É ler para crer!

   Este é meu testemunho pessoal onde, resumidamente, conto o que Deus operou em minha vida; a partir de uma sublime experiência fundamental para minha conversão, passando pelo batismo nas águas até o dia em que falei em línguas. São três experiências maravilhosíssimas ora definidas pelos comentaristas como ‘batismos’. O propósito é distingui-las entre si, para debater melhor e classificá-las.

   Católico praticante do caminho neocatecumenal, desde menino fui zeloso com as coisas de Deus. Vivi minha infância na zona rural morando numa colônia (vila) para funcionários de uma usina de açúcar e alcool. Nossos vizinhos eram da Congregação Cristã. Uma vez por mês, alguns irmãos vinham da cidade para fazerem uma reunião de evangelização. Numa dessas ocasiões, estava no meu quarto deitado quando comecei a ouvir os hinos. Um corredor de uns dois metros separava a janela do meu quarto da parede lateral da casa onde acontecia a reunião. Aquela música alegrava o meu espírito e parecia alimentar a minha alma. Abri a janela para ouvi-la melhor, mas não me contentei. Precisava sentir mais aquele som, entender as palavras que eram cantadas. A cama que estava tão gostosa ficou insuportável. Ficou impossível permanecer deitado. Levantei-me então, e como Zaqueu, fui ouvir a reunião do corredor e fiquei ali, secretamente, atrás do portão. Escondido de meus pais, escondido dos irmãos, mas visto por Deus. Ouvia a Palavra, mas não entendia as palavras. Ouvia o pregador, mas não podia entender a pregação. Chorava, mas não sabia porquê. De repente algo irresistível tomou todo meu ser. Uma sensação sublimamente maravilhosa, impossível de descrever. Terminou a reunião! Para não ser visto, pulei a janela de volta e a tranquei assustado e imagindando o que seria tudo aquilo.

   A partir daquele momento, eu era outra pessoa. Perdi o prazer de frequentar as convivências (reuniões) neocatecumenais. Porém, passei a ‘rezar’ mais. Isto aconteceu em outubro de 1989. Tive a oportunidade de ir à reunião no mês seguinte, mas em dezembro, minha famíla se mudou para a cidade. Relatando esta experiência aos meus tios, membros da CCB que vieram da capital nos visitar, disseram-me que eu havia sentido a ‘virtude’ do Espírito Santo e que Deus iniciara uma obra em minha vida. Convidado, fui na igreja com eles e passei a congregar. Em janeiro ou fevereiro foi anunciado batismo. Alguns irmãos vieram me orientar: “Se Deus te chamar, deve obedecê-lo”. Entendi que algo especial deveria acontecer para representar este ‘chamado’. Meus amigos ficaram na expectativa que eu batizasse, porém nada de especial aconteceu comigo e não batizei.

   Em abril de 1990, fui à minha primeira reunião de mocidade. O ancião falou sobre o batismo com evidência inicial de falar em línguas estranhas. Muitos, atendendo a solicitação do ancião, levantaram a mão manifestando ter este batismo. Imediatamente, despertou em mim o desejo de recebê-lo.

   Estava com 14 anos, comecei a gostar de uma irmãzinha. Quando ‘cheguei’ nela, ouvi um belo NÃO – “O irmãozinho ainda não é batizado. Não posso namorar você. Você ainda é criatura. Espere Deus fazer a obra”. Eu já era um crentinho de terno e gravata, muito fervoroso, recitava capítulos inteiros da Bíblia, orava continuamente, mas comecei a me sentir inferior – “Não sou ainda um filho de Deus, foi istoo que ela me disse?”, remoia comigo mesmo. Curioso e com sede de aprender, questionava muito os irmãos a respeito do ‘chamado’ de Deus, como isto acontecia. As respostas me confundiam muito, até que alguém me disse para ficar em paz porque “Deus chama na hora certa aqueles que lhe pertencem”.

   Outro batismo foi marcado, esperava a oportunidade para Deus me ‘chamar’. Durante o serviço, via pessoas que pela primeira vez que estavam na igreja, em prantos, indo batizar. E eu aguardando acontecer alguma coisa, esperando este chamado e nada. Comecei a me perguntar por que Deus não me chamava; por que aquela irmãzinha não quis namorar comigo, por que não sou bom o suficiente para ser crente. O inimigo começou a soprar em meus ouvidos: “Você não pertence a este povo. Está perdendo seu tempo. Saia daqui”. Meu coração estava agora cheio de dúvidas. Mas uma noite orando a Deus, todas minhas incertezas foram destruídas. Enquanto orava: “Senhor faz de mim um vaso para teu louvor.  Quero te servir. Me aceite nas suas fileiras. Me chama Senhor. Faz uma obra em mim”. Naquele momento, não sei se pensei, não sei se ouvi, ou como dizemos ‘Deus falou em meu coração’, mas uma conficção entrou em mim: “JÁ ESTA FEITA”.

   Sim, Deus já havia feito uma obra em mim. Pelo Espírito Santo, já havia me convencido, arrependido, confessado e recibido o perdão dos meus pecados. Minha fé e esperança era toda no Senhor Jesus. Já havia nascido de novo e por sua graça justificado. Minha certeza foi: “Salvo estou, salvo estou”.

   Não precisava mais fazer perguntas. Apesar de terem me ensinado que os pecados são perdoados no batismo, eu tinha a certeza da salvação e sentia necessidade de proclamar isto publicamente. O batismo nas águas é simbolo. Um ato público para representar o secreto. Um sinal visível da obra invisivel. Em 16 de junho de 1990, foi marcado outro batismo. Muitas pessoas vão batizar com grande contrição e emoção, mas comigo foi de outra forma. Durante o serviço, assim que a primeira pessoa foi batizada me levantei tranquilamente e fui para o vestiário. Quando desci nas águas, muitos levaram um susto, pois pesavam que eu já era batizado. Naquele tanque de batismo, sem dizer palavra alguma, fiz a declaração mais solene que um ser humano pode fazer: “Jesus me salvou, e estou aqui para contar esta obra e torná-la pública. Homens glorifiquem ao Senhor. Anjos façam festa. Tremam hostes do inferno, pois as fileiras santas aumentaram”.

   Terça-feira, 17 dias depois, reunido com os fiéis na sala de oração do bairro de Santa Mônica, o Senhor operou outra maravilha em mim. Recebíamos a visita de um ancião de outra localidade. O culto estava avivado como dificilmente vemos hoje. O servo de Deus pregou sobre o batismo do Espírito Santo e dizia: “Irmão vai dando glória que o Senhor te visita”. Antes da oração de agradecimento, o ancião insistia: “Não pare de dar glória e Deus vai operar um milagre”. Foi o que fiz. Comecei a dar glória sem parar – “Gloria! Glória! Glória!” – Um forte calor me envolveu, sentia queimar tudo o que não provinha de Deus. Era uma sensação incrivelmente maravilhosa que ia crescendo a cada instante. Algo parecia enfervecer no meu estômago. A sensação era de ter tomado uma moeda gigante de sonrisal. Não tinha mais dicção. Não conseguia falar ‘glória’ completamente. Senti algo subir como leite fervido do meu estômago, e quando chegou à boca vomitei palavras que não conhecia o siginificado e involuntariamente as proferia. Era algo irresistível que a gente não quer que acabe. Entreguei-me totalmente. Não me preocupava com nada. Depois só me lembro de estar abraçado com alguns irmãos e outros nos conduzindo, com gentileza e respeito, para fora dizendo que precisavam fechar a igreja. Muitos dias depois, minha maior vontade e prazer eram de falar do amor de Jesus e de sua graça para as pessoas e convidá-las para a igreja.

Leia também: “O ‘selo’ do Espírito” por Regina Farias

Anúncios

Comentários em: "Três experiências maravilhosas" (14)

  1. Então..

    Essas experiências da conversão são sempre maravilhosas e eu creio em cada palavra aqui exposta, pois aprendi a conhecer um bocado da sinceridade e boa vontade que há no seu coração, assim como também creio no dom de línguas, claro.

    Mas, devo confessar, que o que mais me chama a atenção é a sua lucidez, ao dizer:

    “O batismo nas águas é simbolo. Um ato público para representar o secreto. Um sinal visível da obra invisível”.

    Disse tudo.

    Quanto a línguas, respeitando demais o ‘acontecimento’ com você, gostaria de ressaltar duas coisas;

    Primeiro, que eu não creio em ‘visita’ esporádica de Deus. Ora, Deus está para sempre nos corações dos que creem. Ele não faz visita, não ‘baixa’ na gente como espírito de macumba.

    Depois, sobre a ênfase que Paulo dá a respeito de falar em línguas; primeiro que ele deixa bem claro, que não se faz em público para evitar confusão, inclusive deixando bem mais claro ainda que é para a edificação pessoal, daí não ser necessário publicar. Pelo contrário ele diz: que na igreja fale em línguas apenas dois, no máximo três! E nem são ao mesmo tempo. Ele diz SUCESSIVAMENTE!!! E com intérprete! E não havendo intérprete, FIQUE CALADO NA IGREJA! Ora, Deus não fez dons para exibicionismos. Por outro lado, fico aqui com as minhas elucubrações: quem vai me garantir que trezentas pessoas dentro de um templo, falando cada um em uma língua, estejam falando ‘no Espírito’?

    Diante disso, faço minhas, as palavras de Paulo:

    Prefiro falar na igreja CINCO palavras com o meu entendimento, para instruir outros, a falar DEZ MIL palavras em outra língua.

    No amor do Cristo da Cruz que nos uniu a todos,

    R,

    p.s.: por ‘coincidência’ faz uns dez dias que eu tenho um rascunho no meu blog sobre esse tema e jajá tô postando. Nada pessoal rss

    • RÊ, algumas vezes, utilizo ‘jargões’ do nosso meio que às vezes pode trazer alguma confusão.

      Recebi a virtude; Deus me visitou, são algumas delas.

      Creio como você disse: “Primeiro, que eu não creio em ‘visita’ esporádica de Deus. Ora, Deus está para sempre nos corações dos que creem. Ele não faz visita, não ‘baixa’ na gente como espírito de macumba”.

      Deus não ‘visita-nos’ – O visitante só pode penetrar nos aposentos de uma casa, se convidado e a sua liberdade e limitada. O habitante, entretanto, tem franco acesso a todos os compartimentos. Não pede licença. Pode decorar conforme quer.
      O visitante permanece um tempo, pode vir uma vez ou outra e não retornar mais. O habitante permanece.

      O Espírito Santo deseja fazer morada e realizar sua obra, nos corações onde é bem recebido. Não como visitante, tampouco como inquilino, e sim como proprietário.

  2. Irmão Ricardo ;A santa PAZ de Deus; que linda historia ; iqual da minha irmã mais velha ; ela tinha tanta sede das coisas de Deus que todos os dias de culto ;pulava a janela e ia escondida no meio do canavial na cidade de Piracicaba corria pra assistir os cultos ;chegava muito feliz contando as santas palavras ;mas levava aquela surra ; mamãe era muito catolica ;não podia nem ver crentes na sua frente chingava de tudo quanto é nomes feios ; mas Deus na sua infinita misericordia fez uma obra maravilhosa com ela e com papai ;a historia da minha familia é extraordinaria ; setenta por cento da minha famlia servem á Deus na CCB ;sinto de relatar para o irmão o que aconteceu nessa cidade na fazenda do meus avós imigrantes espanhois ;veio para o Brasil em 1905 ; com oito filhos; quatro meninos e quatro meninas;uma delas seria no futuro minha mãe; A casa da fazenda bem grande ;duas escadas de cada lado ;mamãe falava que era muito bonita ; a plantação que imperava era maior parte o canavial; pode ser que muitos não iram acreditar no que vou relatar mas;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;chegou 10 de março de 1910 ;;;;de madrugada vovo escutou os animais assustados ; as galinhas e as demais aves inquietas ; ele pulou da cama chamou vovó correu para a grande área e deparou com uma enorme estrela nos céu ;começou chorar correu e chamou todos os filhos para ver a grande estrela ;mandou que todos ajoelhassem ;falava eis um grande sinal de Deus ;;; contou para mim que sentia um coisa maravilhosa ;mas ´não sabia o que era;;;;;ai comentava alguma coisa especial vem vindo para o Brasil ; o que será ;dizia que a estrela passou devagar entre o canavial ;tinha uma enorme cauda ;ele não cansava de contar pra todos ;e dizia é Jesus;;;;;;; Vovo era uma pessoa maravilhosa ;;era querido dos seus empregados ; pois ele os tratava como filhos;;;;;;;;quando mamãe e papai ficaram crentes em 1940 vovo ficou contente não se importou pois lembrava da estrela que chegou no mesmo dia que o servo de Deus irmão Louis Franciscon chegou ao Brasil trazendo pelo Espirito Santo O SANTO EVANGELHO DA GRAÇA DE JESUS;;;; irmão Ricardo essa estrela foi muito comentada ;quando foi pelos estudiosos divulgada que ela passaria novamente ;simplesmente nada aconteceu; varias vezes comentaram sobre ela ;;;;;;;;;;;mas nunca mais foi vista;;;;; a alguns aos atrás o noivo da minha filha comprou um telescopio enorme e falou agora vamos ver a grande estrela ;irmão ficamos tres horas na varanda de casa e nada ;;;;;;;;;;;;;;aqui em S;P;virou até piada ; uns falavam vai passar em tal cidade e nada ;;;;;;ela nunca mais apareceu;;;;;;;quando estava com 14 anos e meu avo já bem de idade cuidando da vovó muito doente ; ele ainda comentou comigo sobre a estrela e o que mamãe servia ;pois ele não obedeceu á Deus era como se estivesse preso á vovó pois a amava muito ;vovó serviu á Deus só um dia e partiu com o Senhor ;vovó só obedeceu á Deus porque ela queria ver um anjo que mostrasse á ela que a sua filha estava no caminho da verdade ;dai sim obedeceria á Deus ;pois é foi o que aconteceu;um anjo lhe apareceu falando em espanhol ; esplicou á ela tudo o que teria que ser feito naquele dia ;inclusive falou ;peça á sua filha que traga um véu pra colocar em sua cabeça e que seja retirado depois de sua partida pois virei busca-lá de madrugada ;mamãe não acreditou muito ;ficou duvidosa mas fomos ao culto buscar a palavra ;ficamos do lado de fora pois a igreja estava lotada; Ai o Senhor falou face á face com nós ;na boca do servo de Deus saia assim ;ainda hoje temos uma grande missão o Senhor quer salvar uma alma ;quem impedirá ?foi maravilhoso; não dá pra esplicar tudo o importante que minha avó obedeceu á Deus ;e teve um funeral lindo ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;sou grata á Deus por tudo;;;;;;;;;;;;;

  3. Ricardo,

    Também tive minhas experiências: recebi a “virtude”, algo que não sabia o que era, durante a abertura de minha antiga comum, ainda menino senti que aquilo era sério e que não deveria ir para onde estava com vontade: viver no mundo. Isto em 1994.

    Depois de dois anos, em casa, de bermudas, orando com dois colegas da igreja, após tocarmos alguns hinos, o Espírito Santo se fez presente, vi uma luz muito forte que invadiou o local que estávamos, e então, algo muito bom começou a acontecer. Saia pela minha boca palavras inteligíveis, lembro-me que sabia que elas eram importantes. Isto em 1996.

    Somente em 14-11-98 é que demonstrei ao mundo, o que Jesus já haiva feito no meu interior. Batizei-me em águas. A igreja se assustou pois também pensava que já era batizado. No instante que me levantei, muitos outros jovens levantaram, o alvoroço foi tanto, que o ancião pediu pra igreja se conter nas manifestações.

    São experiências que trago vivas na memória. Mesmo não tendo em meu coração o clamor denominacional, acreditando que Jesus não tem nada com elas, mas sim com nós, guardo com carinho estes sinais.

    Embora, não dê muita atenção ao tão aclamado falar em línguas, preferindo aulas à linguagens, ainda acredito no mover do Espírito Santo, e seus sinais, inclusive os exteriores.

    Sim, com meus defeitos e pecados, SOU PENTECOSTAL!

    • Daniel,
      SOU PENTECOSTAL – é assim que todo membro da CCB deveria se nomear. Infelizmente, não sei porquê, detestam ser assim classificados. Ignorando completamente que provemos do Avivamento de Azuza.

  4. ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;concluir;;;;;;;;;parece que sai do assunto mais não ;;em Piracicaba como em varios lugares o povo da ccb era chamado ; povo da gloria ; os linguas de fogo ; pois minha irmã que pulava a janela foi selada com evidencias de novas linguas ;pois seu desejo era servir á Deus e tinha que ir escondida para buscar a PALAVRA; E nestas circunstancias com tristeza na alma era consolada pelo Espirito Santo de Deus ; então no meu parecer ; não precizamos mostrar pra ninquem que somos selados ou não ;porque aqueles que não falam em linquas acham-se despresados pelo Senhor;;;;;e o Senhor não despresa ninguem ;;;;aqueles que são seus é conhecido desde o ventre de sua mãe ;;;os dons são dados nas horas de grande nessecidade ;pois muitos são selados antes de ser batizados ;fui selada antes do batismo; pois papai falava que o Senhor iria vir recolhe-lo e falou pra nós todos de casa a data ;E eu em grande aflição fui á Reunião de Jovens aliás não perdia as santas reuniões ;e lá o Senhor selou com a promessa;por isso digo que o consolo de Deus vem nas horas de aflições Chegou o dia marcado por papai e ele partiu com o Senhor ;agora na hora do nosso batismo sentimos-nos revestidos do poder do alto para podermos enfretarmos as grandes afrontas ;dai começa ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;nossa que cabelo feio ;que saiona ;;;;por que voce não se pinta? e ai por diante;;;;;;;um dia sai do trabalho triste com essas coisas e clamei á Deus ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;no ponto do onibus um senhor falou-me; que coisa linda seu cabelo voce é crente? respondi ; pela misericordia de Deus ;e ele ; acho esse povo muito bonito pois não usa essas tranqueradas de pinturas ; a beleza fundamental esta na naturalidade da pessoa ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;a minha tristeza foi embora ;;;ai nos vemos não foi em linguas que ele falou mas foi de grande proveito;;;;;;esta cumprindo a palavra de Deus na terra ;;;o povo se afundando na sabedoria humana querendo modificar as coisa de Deus ;não se contenta com aquilo que tem; quer sempre mais ;não oram mais ; não clamam mais ;então nos tornamos vasios ;inuteis ;temos no dia 24 horas ; 8 pra trabalhar 8 pra dormir e nos sobra 8 ;;;;;e não temos NEM MESMO 15 MINUTOS PRA ORAR ? É só computador e televisão ;;;;;;;;; tem misericordia Senhor;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;; APDD;;;;;;;;Já estou indo ORAR ;E agora um gloria á Deus que é Digno de toda Honra Louvor e Gloria ;;;;;;;;;;;;;;;;;;amém

    • Magdalena,
      As línguas servem de consolo, fortelaza e firmeza. Muitos irmãos enfrentando situações difíceis – verdadeiras provas de fogo – e estando perto de esmorecer, receberam o batismo com o sinal das línguas e triunfaram na batalha.

  5. Caro BEREIANO ; SE o irmão é pentecostal gostaria que me desse A PAZ DE DEUS ; O assunto sobre os dons foi uma das coisas mais importante em seu blog~; O irmão é previlegiado por Deus pois desde criança busca á Ele ;eu estou de acordo com o irmão em buscar a promessa como faziamos em tempos passados ;na minha comum ccb um vez por mes buscava-mos os santos dons ;como ja disse outras vezes ;ninguem se quer ora á Deus ;que dirá buscar os dons!!!!Fui batizada com a promessa depois da Reunião de jovens e menores ;ficamos mais o menos 40 mts; e o Senhor selou varias crianças e jovens ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;minha sobrinha ficou muito triste porque não foi selada e veio chorando pra casa ;;;;no dia sequinte ;segunda feira ás 7;30 da noite queria brincar de culto ;mas falei á ela não vou não agora não vou sair pra chamar ninquem ;;;dai ela falou ;quero receber a promessa ;;;;;;falei á ela vou falar com o cooperador e no domingo Deus pode te selar;;;;;;não por favor eu quero agora;; vamos orar ;;;irmão Ricardo não resisti !!!!!!!!!! pegamos o véu ;estavamos em tres fomos e dobramos os joelhos EM NOME DO SENHOR JESUS Começamos dar gloria e mais gloria ;eu comecei a cantar o hino 227 ;na hora que cantamos (;Eis que um som mui de repente ecoar ouviu se lá dos céus ) nesse instante o Senhor selou minha sobrinha com um dom maravilhoso uma linguagem bem linda diferente das demais que tinhamos ouvido ;;;;;ficamos ajoelhadas até 10;40 da noite;foi uma enorme festa ; estavamos em tres ;quando levantamos da oração ;a nossa casa estava repleta de irmãos e irmãs ; nossos vizinhos irmãos na fé ;e não irmãos todos maravilhados com o que o Senhor fizera ;;;;;;fomos dormir as tres da manhã ;;;;;;;perdoa por escrever tantas coisas ou muitas vezes me exceder ;é que o Senhor é maravilhoso nas nossas vidas ;não podemos nos esconder por qualquer motivo ;As obras que Deus tem feito com nós tem que ser contada e exaltada;;;;ALELUIA ;pedi a saudação para o irmão porque ela tem um grande poder em nossas vidas tenho prova disso; o que recebi de Deus atraves da ;A PAZ DE DEUS ;Numa grande angustia recebi essa saudação de uma menina de 3 anos dentro da ccb ;essa menina é filha de sansei ; com os olhos bem puchadinhos ; na igreja ela não olha pra ninquem ;só brinca com as coisas que leva ;todos falam que ela é antipatica ;mas ela não é não ;é o jeito dela ser mesmo ;já falei varias vezes pra mãe dela ;;;;;;;;;;e nesse dia que estava com muita angustia falei pro Senhor vou mudar pra bem longe ; acho que só assim acaba a minha angustia ;levantei da oração e inesperadamente aquela menina me abraçou e falou bem alto A PAZ DE DEUS irmã ;;;;;desceu nessa hora uma grande paz sobre mim até hoje;;;;;;;;;;;;então irmão RICARDO ;;;;;;;APAZ DE DEUS

  6. Ricardo,

    Ah, meu amigo! Como eu BEM sei acerca de TODOS os jargões usados na CCB…

    E, o mais curioso, é que nenhum deles nunca me confundiu, pelo contrário, me levou a questionar e desenvolver meu senso crítico em um tempo que era considerado verdadeiro tabu, pois naquela época quem era maluco para questionar qualquer coisa?! E eu já fazia isso, pois meu coração me inquietava.

    Ainda hoje existe grande muro, vejo isso em familiares queridos (e alguns amigos) que trocam comigo todo tipo de ideia mas se fecham nesse sentido. Eles me amam MAS dizem nos bastidores com ares de falsa piedade e escondendo um peito estufado de soberba espiritual, coisas do tipo ‘ela não tem entendimento’. Aliás, o jargão clássico!

    Enfim, até já falei largamente a respeito, inclusive no blog do Mário, pois o mesmo me deu abertura total pra isso. E mesmo assim, nem sempre eu falo muito da minha experiência pessoal, pois muitos não entendem (vejo pelas expressões, quase uma outra língua rss) e a ideia não é fazer uma propaganda negativa de absolutamente nada, mas trazer tudo à luz do Evangelho. E não como debate vão, mas como uma experiência pessoal de uma etapa longa na qual vivenciei não apenas esses jargões…

    Quem sabe logo, logo, eu não estarei postando escancaradamente no meu blog sobre tudo e mais alguma coisa? Sim, pois lá eu me sinto à vontade para dizer o que achar por bem. Se bem que já o fiz, embora colocando fragmentos, é só dar uma espiada em textos mais antigos. São alusões apenas, nuances, coisas incompletas… No livro que escrevi sobre minha conversão, sim, eu falo tudo ‘e mais alguma coisa’. Só não tem data de publicação ainda.

    É isso.

    No amor de Cristo, que derruba TODOS os tabus,

    Rê.

  7. caro irmão Ricardo;´já provei de quase tudo na minha terceira idade ;não gosto de provocar ninquem pois a nossa salvação provém de Deus ; e é graças á Deus INTEIRAMENTE PESSOAL graças ao CRIADOR ETERNO ; por ter enviado seu AMADO E SANTO FILHO JESUS ;Mas pelo visto para muitos só receberão galardão os que tem diplomas na parede ;curso de teologia ;e de angiologia e blá blá blá ;;;;;;;;;;;será que os humilmes que estão em terras distantes não vai ganhar nada de Deus? mas sei verdadeiramente o que é ter compaixão ;nunca condenei nenhum irmão de outra denominaçao ;sempre trato-os como servos de Deus;é tão bom eles me saudam com APDD quando passa em frente de casa ;e eu quando passo em frente á casa deles eu os saudo com APDSENHOR ; e me sinto muito á vontade falando das coisas de Deus com eles sem nenhum atrito;;; as veses minhas amigas da ASDD vem em casa tomar café comigo e vou na casa delas também ;;;; dei aula de orgão pra oito mocinhas da ASDD ;foi um esperiencia Ótima ; pedi á elas pra trazerem a Hapa Cristã ; inclusive ganhei no meu aniverssario uma Harpa também e fiquei muito feliz ;uma delas estava bem adiantada e ia participar num evento deles e teria que tocar duas musicas gospel ;;;;;toquei varias vezes pra ela ;;;;;e ela falava ;tá estranho ;;;;;;;ela tocava a musica tambem ;mas disparava á rir ;;;;;Eu disse á ela ;voce tem certeza que voce quer tocar isso mesmo? está parecendo disco furado !!!!e caimos na risada;;;;;;ai ela falou é que pediram essa musica ai;;;;;;;;;;;;;rs;rs E mais rs;;olhei bem pra minha linda aluna de cadelos preto bem encaracolados e disse ;voce tem uma linda Harpa com mais de 600 hinos e fica preocupada com essas musiquinhas ?Olha aqui esse hino olha esse que maravilha ;vamos tocar esses dois da harpa e eu fico responsavel ;esta bem assim? ai ela concordou ;;;;;dei varias aulas avulsas á ela pra ficar bem bonito ;ficou melhor que eu esperava;;;;;Chegou o grande dia lá foi ela com mais algumas irmãzinhas e sua mãe que canta no coral ;;;;;;a igreja que foram da ASDD é enorme;havia pouco tempo de sua inauguração;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;; No dia sequinte ela veiu em casa me abraçou e disse que tinha sido uma maravilha ;;;;; que o pastor pediu á ela que repetise os dois hinos varias veses;;;;;e que foi muitos os aplausos pra Jesus ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;eu ensinei a todas elas usar a Harpa porque os hinos são sacros !!!!!!!!!E através deles sentimos a virtude do ES; muitos que não são intruidos acham que uma igreja não pode ter a musica do hino da outra isto tudo que é crancice; porque sabemos que a musica é a linguagem universal;;;;gosto muito dos hinos ;gosto muito desse hinario numero quatro;;;;não queria que mudassenada NELE ;Pois é maravilhoso;;;;;poderia só ser acrescentado os que foram tirados;;;;em uma outra oportunidade contarei a minha experiençia sobre estudos biblicos !!!!!!!!!!!!ainda bem que temos UM que é TUDO em todos e é perdoador não imputa as nossas imperfeições;;;; até quando não conseguimos andar nos carrega no colo!!!!!ALELUIA ;;;;;;; Deus o abençõe irmão BEREIANO ;;;;; Parabens ;;;já ultrapassou os 50;000 e lá vai de visitas!!!!!!!!!!!!

  8. E a paz de Deus ;para a qual tambem fostes CHAMADOS em um corpo domine em vossos corações;e sede agradecidos;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;A palavra de Cristo habite em vós abundantemente em toda sabedoria ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros ;com salmos hinos e canticos espirituais;cantando ao Senhor com graça em vosso coração;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;colossenses 3 v;15;;;;;;;;;;;;;;;;;;;; E a paz de Deus;que excede TODO o entendimento guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus;;;;;;;;;AMÉM ;;;;;;;FILIPENSES 4V;7

  9. Belíssimo testemunho.
    Que o Deus da nossa eterna Paz o abençoe.

    Seu irmão na fé, Vitor.

  10. Esse caminho neocatecumenal é uma furada! Já participei.
    Gostaria de passar um e-mail para você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: