É ler para crer!

Princípios Bíblicos

Princípios Éticos do Cristão segundo a Bíblia Sagrada

Todos os anos nos é dada uma lista de ensinamentos sobre a maneira que devemos proceder diante de certas situações. Os tópicos constituem-se num verdadeiro ‘manual de instruções’ para aquele ano, pois no ano seguinte serão modificados, substituídos ou, simplesmente, esquecidos. A pergunta é: Precisamos de uma cartilha? Não é a Bíblia a única regra da nossa fé e conduta?

1-Princípio da Fé ( Romanos 14:22;23)
O crente deve ter fé, ou seja, convicção diante de Deus quanto ao que faz ou deixa de fazer. Ele não precisa recorrer à “Cartilha dos Homens” para posicionar-se quanto aos seus atos e palavras. Se tiver dúvidas não deve fazer, pois “tudo o que não é de fé é pecado”;

2-Princípio da Licitude ( 1 Coríntios 6:12 )
Diz respeito à liberdade do crente. Não há louvor fazer as coisas por obrigação, deve haver devoção voluntária. A Bíblia nos exorta a conservar essa dádiva ( Gálatas 5:1 )

3-Princípio da Conveniência ( 1 Coríntios 6:12 )
O crente não deve fazer as coisas simplesmente porque são lícitas, mas porquê lhe convém à luz da Bíblia. É lícito faltar no culto? Sim. Mas convém? A conveniência trata das virtudes, valores e responsabilidades cristãs;

4-Princípio da Edificação ( 1 Coríntios 10:23 )
Do que me valerá a ociosidade de ficar horas na frente da TV? “nem todas as coisas me edificam” não basta ser lícita, é necessário que a conduta do crente produza fruto e seja proveitosa para sua edificação espiritual;

5-Princípio da Glorificação ( 1 Coríntios 10:31 )
Este é um princípio elevadíssimo. O que o crente faz deve ser feito “como ao Senhor e não aos homens” (Cl 3:23), isto é, tudo seja feito para glória de Deus.
Nosso corpo é um templo ( 1 Cor 3:16 ). Nossa vida deve ser um culto ( Rm 12:1 );

6-Princípio do Respeito ao Mais Fraco ( 1 Coríntios 8:9;13 e Romanos 15:1 )
Este trata dos nossos relacionamentos. Aqui o fundamento é o amor e não a liberdade cristã. A Bíblia Sagrada afirma que não devemos escandalizar um irmão mais fraco, mesmo que tenhamos consciência do que estamos fazendo não é errado;

7-Princípios da Tolerância ( Romanos 14:3;12 )
Aqui, com chave de ouro, a Bíblia fecha a questão.
Devemos respeitar as divergentes opiniões; quem adota algum costume não julgue o que não o pratica; quem não adota não despreze ou desmereça a devoção de seu irmão.

“Tenhamos: nas coisas principais, unidade; nas secundárias, liberdade.”

Postado originalmente no blog do Daniel (nov.2008)

Anúncios

Comentários em: "Princípios Bíblicos" (6)

  1. A paz e o amor de Deus!!!

    Muito bom o texto.

    Realmente estas listas de ensinamentos são algo complicado, pelo seguinte: como já disse o texto, simplesmente porque elas mudam ao longo do tempo e também porque elas são criadas pelo homem (que é falho).

    Melhor mesmo é termos a Bíblia, ditada e inspirada por Deus, como unica regra de fé e conduta, pois, os anos passam e se passarão, mas a Palavra de Deus é e será constante, ou seja, ela é imutável.

    E outra, se não houvessem as listas de ensinamentos não haveria a sensação de que revogá-las é assumir um erro ao tomar uma decisão, como por exemplo o caso das irmãs tocarem na orquestra. Embora, haja interesse da irmandade nesse assunto, embora seja a vontade de muitos ministros, ninguém quer tomar para si a responsabilidade de revogar tal ensinamento, e assim, quem sabe, colocar em “xeque” a decisão dos antigos, que também estavam “inspirados” pelo Espirito Santo ao editar a lista que retirava nossas irmãs da orquestra.

    Fiquem na paz e no amor de Deus!!!

  2. Os ensinamentos são úteis, porém, desde que à luz da Palavra de Deus que já foi revelada e inspirada, portanto não pode mudar.Quem tem certeza que um ensinamento foi dado pelo espírito, se num outro momento é substituído por outro? Não estaríamos editando uma nova Bíblia?Como fica a Bíblia original que já tentaram tirar das mãos do povo mas não conseguiram? É preciso muito cuidado e muita guia de Deus para não se editar fábulas, caprichos humanos, doutrinas de homens, etc.
    Em Colossenses 1 , 2 e 3, Paulo adverte para que não nos tornemos a estar debaixo de jugos humanos e proibições carnais, tais como : Não toqueis, não comais, etc… Paulo diz: Agora não tem mais Judeu, Cita, servo, livre, grego, mas Cristo é tudo e em todos. Ou seja, Cristo é o cabeça da Igreja, não mais uma denominação ou um grupo de pessoas dando ordens, como nos tempos da lei judaica …
    Os ensinamentos são imporantes, porém, a Bíblia é completa, não é????

  3. A paz de DEUS!

    O irmao tem email ou msn, gotaria que me passasse…

    DEUS abençõe

  4. Embora todos os anos tenha acréscimos ou modificações nos ensinamentos, não tenho percebido qualquer modificação referente a doutrina Bíblica – me corrijam se eu estiver errado! – A doutrina é permanente. Os ensinamentos são elaborados conforme as necessidades ocasionais e as constantes inovações que ocorrem… É assim que entendo!.

    Deus abençoe!!!

  5. Para o irmão que deixou o comentario anterior de fato voce soube diferenciar doutrina que é atemporal dos ensinamentos anuais que sao temporais e conforme voce mesmo afirmou são elaborados conforme as necessidades ocasionais e as constantes inovações que ocorrem… porem no decorrer dos anos algumas de nossas doutrinas foram de fato alteradas, visite o blog heliomarquesccb.blogspot.com eu tratei sobre este assunto…
    DEUS abençõe!

  6. […] Leia também Princípios Bíblicos […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: