar um objetivo; Arte para lidar com situações complexas.

Um real avivamento edifica a igreja integralmente. Um real avivamento alcança os desviados e une os separados; Um real avivamento tem dispensação de dons e poder; Um realavivamento é bíblico; Um real avivamento não apenas compensa, mas cumula de bênçãos; não apenas satisfaz, mas transforma; não apenas apazigua os ânimos, mas destrói o mal. Um verdadeiro avivamento é a vontade do Senhor para sua igreja.

Anúncios

Comentários em: "Avivamento ou Estratégia?" (4)

  1. Eu não vejo assim, caso o Ministerio de Jandira tivesse coagido a tal, era melhor chamalo e fechar um acordo e continuar a mesma Igreja! Ou abrir o leque para aceitar outros Ministerio com a mesma origem Cristã, reconhecer o batismo e congregar junto como irmãos. O Que o Bras persebe é que o povo deixou de ser otarios, estando lendo a Biblia Sagrada, tirando o seu próprio conhecimento, com isto os famosos discursos antibiblico, e troculencia Ministerial estava surtindo efeito ao contrario, e o povo não estava subordinado, assim maquiaram um pouco e o povo finge em acreditar, e continua o Dominio majoritario e unico da CCB.

  2. bereiano disse:

    Se entendi certo, na sua opinião é uma estratégia.
    É mais temor em nos perder do que amor em nos reter.

  3. Pelo sonho que tive há muito tempo, sei que isto é uma estratégia. Mas tarde demais, eles não deram ouvidos aos “avisos”. Outras estratégias virão. Totas inúteis mesmo que a primeira vista tenha surtido efeito.

    Não sou a favor nem de um, nem de outro ministério CCBs, ou qualquer placa ou ajuntamento. Na verdade o cenário dentro desta ou daquela é de amor ao poder ou ao dinheiro ou à aparencia de santidade. Satanás sabe disto e vendo que o coração do homem é inclinado para estas coisas, promove a guerra: “Na briga pelo poder vamos vê quem leva a melhor” diria ele, acho. O adversário rí de tudo isto.

    Duvido que existiria toda esta desordem, se no meio do ministerio todo trabalho realmente fosse feito com amor e desapego. Ninguem quer largar o osso, seja lá qual for a parte do osso. Os fatos falam por sí, é só prestarem bem atenção. Uma coisa é certa: onde estiver o coração do homem, alí estará sua alma.

    Não havendo servo de homens, eles nunca terão servos a perder. Não havendo retidos por homens, nunca terão o que reter, nisto toda estratégia é nula. Toda lei só tem dominio para os vivos, para os pertencentes a lei. Mas para os que foram mortos com Cristo e Nele resuscitado para uma nova vida por graça e amor, o único mandamento em vigor é o amor.

    Acompanhando “o desenrolar dos fatos” só tenho uma opinião para tudo: ou o povo é tolo ou gosta de sofrimento. Vendo que algo fere, doi e incomoda, não se movem para mudar de posição, continuam ali a espera de milagres. “Até quando senhor…” Choram, clamam e reclamam sem procurar conhecer a verdade para a liberdade. Pura preguiça da procura ou desconhecimento que quem realmente liberda e conduz com fardo leve e jugo suave.

    Outros incomodados até se movem contra aquilo que os incomoda. Disto nasce toda esta confusão, toda lama no ventilador. E a nuvem de testemunha que os cercam vendo tudo isto se enojam. Eu tembém me enojei e graças a Deus meus olhos foram abertos.

    Para a pergunta do bereiano “O que está acontecendo com a Congregação no Brasil?” A resposta é: simplesmente o começo do fim. (O fim da instituição, não confundir com a graça jamais. Não pode haver usurpação do sague espiador jamais, jamais, jamais.)

    Agora lembrem-se, todos quantos contrairam dívidas não consiliadas, são devedores e não serão libertos até pagarem o último ceitil (Mateus 5:25-26)
    Alguns já se foram (já dormem o sono eterno), já não estão entre nós e pagaram caro pelo uso indevido do nome de Deus em vão e pelo danos causados aos amados por Ele.

    É tempo do fim e há tempo para tudo, inclusive para cobrança de dívida não consiliadas.

  4. alluft Br disse:

    PURA GUERRA COMERCIAL:
    Existe a informação contraria a Congregação por causa do dinheiro QUE OUTROS GRUPOS ARRECADAM E A CONGREGAÇÃO NÃO SE UTILIZA DESSES MEIOS EXCUSOS PREFERINDO PERMANECER NA SÃ DOUTRINA APOSTÓLICA; (De graça recebestes de graça daí), a causa do evangelho para ALGUNS virou um empreendimento lucrativo; vejamos que essa preocupação insistente em falar mal da CCB, para o exclarecimento dos internautas menos habituados a esse tema, se deve, sobretudo; ao fato de que hoje em dia termos igrejas que se servem para varios fins:
    – Politicos, colocar pastor no poder; vide a bancada evangelica
    – Arrecadação de divisas e inrequecimento ilicitos; vide noticiarios
    – Massagear o ego dos mercenarios com titulações vazias e desprovidas de finalidade cristã genuina….
    No caso da CCB (CONGREGAÇÃO CRISTÃ no BRASIL) Ocorre o seguinte:
    – Pregador nenhum é remunerado (Igual acontecia com os Santos apostolos)
    – Não tem politica , o Pregador caso se canditatar estara automoticamente fora do Ministerio;
    – Não tem dizimos, visto esse ser unicamente da tribo de Levi, e no Novo testamento as tribos deixaram de existir, entendimento exatamente identificado com o adotado pelos SANTOS APOSTOLOS, com os primeiros cristãos no livro Atos dos Apostolos:
    “Sob a Graça o dízimo não é válido visto que o Sacrifício de Cristo cumpriu a Torá, houve o fim do templo, e a crença no sacerdócio universal anula a existência de uma casta sacerdotal”.
    Sendo assim, muitos MERCENARIOS veem seus lucros ameaçadas, pois são empresarios evangelicos, do chamado evangelho comercial , também conhecidos por “MUNDO GOSPEL” pelo arrefecimento dos valores morais entre eles, e sendo assim se dedicam a falar mal e tantar denegrir essa importante parcela cristã chamada CCB que ainda preza pelo evangelho da salvação, sem macula, nem manchas e sem falsificações. Geralmente se apegam a pequenos detalhes para tentar generalizações e opinioes mal construidas, pautadas pelo desconhecimento completo da Igreja de Cristo e da sua doutrina. Resumindo: O Evangelho Comercial e suas vertentes teologicas odeiam a CCB por praticar a Sã Doutrina uma vez dada aos Santos Apostolos, pois o evangelho da graça ameaça seus lucros e suas pretensões egoístas; fato predito pelo Cristo de Deus: “ATOS 15:19 Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. Leia a Biblia.

    Visando a retirada de duvidas acharia oportuna a leitura do site ão oficial feito por um nosso Irmão: PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A DOUTRINA DA CONGREGAÇÃO leia nesse endereço da Web:
    http://www.ccbrespostas.co.cc/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: